Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 26 de agosto de 2014

AUSÊNCIA - QUE ALÍVIO!


 
ESTAREI AUSENTE ATÉ O DIA 08 DE SETEMBRO.
 
MAS NÃO PENSEM QUE SE LIVRARAM DE MIM, 
PORQUE VOLTAREI...
 
A NÃO SER QUE MEU AVIÃO CAIA.

O QUE SERÁ DELES SE A DILMA NÃO FOR ELEITA ?

 
Eleições de 2014  




O QUE SERÁ DELES SE A DILMA NÃO FOR ELEITA ?

O que será dos apaniguados petistas se retornarem à' situação' inicial?

 



Os privilegiados  (alguns) :

No Brasil, uma nova maneira de governar foi criada. Em Brasília, há passe livre para os egressos dos movimentos sindicais, principalmente se forem ligados ao PT. Para essas pessoas parece que as portas são mais largas e os caminhos menos sinuosos. Criou-se na capital federal a casta dos integrantes da República sindical brasileira. "Nunca antes na historia desse País" tantos ex-dirigentes sindicais ocuparam postos chaves no destino da Nação Brasileira. É sobre essas pessoas, o que faziam e o que estão fazendo agora que nós iremos falar.


Jair Meneguelli - torneiro mecânico e ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC?   Hoje ele se encontra em Brasília. É Presidente do Conselho Nacional do Sesi e comanda um orçamento de R$ 34.000.000,00. Salário atual: R$ 25.000,00. Salário anterior (no tempo de sindicalista) R$ 1.671,61.


Heiguiberto Navarro - ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Está  em  Brasília. Sabe o que ele faz hoje? É assessor do Secretário Nacional de Estudos e Políticas da Presidência da República. Gostaram do nome? Salário atual: R$ 6.396,00. É ele quem articula os eventos do Presidente Lula quando ocorrem fora do Palácio do Planalto. Recordando, ele é ferramenteiro e na época tinha um salário de R$ 1.671,61.

João Vacari Neto - bancário, ex-presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo. Também o encontramos. Adivinhe onde? Brasília? Certa a resposta! O que ele faz atualmente? É membro do Conselho Nacional de Itaipu. Ajuda a decidir sobre a alocação do orçamento de Itaipu, cerca de R$ 4.500.000.000, 00. Salário R$ 13.000,00. Antes o seu salário era de R$ 4.909,20.
É o cara do Bancoop que sumiu com o dinheiro dos bancários que compraram apartamento e não tem moradia até hoje, quase todos os prédios são esqueletos abandonados e pasmem, o Lula que nunca foi bancário tem uma cobertura triplex de frente para o mar no Guarujá. Claro que esse prédio será concluído e quem serão os seus vizinhos? E o edifício está longe de parecer um Cingapura ou Cohab.

Paulo Okamoto - fresador, ex-tesoureiro da CUT. Está sumido do noticiário, mas nós o encontramos. Sabe onde? Em Brasília? Certa a resposta! O que ele faz hoje? Presidente do SEBRAE. Salário R$ 25.000,00. Comanda um orçamento de R$1.800.000.000,00. Salário anterior, quando era pobre: R$ 1.671,61. E que mesmo estando com 8 (oito!) anos de idade em 1964, hoje é um dos felizardos que recebe "aposentadoria especial", como 'Anistiado político'. Esse é o que pagava as contas do Lula de seu bolso, como a dívida que este tinha com o PT e ele Paulo Okamoto pagou a dívida que Lula tinha com o partido dos trabalhadores.
Luis Marinho - pintor de veículos - ex-presidente da CUT. Lembram dele? Um doce para quem disser onde fomos encontrá-lo. Em Brasília? Certa a resposta. Estou devendo um doce para milhões de pessoas. O que é que ele está fazendo? Virou Ministro da Previdência Social. Salário R$ 8.363,80. Comanda um orçamento de R$ 191.000.000. 000,00. Anteriormente o seu salário era de R$ 1.620,40.

