Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

domingo, 31 de maio de 2015

Economicamente falando ...



Curso rápido de Economia... 

 

Um viajante chega a um hotel para dormir, mas pede para ver o quarto.

Entretanto, entrega ao recepcionista duas notas de 100 reais. 

Enquanto o viajante inspeciona os quartos, o gerente do hotel sai  correndo com as duas notas de R$100,00 e vai à mercearia ao lado pagar uma dívida antiga,... exatamente de R$200,00 . 

Surpreendido pelo pagamento inesperado da dívida, o dono da mercearia aproveita para pagar a um fornecedor uma dívida que tinha há muito... também de R$200,00 . 

O fornecedor, por sua vez, pega também nas duas notas e corre à farmácia, para liquidar uma dívida que  tinha de... R$200,00 . 

O farmacêutico, com as duas notas na mão, corre disparado e vai até o bordel ali ao lado, liquidar uma dívida com uma prostituta.... coincidentemente, a dívida era de R$200,00. 

A prostituta agradecida, sai com o dinheiro em direção ao hotel, lugar onde habitualmente levava os seus clientes e que ultimamente não havia pago pelas acomodações. 

Valor total da dívida: R$200,00. 

Ela avisa o gerente que está quitando a conta e coloca as notas em cima do balcão. 

Nesse preciso momento, o viajante retorna do quarto, e diz não ser o que ele esperava, pega nas duas notas de volta, agradece e sai do hotel. 

Ninguém ganhou ou gastou um centavo, porém agora toda a cidade vive sem dívidas, com o crédito restaurado e começa a ver o futuro com confiança! 

MORAL DA HISTÓRIA:  NINGUÉM ENTENDE A ECONOMIA!
(nem quem escreveu isto!) 

E MUITO MENOS EU - MAS FICOU TUDO QUITADO E SEM RECURSO AOS TRIBUNAIS!!!

DE ACORDO COM A  HISTÓRIA AÍ ACIMA,
SER ECONOMISTA É NÃO ENTENDER NADA DE COISA NENHUMA!
 
POBRE JOAQUIM LEVY!
 

Livros sobre as Memórias de um Guerreiro

 
Memórias de um Guerreiro de Selva da Guerrilha do Araguaia
 
 
 
Se você quer saber, a história do Brasil que ainda não foi contada sobre como foram exterminados e onde estão os guerrilheiros do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) mortos e desaparecidos, bem como os militares que morreram na Guerrilha do Araguaia, defendendo este “regime democrático” que hoje existe no Brasil. Leiam, como eu estou fazendo, os livros Bacaba I e Bacaba II - Memórias de um Guerreiro de Selva da Guerrilha do Araguaia. O autor desse livro é o segundo tenente da reserva do Exército Brasileiro, José Vargas Jimenez, cadastrado no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), que vivenciou e participou da última fase da Guerrilha do Araguaia, no Sul do Pará, entre as Forças Armadas do Brasil e os guerrilheiros da Força Guerrilheira do Araguaia, que queriam impor à força o regime Comunista no Brasil, como fizeram em Cuba, China e na Rússia.
 
 
Os fatos relatados são ilustrados com documentos confidenciais e secretos do Centro de Informações do Exército, para provar a autenticidade da realidade vivida pelo tenente Vargas, à época sargento, que elucidam como se desenvolveu esta Guerrilha, desde seu planejamento pelo PCdoB, até o final, quando foram derrotados pelas Forças Armadas do Brasil. Contém também fotos dos guerrilheiros e militares que morreram nessa operação, como guerrilheiros capturados vivos pelo autor, que hoje constam como "desaparecidos" no Araguaia.
 
 
 
Os livros poderão ser adquiridos pelos
ou ainda pelo telefone  67-3056-0684.
 
