Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Encontro presidencial - TETO

 
Brasília - Em meio à crise gerada pelo episódio envolvendo os ex-ministros Marcelo Calero e Geddel Vieira Lima, o presidente Michel Temer convocou uma reunião com líderes do Senado para tratar da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o aumento dos gastos públicos. O encontro entre Temer e os líderes do Senado deve acontecer na segunda-feira, 28. O compromisso ainda não aparece na agenda do presidente. 
A PEC do teto está em tramitação no Senado e o texto está previsto para ser votado em primeiro turno no plenário do Senado na terça-feira, 29. Sem Geddel no governo, o presidente tem dito a aliados que ele próprio fará a coordenação política para a votação da PEC do teto, considerada fundamental para o ajuste e a recuperação da economia.  
...

Todos somos corruptos.

 
A ação de corromper pode ser entendida também como o resultado de subornar,
dando dinheiro ou presentes para alguém
em troca de benefícios especiais de interesse próprio.
 

 
Todos somos corruptos. Somos apenas "uns mais caros que outros'.   O  problema é que já nos acostumamos com nossa própria corrupção por ser baratinha e não estar causando nenhum problema a terceiros.  Só que ela não deixará de ser uma espécie de corrupção.


Toda vez que oferecemos "uns trocados" a quem nos atende para obtermos mais atenção ou tempo especial, sempre que oferecemos "um pequeno agrado" ao policial que nos fez parar  na rua  ou estrada para que ele nos libere sem nos multar, estamos sendo corruptos, ao visar comprar o outro, ainda que ele já o faça na intenção de se aproveitar da situação.

 
 
E não devemos esquecer que
não existe corrupto
se não houver quem permita ser corrompido.
 
 
 
 
 Somos os corruptos que reclamam da corrupção alheia.

Os Culpados


É como se a classe média fosse o recheio de um sanduíche, onde em cima estivessem os "três poderes" e em baixo a massa popular, como se a classe média não fizesse parte dessa massa, mas deixa isso prá lá (ao menos por ora).
 
 
Hoje existe a chamada elegantemente de CRISE,  que deveria ser chamada de roubalheira ou incompetência.  Alguns são incompetentes até na hora de roubar! Será que nem isso eles sabem fazer direito ?
 
 
A considerada classe média, vive com todos os dedos apontados para ela, por ser acusada como a culpada de tudo o que ocorre no nosso país.  Além disso é ela  quem paga mais  caro pela  incompetência e desonestidade alheia.  Fácil culpar um grupo previamente escolhido!
 
 
Os 'poderosos'  se isentam da sua falta de compromisso com a vida de um povo, culpando a classe média pela fome de quem acreditou em suas mentiras e os elegeu, pela falta indecente de escolas e hospitais.  
 
 
Culpados jamais serão nossos poderes, porque eles deixarão na cabeça do povo que a culpa é de quem teve acesso à educação e à saúde  particular, não de quem deixou de oferecer o básico ao povo. Os verdadeiros meliantes da nação se isentam de seus próprios erros, ao ponto de terem a cara-de-pau de nem pelo menos colaborarem na hora de um aperto, dimininuindo seus salários e suas vantagens caras e absurdas.   Mas continuam cobrando tudo da classe média, inclusive com impostos cada vez mais altos e absurdos, para taparem o rombo deixado por sua falta de vergonha e incapacidade.
 
 
 
Para a situação se tornar ainda pior, os poderosos pretendem descriminalizar um crime (como o caixa dois), por saberem que a polícia está chegando cada vez mais perto deles.  Aliás ficaria bem mais barato mandar criar um presídio enorme na Praça dos Tres Poderes, em Brasília.  Ao sugerir o fechamento de tudo seria assumir a falta de uma democracia tão usada pelos meliantes da Nação em proveito próprio.   Se ser democrata é o mesmo que ser mentirosa e desonesta, então sou contra a democracia, pelo menos contra essa de que  se aproveitam tanto.
 
 
 
 
Quanto à massa popular vai continuar comprando a idéia que lhe é imposta, culpando a classe média por suas mazelas, até porque não pode comprar nada mesmo. Sem contar que o povo  já se acostumou com a mixórdia desde que foi gerado na base da inconsequencia.

 *****
  
 
'NÓS NOS DESCOBRIMOS UMA REPÚBLICA DE BANANAS', DESABAFA BARROSO
 
MINISTRO BARROSO REVELA 'MILITANTES DO ABAFA' CONTRA LAVA JATO
 
O Brasil como uma "república de bananas devastada pela desonestidade e pela incorreção" foi o cenário descrito por Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal, em um discurso ácido na abertura de um seminário na Sede da Procuradoria-Geral da República.

Barroso demonstrou preocupação com movimentos políticos para frear investigações da Justiça e suavizar leis que podem punir a corrupção. "Há militantes em toda parte no abafa", afirmou o ministro.