Wilson Santarosa - operador de transferência e estocagem, presidente do Sindicato dos Petroleiros de Campinas. Está no Rio de Janeiro. É gerente de comunicação da Petrobrás e membro do Conselho Deliberativo da Petros. Salário atual R$ 39.000,00 comanda um orçamento de R$ 250.000.000, 00. Salário anterior era de R$ 3.590,90.

João Antonio Felício - professor de Desenho e História da Arte e ex-presidente da CUT. É outro que está no Rio de Janeiro. É atualmente membro do conselho do BNDES, salário R$ 3.600,00 por reunião da qual participa, com direito a transporte, hospedagem mais ajuda de custo. É um dos responsáveis pela aprovação do orçamento do BNDES de R$ 65.000.000.000, 00. Tem sob sua responsabilidade opinar sobre sua destinação e acompanhar a execução. Salário anterior R$ 1.590,00.

Sergio Rosa - escriturário e ex-presidente da Confederação Nacional dos Bancários. Também se encontra em Brasília. É atual presidente do Previ, Fundo de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil. Salário atual de R$ 15.000,00. Comanda um orçamento de cerca de R$ 106.000.000, 00. Salário anterior R$ 4.500,00.

José Eduardo Dutra - geólogo, ex-presidente do Sindiminas de Sergipe, atual Sindipetro. Hoje, graças a Deus, se encontra em Brasília, onde é presidente da BR Distribuidora, com um mísero salário de R$ 44.000,00. Comandou,entre 2008 a 2012,um orçamento de R$2.600.000.000,00. Salário anterior era de R$10.000,00

Wagner Pinheiros - analista de investimentos. Diretor da Federação dos Bancários de São Paulo. É outro que faz parte da Nova República. É presidente da Petros, Fundo de Pensão dos Funcionários da Petrobrás. Salário atual apenas R$ 44.000,00. Comanda um patrimônio de R$ 32.400.000.000, 00. Salário anterior: R$ 5.232,29. É bom frisar que o salário anterior era o salário percebido como dirigente sindical.
 
 

ATENÇÃO: OS VALORES DOS SALÁRIOS DOS CAMARADAS ACIMA NÃO CONTEMPLAM DIÁRIAS, CARTÕES CORPORATIVOS, BENEFÍCIOS, E OUTRAS MARACUTAIAS, SEM FALAR NOS EMPREGOS PARA A "PARENTAIADA" E OUTROS "CUMPANHEIROS"! 
 

Recebido por email
 
 
 
Alguém acredita que, para essa gente,
seria possível a reversão de uma situação como essa? 
V E R E M O S




 
 
 
 

 

O Brasil se cansou!


Um oficio assinado pelo Enzo Peri proibe que unidades militares repassem informações ao governo sobre o regime militar - NOTÍCIA NO FACEBOOK


O COMANDANTE DO EXERCITO General de Exército Enzo Peri...COLOCA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA EM XEQUE-MATE E EM DECISÃO EXTREMAMENTE DELICADA PARA DUAS OPÇÕES DE SEU GOVERNO: OU DEMITE O GENERAL DE EXERCITO ENZO PERI OU EXTINGUE EM DEFINITIVO A CNV (Comissão Nacional da Verdade). SEJA LÁ QUAL FOR A OPÇÃO ESCOLHIDA, DILMA PERDE O CONTROLE DAS FFAA OU SEJA, NÃO MAIS SERÁ A SUPREMA COMANDANTE DAS FFAA... ABREM-SE ASSIM OS CAMINHOS PARA QUE AS FFAA TOMEM MEDIDAS URGENTES, NO QUE ESTABELECE A CONSTITUIÇÃO FEDERAL(art. 142) FACE AO ESTADO CAÓTICO DA NAÇAO QUE CAI DE JOELHOS DIANTE DA SANHA GOLPISTA COMUNISTA. O MOMENTO É EXTREMAMENTE GRAVE POIS ESTÁ ESTABELECIDA A SUPREMACIA DAS FFAA NÃO MAIS SUBALTERNA AO MINISTRO DA DEFESA E NEM A PRESIDENCIA DA REPÚBLICA. 