 
 
 
É uma obra interessante e que deve ser lida, no momento em que existe uma movimentação da esquerda brasileira para punir os militares que participaram do Regime de 64, que por sinal foi uma salvação para o Brasil, já que estávamos caminhando para um regime comunista; era desejo da esquerda, a mesma que está no poder, implantar uma ditadura nos moldes de Cuba e da China.
 
 
Sobre Luiz Solano>
 
 

O mesmo Partido de Trapaceiros de sempre

 
TIRO NO PRÓPRIO PÉ - São muitos os crimes e as patifarias cometidas por um partido que sempre se autodenominou como sendo um partido do bem e provou, mais uma vez, que nunca passou de um partido do mal.  Repleto de gente mau-caráter.
 
No entanto,  podemos comprovar que o PT está dentro do último modismo, que é a facada,  pois sempre se deu ao trabalho de esfaquear os tratalhadores, em troca de seus votos.
 
 
 
Primeira-fantasma  (O Antagonista)


Carolina de Oliveira Pereira, primeira-dama de Minas Gerais, conheceu Fernando Pimentel em 2011, quando trabalhou como sua assessora no Ministério do Desenvolvimento.
 
Depois disso, segundo a Folha de S. Paulo, "atuou na Pepper, empresa que trabalha para o PT, com ênfase em guerrilha virtual".
 
Nos primeiros tempos do romance, Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, preso ontem na Operação Acrônimo, "ajudava o casal a resolver problemas, cedia imóveis e até sua aeronave".
 
Ele ajudou também a montar a empresa da primeira-dama, a Oli, que foi contratada pelo PT para prestar serviços de assessoria de imprensa.
 
De acordo com o Ministério Público, a Oli "seria uma empresa fantasma, possivelmente utilizada para os fins da ORCRIM (organização criminosa) com a conivência de sua proprietária Carolina de Oliveira Pereira".

A Polícia Federal descobre um esquema milionário operado por amigo do governador de Minas Gerais. O Ministério Público acusa a mulher de Pimentel de conivência com os desvios - FILIPE COUTINHO  - http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/05/turma-do-homem-forte-de-pimentel-tinha-ate-contrato-com-lobista-erenice-guerra.html

 
 
 

Você precisa de um líder?



Nada  é mais cômodo que dar aos outros uma responsabilidde que é nossa.
 
Querer ser  liderado é o mesmo que oferecer (ou doar?)  
a nossa consciência a terceiros.
 
 
 
Muito fácil apenas cobrar e criticar, pois agir é muito 'cansativo'.  Só mesmo  os incapazes precisam verdadeiramente de um líder.  Precisamos é de um representante, que saiba ter sido escolhido - e muito bem escolhido  - para representar o nosso desejo, a nossa vontade.
 
 
 
Nosso verdadeiro líder somos nós mesmos.  
Além de líderar somos mais confiáveis. 
 
 
Liderança
é a arte de
comandar pessoas
atraindo seguidores
influenciando
de forma positiva mentalidades e comportamentos.
 
 
 

Liderança - frases e seu significado




 
"O verdadeiro líder não tem necessidade de liderar - contenta-se em apontar o caminho." - Henry Miller       
       
                                                                                                    
Liderar é a arte de conduizir pessoas a trabalharem em equipe, gerando resultados desejados  pelo líder.
 
 
"Elogie em público e corrija em particular.  Um líder corrigem sem ofender e orienta sem humilhar. - Mario Sergio Cortella
 
 
Não se é líder batendo na cabeça das pessoas - isso é ataque, não é liderança. - Dwigh Eisenhoser
 
 
Um soberano jamais deve colocar em ação um exército motivado pela raiva; um líder jamais deve iniciar uma guerra motivado pela ira. - Sun Tzu  
 
Precisar de dominar os outros é precisar dos outros. O chefe é um dependente. - Fernando Pessoa
 
 
As pessoas perguntam qual é a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia. - Franklin Roosevelt
 
 
Liderença é ação, e não posição. - Donald McGannon
 
 
OUVIR (e não falar!) é uma das habilidades  mais importantes que um líder pode escolher para desenvolver.
 