"Sei que há muito choro e ranger de dentes, mas é porque nós estamos mudando o País", disse. Ele se referia às revelações de escândalos de corrupção e as prisões de agentes públicos e privados desde a Ação Penal 470 e atualmente com a Operação Lava Jato. Segundo ele, esses foram "marcos da mudança de atitude" em relação à corrupção. "Não deixam de ser uma 'Proclamação da República' para dizer que o direito vale para todos", disse.

 
Barroso afirmou que a "corrupção não tem partido, ideologia; é um mal em si e não deve ser politizada". "Há uma certa mentalidade se disseminando de que o problema é a corrupção dos outros, e que agora, que já me livrei da corrupção dos de quem eu não gosto, nós vamos fazer uma composição geral", disse.

"Não dá para achar que a corrupção dos outros é grave e daqueles que eu gosto não tem problema. Aí não é combate à corrupção, mas reserva de mercado", afirmou o ministro.

Barroso disse que "a ausência de direito penal efetivo criou um país cheio de ricos e delinquentes". E em momento em que se discute, no Senado, o abuso de autoridade, o ministro defendeu o aprimoramento do sistema penal acusatório. "Ninguém, nem o Supremo nem o Ministério Público, deseja o estado policial. Desejamos um estado democrático, com o devido processo legal, amplo direito de defesa. O que não desejamos é um processo de faz de conta que não termina nunca e é feito para não terminar, para que o crime compense", afirmou.

Na cobrança por "moralização da Justiça", incluiu também os advogados. Afirmou que há "advogados de primeira linha interpondo recursos descabidos atrás de recursos descabidos", a fim meramente de atrasar os processos.

O momento do Brasil é de inflexão, nas palavras de Barroso. Ele utilizou uma cena do filme Match Point, de Woody Allen, para ilustrar. "Há uma cena no início do filme em que a bola bate na rede e não se sabe onde ela vai cair, e isso vai ser decisivo no final. A bola pode cair do lado em que podemos fazer um novo país, ou no lado em que sempre foi".
 
 
 
 
 
 
 
 
 

domingo, 27 de novembro de 2016

QUEM MANDA AQUI SOMOS NÓS!

 
VAMOS PARA A RUA
 
MOSTRAR QUE MANDA AQUI SOMOS NÓS
 

ESTAMOS DE OLHO !

 
AÇÃO CONTRA DESCRIMINALIZAÇÃO DE UM CRIME
 
ENVIAR AOS PARLAMENTARES PARA SABEREM QUE OS BRASILEIROS ESTÃO VIVOS,
EMBORA ALGUNS SE FINJAM DE MORTOS.
 
 
 
PRINCIPALMENTE se os parlamentares brasileiros votarem  ÀS ESCONDIDAS, no intuito de esconder seus nomes dos eleitores,  a favor do Caixa 2, seja  qual for o argumento usado para  isso,  é bom saberem que os brasileiros não são burros e estão com os olhos voltados para tudo o que for feito a favor dos meliantes de Brasília, por mais disfarces que inventem!
 
 
 

Malas - nervosismo, MEDO

Ex-presidente sempre BURLOU tudo, até a fiscalização de voo

 

Investigação revela que o petista antecessor de Dilma,  

BURLOU  

a fiscalização de voo

 
 

O estranho caso em que um delegado da PF proibiu fiscais de inspecionar bagagens de L---  quando ele se preparava para voar em jatinho privado para Roma




 
Na manhã de 3 de junho do ano passado, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, um jato particular, prefixo PP-SCB, se preparava para decolar. A aeronave já estava taxiando quando os pilotos e os cinco passageiros foram surpreendidos por um cerco. A operação, atípica, fora deflagrada por iniciativa da Receita Federal. Os fiscais foram informados de que malas haviam sido embarcadas de maneira suspeita no jatinho, sem passar pelo raio X.
 
 
A operação cinematográfica, porém, foi abortada antes de ser concluída — e isso deu origem a uma investigação sigilosa em curso na Polícia Federal e no Ministério Público Federal. Reportagem de VEJA desta semana teve acesso à investigação, que revelou que, dentro do avião estava o ex-presi­dente L---, acompanhado de um segurança mais três auxiliares — seu fotógrafo particular, um assessor de imprensa e um tradutor.
 
 
 
 
*****
 
MALA E MEDO - Ainda dessa vez  "nosso" ex-presidente conseguiu burlar as normas já estabelecidas e leis existentes, mas ele sabe que chegará seu dia e que não poderá passar toda sua vida tapeando todos, sempre que quiser.  Ele não ficou nervoso à toa: SEU DIA VAI CHEGAR e ele sabe disso.  É TUDO UMA QUESTÃO DE TEMPO.
 
Obs.> Morreu Fidel Castro, após longos 90 anos, deixando seu pimpolho L. ainda mais desamparado.


Há uma piada rolando na Internet:
L. tem encontro com Fidel já marcado para dezembro. 
Que ele não deixe de ir.
 
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 25 de novembro de 2016