Para seu total conhecimento, leia sobre fato gerador da gravíssima crise Institucional, aberta entre o COMANDO DAS FFAA , Ministério da Defesa e Presidência da República em outra publicação de 22/08/2014 - Jornal O GLOBO - transcrita nesta página também em 22/08/2014.


Nesta publicação, consideramos oportuna e bem atual, fazermos uma análise de dois momentos: O primeiro ocorreu nos primeiros dias de junho quando o Ex Presidente Fernando Henrique Cardoso esteve em conversas com o Comando Militar do Sudeste (SP) e de lá saindo extremamente preocupado com o que "estava por vir"... assim definiu o que pode ouvir... o que transcrevemos a seguir. O segundo ocorre em 22 de agosto 2014, quando se abre a crise entre o COMANDO DA FORÇA e o EXECUTIVO


SE VOCÊ TIVER UM POUCO DE JUÍZO...LEIA TUDO O QUE SE SEGUE E PREPARE-SE PARA O QUE VEM PELA FRENTE !! NÃO VENHAM DIZER MAIS TARDE QUE NÃO SABIAM OU QUE NÃO FORAM AVISADOS. COMPARTILHE AO EXTREMO PARA SE TRANSFORMAR EM MAIS UM AVISO DE ABRANGÊNCIA NACIONAL POIS TEMOS A OBRIGAÇÃO DE EVITAR UMA GUERRA CIVIL SANGRENTA, O QUE MANCHARIA NOSSA HISTÓRIA.  (Roberto Mezian 27/06/2014)


"Só para lembrar... que ainda estamos vivos, estamos nas ruas e de olho em tudo! Aos desavisados, aos que desejam o caos, aos que ferem a Constituição Federal, aos que minam por decreto espúrios a democracia brasileira. Lembramos que estamos mais vivos do que em 64 e que nenhuma ideologia é capaz de "fazer as cabeças" dentro das Forças Armadas Brasileiras... O tranco vai ser forte e quem não acreditar é bom começar a orar! Podem se preocupar, podem se desesperar aqueles que, políticos ou não, permitiram que a Nação chegasse ao atual estado de degradação político institucional".


"Não queremos choros e lamúrias, não queremos arrependimentos e anistias...Preparem-se e não digam que não foram exaustivamente avisados! O recado está dado!"


Palavras duras, de alerta e de aviso aos canalhas, corruptos e traidores da pátria. Cuidado, pois os homens dos botões dourados já marcham nas ruas.


Fernando Ensrique Cardoso passou mais de duas horas em uma reunião de portas fechadas com o linha dura e democrata, Comandante Militar do Sudeste, General João Camilo Pires de Campos. FHC saiu de reunião com o semblante nervoso e tenso. O que será que o General linha-dura e de quase dois metros de altura e olhar direto disse para FHC? Seria o Decreto de Dilma que extingue o Congresso nacional o motivo da reunião? 


Se o Decreto 8.243 for aprovado teremos um governo que governará o país por meio de decretos e através de assembleias bolivarianas. A democracia seria totalmente extinta e a nação inteira estaria sob uma ditadura do proletariado. 


O clima é o mesmo de 1964, quando o governo de João Goulart exercia um forte domínio sobre os movimentos revolucionários. Quando Jango incentivou as greves e fez ameaças à democracia. Quando Jango espalhou e insuflou o ódio na sociedade no intuito de gerar um conflito de classes. Quando Jango promovia discursos insanos e dementes incentivando a desapropriação e a invasão de terras e empresas.


Dias atrás em um programa de televisão, o apresentador Ratinho disse em bom tom: "Cuidado com os homens de botões dourados!".


Já Fernando Gabeira foi mais objetivo e disse: "Esquerdistas! Cuidado que a Polícia está chegando!" Seriam estes sinais de alerta para aqueles que zombam do povo e da justiça? O que estaria realmente acontecendo por trás das cortinas do poder que ainda não sabemos?