Liderança é assumir responsabilidades enquanto outros inventam justificativas. 


Liderança é enxergar as possibiliddes de uma situação enquanto outros só conseguem ver as dificuldades.  

 
Para ser um líder, você tem que fazer as pessoas quererem te seguir, e ninguém quer seguir alguém que não sabe onde está indo. - Joe Namath 
  


 
 

sábado, 30 de maio de 2015

TAXAÇÃO DAS GRANDES FORTUNAS - Percival Puggina




Escrevo este artigo em defesa de meus interesses próprios. Não, não me entenda mal. Não tenho fortuna grande, nem média, nem pequena. Minha fortuna é minha família, são meus amigos, meus leitores, minha fé e meus valores imateriais. Mas considero que defendo interesses próprios, como cidadão brasileiro, quando reprovo a taxação das grandes fortunas, como qualquer aumento de impostos, porque essa é uma ideia de jerico. Dela sequer se pode dizer que vem embalada nos ideais do igualitarismo. Não no nosso caso. Não na concepção mau caráter que lhe deu origem. 

O ideal do igualitarismo, é bom esclarecer, já produziu desastres em proporções suficientes para que se saiba o que acontece quando deixa de ser ideal e vira prática. No caso brasileiro, porém, a taxação das grandes fortunas não representaria isso. Tampouco significaria um pouco mais do mesmo, ou seja, ampliação da política atual, que confunde donativo com renda e que, por isso, não consegue gerar progresso social. O governo brasileiro não resolve o problema da Educação dos segmentos de baixa renda, não lhes proporciona adequado saneamento básico nem atenção à saúde e não cria condições para que esses recursos humanos se habilitem às atividades produtivas. Todos se tornam, cada vez mais, dependentes do Estado, o que é a segunda pior situação possível.

A taxação das grandes fortunas, no Brasil, seria um caso inédito. Foi pensada agora, num momento de crise fiscal pela qual não precisaríamos estar passando não houvesse a ganância pelo poder, gerado imperdoável prodigalidade do governo no uso do dinheiro que abusivamente nos toma. Em linguagem simples, sem pedaladas retóricas, a taxação dos mais ricos viria para salvar o Estado da escassez de recursos a que ele mesmo se conduziu.

Algo assim só pode parecer razoável a dois tipos de pessoas: os amigos leais do Estado perdulário e os fanáticos do igualitarismo.

Há um erro imenso em atribuir a pobreza dos pobres à riqueza dos ricos, ou vice-versa. Essa é uma ideia desorientadora, que prejudica aqueles a quem pretende ajudar. Os pobres não são pobres por causa dos ricos. Eles são pobres por causa do Estado, são pobres porque não há concentração maior de renda do que a promovida pelo Estado quando fica com quase 40% de tudo que se produz no país! E, apesar dessa monstruosa expropriação, não só rouba e se deixa oubar, mas se omite em relação às políticas e ações que poderiam promover desenvolvimento social nas populações de baixa renda. O Estado não deveria “cuidar das pessoas”, mas deveria, isto sim, proporcionar condições para as pessoas cuidarem bem de si mesmas.

 Precisamos das grandes fortunas. Elas viram poupança, investimento, postos de trabalho, consumo (inclusive sofisticado, claro) e tributos. Pegar esse dinheiro e entregá-lo à gestão do Estado é uma operação absolutamente contraprodutiva: tira-o de quem o faz produzir para entregá-lo a quem só sabe gastar.

______________

* Percival Puggina (70), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país, autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia e Pombas e Gaviões, integrante do grupo Pensar.

TOMA QUE O FILHO É TEU!

 
Herança dos erros do primeiro mandato
 

Pela retração do primeiro trimestre, é possível que este ano a economia encolha mais que o estimado.