Há exatamente 25 dias Fernando Henrique Cardoso disse que os brasileiros não sabem o risco que correm. A preocupação de FHC com certeza tem algo em relação a uma possível reação militar do Alto Comando do Exército. Não faz muito tempo e um outro General Valmir Fonseca Azevedo disse que o Brasil corria o sério risco de uma guerra civil e que aqueles que não acreditassem em uma ação militar seria melhor se colocarem de joelhos ou irem para Cuba, pois muita gente poderia ser fuzilada em praça pública, um recado direto para os corruptos e traidores da pátria que se escondem por trás da democracia, ou melhor dizendo: Os caras vermelhas do PT. 


O General Valmir Fonseca Azevedo não está na ativa, mas tem uma grande influência dentro do Alto Comando Militar. Também de linha duríssima, o General não poupa o governo comunista de Dilma Rousseff e inúmeras vezes escreveu artigos contra os desmandos do governo para a Revista Militar. Para Gabeira, um ex-terrorista e ex-comunista dizer o que disse e para FHC pedir uma reunião conjuntamente com o General João Camilo é sinal de que alguma coisa muito séria estaria ocorrendo nos bastidores do país. No curral do PT os porcos já chafurdam suas cabeças entre os próprios excrementos e na falta de coragem passarão à come-los como última refeição. A hora do pau estaria chegando!


No Brasil dos corruptos e bandidos políticos, ainda há patriotas que ostentam o brasão da justiça, da dignidade, da honra e da moral. Que venha o que vier, pois o povo patriota estará sempre do lado da Lei e da Ordem. O Brasil se cansou de "ismos", comunismo, socialismo, liberalismo, modernismos e "ismos" e mais "ismos". O Brasil se cansou das roubalheiras, se cansou da corrupção, se cansou de politicagem, se cansou de políticos safados, de políticos corruptos, de Juízes vendilhões, de marginais que se escondem por trás da democracia. O Brasil se cansou de comunidades controladas e dominadas por marginais do tráfico, se cansou das drogas, da vagabundagem, se cansou dos bandidos, dos menores infratores, da violência urbana, das invasões de terras, da violência e da destruição familiar.


O Brasil se cansou da pedofilia, dos estupros incentivados pelo governo, da homofobia, do gaysismo, do coitadismo, do racismo. O Brasil se cansou da impunidade política, da corrupção da Justiça vendida, das obras superfaturadas, das obras inacabadas, dos crimes de Lesa pátria, dos rombos nas contas do governo, nos saques bilionários nas estatais, nos escândalos na política, das conspirações, dos crimes cometidos pelo governo contra o povo brasileiro, do inchaço do governo que onera o Estado brasileiro em bilhões de Reais. O Brasil se cansou das maracutaias, das lavagens de dinheiro, dos mensalões, dos propinodutos, dos desvios de verbas, das obras financiadas pelo governo do PT com dinheiro do povo brasileiro para beneficiar países comunistas e então, ligados ao Foro de São Paulo. O Brasil se cansou de traição, de mentiras, das farsas, das pesquisas compradas, da mídia corrompida, da liberdade controlada, da censura velada, das perseguições, do policiamento do Estado, dos projetos empurrados com a barriga, de obras inacabadas e inauguradas oficialmente pela "cara de pau" e pela horda de canalhas que só pensam no poder. 

O Brasil se cansou de tanto atraso, se cansou da falta de saúde, de hospitais decentes, de escolas decentes, de ensino de qualidade, de segurança pública, de estradas asfaltadas e bem cuidadas, de portos modernos, de aeroportos seguros e eficientes, de saneamento básico em todas as regiões deste país, de qualidade de vida e de projetos que realmente desenvolvam esta nação de milhões de brasileiros. O Brasil está cansado, enojado, furioso, revoltado. O recado está dado, se preparem pois haverá ranger de dentes!
 

 
 
 

O matadouro do Choro de Janeiro


 

Tradição é o abandono.
 

Hoje foi denunciado no rádio, por Boechat, o caso de vários pacientes com tuberculose, que estariam JOGADOS pelos corredores de um hospital federal, o Hospital Carlos Chagas, onde acaba de morrer uma amiga nossa.
 
 
Seriam casos que  deveriam estar no isolamento para evitar não a morte, porque já se sabe que alguns hospitais públicos não passam de ""matadouros"", mas  evitar que a doença se alastrasse por outras pessoas.  Algumas passam por ali, outras estão ali largadas.
 
 
Como disse o jornalista, é falsa a alegação de que quem trabalha nesses hospitais  não possuem remédios, lugar ou equipamentos para fazerem um tratamento decente.  O problema é falta, sim, mas de respeito pelo próximo.

 

Decreto 8243 no país da bolsa




 
"Quando eles falam de participação da sociedade, todos nós sabemos que essas comissões serão de grupos articulados, como os movimentos dos Sem Terra e dos Sem Teto que têm mentalidade favorável à Cuba, à Venezuela".
 
 
 
 
Lugar esquisito onde quem trabalha é idiota ou criminoso.  Onde incompetentes, vagabundos ou meliantes são os reis.  Onde se  dá duro para distribuir o fruto do trabalho de 'anos e cacaracanos'.  Onde os   INGUINORANTIS  têm  o apoio de um Governo igualmente  idiotizado.  Onde os inocentes estão presos em suas casas e os meliantes soltos pelas ruas.
 
ESSE É MEU BRASIL VARONIL.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Mortes e deboche

 
REALIDADE BRASILEIRA:
 
 
 
 
 
COMO DEVERIA SER:
 

Aos 86 anos  morreu o empresário Antônio Ermírio de Moraes.  Ele estava internado no Hospital Beneficência Portuguesa.- http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/08/1505368-aos-86-morre-o-empresario-antonio-ermirio-de-moraes.shtml



domingo, 24 de agosto de 2014

Santificado seja ...

 
 
... vosso jatinho 
 
 

Cuidado com a indigestão!


 

Para fingir que não é política, a Protetora das Saúvas

persegue o poder com a fantasia de retirante de butique 

- Recebido por email -

 
REYNALDO ROCHA
 
Um dia o prefeito da maior capital do país se definiu como alguém que não era de centro, nem de direita e nem de esquerda. Entendi que ele era de baixo.
 
Agora temos uma política profissional – sempre viveu disso – repetindo o discurso de Collor: cuidado com os políticos (os outros). O perigo maior é ela própria.
 
Messiânica, com ar de retirante de butique, seringueira de Brasília e acusadora de todos os que ousam discordar do que diz, ****** *****  faz lembrar o que de pior temos nestas terras tupiniquins: o antigo PT, dono de ética e das verdades. Deu no que sabemos. Difícil escolher entre o descaramento explícito e a desfaçatez silenciosa.

Uma escolha entre ***** (a atual presidenta)  e ****** (a mulher melancia)   não é sequer um plebiscito. É uma roleta russa. Envolta em panos (caros) e echarpes (mais ainda), Marina se porta frente aos marineiros como guru a ser idolatrado. Concorda com tudo e não assume nada. Diz platitudes que, se não têm consistência, ao menos entendemos. Entendemos?
 
Como uma madre Teresa do Acre, cultiva a figura que tenta ser uma Quixote de saias. Mesmo sendo um Sancho Pança famélico.
 
Não é contra nada. Mas sempre longe de ser a favor de algo, pois para ser a favor é preciso ter ideias.
 
Dizer-se sucessora de dois ex-presidentes é o cúmulo da prepotência. Quer ser a continuidade e oposição ao mesmo tempo. Quer ser herdeira sem ter sido aliada de um deles. Pelo outro foi usada e usou a imagem de pobres e nordestinos. Uma falta de vergonha e compostura que envergonha qualquer povo da floresta, da cidade ou do botequim.
 
Quem em sã consciência é contra a luz elétrica? Ter como programa o apoio à luz elétrica é tão assustador quanto pretender ser presidente e contar com quadros (que a Rede de Embalar Idiotas não tem) de outros partidos. Um ministério com Aloysio Nunes e José Dirceu? Com Álvaro Dias e Ideli? Todos irmanados em mantras matinais quando a salvadora e casta presidente adentrar qualquer ambiente?
 
Marina Silva é um engodo. A Rede sabe disso. Eduardo Campos também sabia. O que ela tem de valioso são os votos de quem, sem entender o que diz, prefere uma frase com pé e sem cabeça a frases sem uma coisa nem outra, como as despejadas por Dilma. É pouco. Muito pouco.
 
Tancredo morreu e herdamos Sarney. Eduardo deixou essa coisa amorfa e arrogante que se julga a nova dona do Brasil.
 
Triste destino nos tem dado a Velha Senhora. Joga com a vida e morte escolhendo o absurdo para além da morte em si.
 
Marina escolheu o PSB por falta absoluta de opção. Continua apoiando petistas do Acre e do Rio de Janeiro. Continua sem saber que economia é ciência matemática e não slogan de sonháticos e pesadeláticos.
 
Continua a criar uma seita, que neste início é ainda mais sectária que o PT.
 
Acha que em se plantando tudo dá, mesmo que seja no quintal das casas dos protegidos pela falta de estrutura. Não enxerga o agronegócio. Assim como o idiotizado Suplicy (isso explica a amizade que os une) é monotemática. Alguém se lembra de UMA ÚNICA palavra de Marina sobre a saúde e os médicos cubanos? Ou a agressão a Yoani Sanches? Política fiscal? Inflação? Política de desenvolvimento da indústria? Agências reguladoras? Sobre os 39 ministérios e Ali Lula Babá? Sobre a amante Rosemary? Sabe-se o que ela pensa sobre política externa? Infraestrutura? Exportações? Política de emprego e renda?
 
São detalhes para os marineiros. Na visão tacanha desse grupo, que lembra antigos bandos de hippies em Arembepe, mais importantes são os povos da floresta, a plantação de mandioca e a sustentabilidade que NUNCA foi explicada com clareza.
 
Marina é insustentável. Insuportável. Despreparada. Fruto de um destino cruel com Eduardo Campos. Dona da verdade. Aproveitadora de partidos e lutas que não são dela.
Marina é – esta sim – um Collor repaginado.
 
O Caçador de Marajás saiu do Planalto a pontapés do Planalto (aliás, onde estava Marina naquela época?). Quem está tentando entrar é a Protetora das Saúvas, uma praga que agora age em rede.
 
Política & Cia
 

O Joio e o Trigo - Aileda de Mattos Oliveira

 
O JOIO E O TRIGO
Aileda de Mattos Oliveira
 
 
Vejo de muito bom grado a cassação do título de Doutor Honoris Causa concedido ao Cel. Jarbas Passarinho, em 1973. De bom grado, sim, porque tal homenagem, nos dias atuais, está reservada às criaturas de curto pensar, de palavras grosseiras a proferir, de conduta de moleque a ostentar, de cara de pinguço a fotografar.
 
Como se transformou numa alegoria ao analfabetismo, esse título perdeu seu valor honorífico e já deve ter sido posto no lugar adequado pelo Coronel, desde que essa homenagem foi estendida a mais representativa nulidade gerada no Brasil.
 
Portanto, o Cel. Jarbas Passarinho deve render graças por terem reconhecido, mesmo tardiamente, a diferença que o separa, moral e culturalmente do conjunto que compõe este “democrático” governo da Dilma afásica. Do lado de lá, está o doutor honoris causa representativo do joio, a erva daninha cheia de fungos que empesteia o País. Felizmente, o Coronel viu-se livre de tão ingrata companhia.
 
Deve agradecer e se regozijar com o ato do Conselho Universitário da Unicamp em revogar este insignificante título que nada mais vale, desde que o maior rebotalho já surgido no submundo político o arrebanhou às dúzias. Que fique essa ‘honra’ com os desonrados.
 
Entretanto, é necessária coerência entre esses senhores unicampistas. Se ostentam diplomas de mestres e de doutores deveriam entregá-los, pois só os conseguiram pelo ato do Presidente Emílio Garrastazu Médici de instituir o Mestrado e o Doutorado no Brasil, simultaneamente ao fomento e ao financiamento das pesquisas através da CAPES, do CNPq e da FINEP.
 
Como aceitar títulos de Cursos criados pela “ditadura militar”? Devolvam seus títulos de mestres e de doutores se forem realmente idólatras da ideologia que professam, ou confessem que são meros repetidores de chavões que lhes deixam bem com a situação, garantindo-lhes suas preciosas funções.
 
Sim, caro Conselho Universitário da Unicamp, foi Médici ( ? um nome bastante discutível) que fez o Brasil acadêmico crescer mais um pouco, ao contrário do Brasil lulo-cotista. 
 
Aileda de Mattos Oliveira é Dr.ª em Língua Portuguesa, membro da Academia Brasileira de Defesa.
 

FAMÍLIA NÃO MERECE NOSSO VOTO

 



O perigo que nos assombra vai desde filhos a netos.  

São Sarneys, Arraes, Cabrais, Neves... Todos  deitando e rolando, tirando casquinha do nome de seus antecessores para se elegerem ou continuarem a tomar conta de um país de famélicos. Alguns escondem o nome de seus ancestrais, mas nunca trabalharam, de fato.  Começaram na vergonhosa política nacional desde criancinhas.
 
 
VAMOS ACABAR COM  ESSE PODER QUE É COLOCADO NO  COLO DESSA GENTE!
 
PARA EVITAR QUE FAMÍLIAS TOMEM CONTA DE NOSSAS VIDAS,
NÃO VOTEMOS EM FILHOS E PARENTES DE ANTIGOS POLÍTICOS.
 
 
 
NOTA>  Quando surgir alguma dúvida sobre determinado candidato, antes de votar, basta procurar sua biografias na Internet.
 
 
 
Infelizmente a única pessoa capaz de afastar o Partido dos Trambiqueiros desse Brasil, à beira  do precipício, será o neto de um político morto.   O único consolo é não votar nele, mas CONTRA O ATUAL  ESTADO DE COISAS QUE NOS AZUCRINAM.
 
 
 
 

NOSSO GRUPO Uma homenagem póstuma

 




COMO COMEÇOU
 
Três pessoas se reuniam todo mês para se distraírem, conversarem, rirem.  Depois surgiram mais duas pessoas e o grupo foi aumentando até chegar a nove e dez ou mais pessoas.
 
Até quando uma delas sugeriu que a reunião acontecesse na casa de cada uma.  O que inicialmente parecia mais do que natural se tornou uma competição, coisa bastante normal num meio em que só havia mulheres.
 

COMO ACABOU
Junto  com uma competição desenfreada, o estrago começou.  O melhor almoço seria de uma, a mesa mais bonita seria de outra,  a atenção  mais  concentrada também seria  de    uma outra.  Assim, o que no início eram apenas risadas virou uma tremenda queda-de-braço.   Para se mostrarem, quando todas se juntavam, passaram a apresentar as lindas receitas do que fizeram em suas casas naqueles dias.   E tudo foi indo por água abaixo.  
 
Uma delas resolveu acabar com o que ainda restava de um grupo quando resolveu agredir a atual dona da casa, justamente da casa onde tudo começou.  Naquele dia, embora fosse o seu aniversário,  uma delas havia feito para todas uma espécie de catálogo  onde seria colocado o dia do aniversário de cada uma (e de quem quisessem) para que  tal data ficasse  registrada e nunca fosse  esquecida. Na capa estava a foto de todas, em preto e branco. A foto se acinzentou como se fosse um presságio.   Logo no início da reunião, a destruidora  do grupo olhou para o catálogo e disse, de forma grosseira,  "isso está tão esquisito!"  No final da reunião ela, após outras agressões a destruidora, disse: "me sinto muito mal quando venho aqui".   Não obteve resposta, mas a pessoa que se sentiu agredida resolveu não comparecer mais a nenhuma daquelas reuniões tão agradáveis no início .
 
 
Ao invés de continuarem se reunindo todo o mês, o grupo se desmantelou, se esfarelou e acabou.
 
 
No dia 16 deste mês, nos deixou a primeira do grupo.  Nos deixou a pessoa errada. Quem será a próxima?
 
 
 


"Que nossos maridos não fiquem viúvos"
 
Brinde que fazíamos, em termos de brincadeira, iniciado justamente pela amiga que nos deixou e cujo marido foi o primeiro viúvo dentre os outros.
 
 
 




Aguarde, que daqui a pouco tornaremos a nos reunir onde você estiver.
Só não admitiremos que se 'aprochegue' alguém para destruir nossos divertidos encontros.
 
 
 
A política (ou politicalha) foi deixada de lado.
 

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Fome eleitoral.

 
 
 
 
 
 
Época em que candidatos comem pelas ruas, com os seus beiços e mãos imundos, embora vivam numa eterna imundície pecuniária. Criancinhas desconhecidas são acariciadas e levadas ao  colo.  Dentaduras são distribuídas com o dinheiro alheio.
 
Tomara que o povo se aproveite dessa fome por votos e usem os catadores de sua simpatia da mesma forma que são usados! 
 
 
A necessidade dos eleitores os compra, enquanto  candidatos, de  todos os partidos, sabem onde estão pisando.
 

Apenas em ano eleitoral políticos gostam muito de pastel?
 
 

 
 
 
Perguntem ao 'seu' João ali da esquina se ele tem
fome de comida ou fome de votos. 
 
 
 
 
 
 



quinta-feira, 21 de agosto de 2014

PROGRAMA IMPERDÍVEL

 
 
 
 
PROGRAMA
 
IMPERDÍVEL
 
 
 
Entre os dias 15 e l9 de setembro,  Rachel Sheherazade entrevistará os candidatos à Presidência da República.
 
 
Nunca diga 
que não gosta de política, pois
é a política que rege sua vida .
 
 
 
 
 
Se acredita que
não gostar de política é bonito e faz parte da moda,
olhe-se no espelho e diga alto e bom som
SOU UM IMBECIL.


SEJA UM VERDADEIRO ELEITOR
E NÃO APENAS
UM USADO VOTANTE

DEVO NÃO NEGO!


 
VAMOS GASTAR, MINHA  GENTE
 
MAS NÃO RECLAMEM
QUANDO ESTIVEREM COM O BOLSO VAZIO
 


Governo  brasileiro anunciou  mais ações para incentivar EMPRÉSTIMOS.



Medidas do BC para liberar crédito podem injetar bilhões na nossa convalidada economia - 'analistas não veem efeito a curto prazo, pois famílias já estão ENVIDIDADAS'.

ESTÍMULO FORA DE HORA - Miriam Leitão




 
 
Não é preciso ser um analista de finanças
 para sabermos que não devemos colocar nossa cabeça a prêmio
para sustentar a fama de um governo . 
 Nem nosso estômago.

A Argentina e os abutres



""Aumenta a incerteza na Argentina".
""Para "abutre"  alterações propostas são ilegais.""
Já, já chegaremos lá!
 
Que os abutres nos aguardem.
E as dívidas também.
 
 
 VOTE NAS DÍVIDAS
INTERNAS E EXTERNAS
 
O VERMELHO NOS ESPERA.
 
 
 Quem são os verdadeiros abutres que nos rondam?
 
 
Adaptação A CASA DA MÃE JOANA
 

JAMAIS DESISTIREMOS DO NOSSO PAÍS

 


 
 
 
 
 
RESPONDA AOS SEUS  BOTÕES
 
 
Em época eleitoral, 
quantos políticos você já viu
comendo  pasteL ou sanduíche  na rua
e pegando criancinhas no  colo?
 
 
VOTE NA MENTIRA
E SEJA TAPEADO