A causa está no passado, e não na atual correção de rumos

 
 
  DO JORNAL O GLOBO,  30.05.2015
 

FIM DE UM MITO


Preocupado com a crise política que atinge o governo de sua sucessora, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse a aliados que só terá condições de ser o candidato do PT nas eleições de 2018 se a avaliação da presidente Dilma Rousseff melhorar e ele tiver um legado para defender para seus eleitores.
 
DE UM MORTO-VIVO, CUJAS FALSAS DOAÇÕES FORAM FEITAS COM O DINHEIRO DOS TUDO QUE COMEÇA ACABA.  ASSSIM FOI COM AS GRANDES PROMESSAS FEITAS NO GOVERNO OUTROS, NÃO COM O DELE, O QUE É  COMUM ENTRE OS SOCIALISTAS. AS FALAS DO EX-PRESIDENTE JÁ SE TORNARAM REPETITIVAS E CANSATIVAS, NÃO FAZENDO MAIS O MESMO EFEITO ENGANATÓARIO QUE FAZIAM ANTES.

 
A Folha ouviu relatos de amigos que conversaram com L--- antes de seu último encontro com Dilma, na semana passada, em Brasília.
 
" ...  o medo que tem de perder seu capital político em uma empreitada fracassada. "
 
 
" Costuma dizer que, se o governo não melhorar até 2018, será difícil para a sigla. " 
 
 
CAUTELA  (ou medo?)
 
"Lula avalia que, caso o governo não esteja pelo menos com avaliação "regular" às vésperas de 2018, poderá ser necessário escolher outro nome no PT para disputar a Presidência."   Em outras palavras:  QUE PERCAM OS OUTROS !
 
´Há muitos anos atrás, antes de se tornar presidente da República e depois de perder  muitas eleições, o ex-presidente disse que não estaria mais disposto a perder.  Que fizessem alguma coisa ou ele desistiria.  ALGUMA COISA deve ter sido feita. 
 
Agora respondam a seus botões:  Quem tem carisma, de fato, perde tantas eleições como Luís Inácio perdeu?
 
 
"Depois da reeleição de Dilma, em outubro do ano passado, L---  disse pela primeira vez aos mais próximos que seria candidato em 2018.  A partir dali, o PT começou a tratar a candidatura como oficial. " 
 
"No entanto, com o agravamento da crise que atingiu o governo, seu afastamento dos movimentos sociais na base petista, e a queda da popularidade de Dilma, alvo de protestos desde a reeleição, Lula passou a reavaliar o cenário. " 
 
"O ex-presidente espera que, após o lançamento do plano de CONCESSÕES prometido pelo governo para 9 de junho, Dilma organize uma agenda positiva e melhore s
"sua imagem desgastada".
 
"Por outro lado, aliados dizem que L--- tem se colocado como o responsável pelo projeto petista e, por esse motivo, a possibilidade de ver seu legado terminar de maneira "melancólica" mexe com ele. " MEXE, MESMO , É COM A VAIDADE DE QUEM JÁ MORREU E NÃO QUER ADMITIR.
 
"Procurado pela Folha, o Instituto L--- disse que não comentaria a reportagem.
 
 
MEDO DE PERDER CAPITAL POLÍTICO. 
 
 
 
Outros blog sobre um morto que nunca soube de nada. Aquela figura que já morreu e não sabe:
 
 

 
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 29 de maio de 2015

POBRE IMPEACHMENT - Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

POBRE IMPEACHMENT
 
Hoje, convocados pelo TERNUMA (Terrorismo Nunca Mais), nossa briosa ONG, estivemos à tarde na Esplanada dos Ministérios.
 
Lá estava o nosso Presidente, portando a nossa faixa de protesto.
 
Assim, como dezenas de entidades contrárias ao desgoverno petista e aos parlamentares canalhas que inundam o Congresso de uma podridão exemplar e favoráveis ao impeachment da inútil mandatária, lá estava o TERNUMA
 
A razão principal das manifestações, com palanques, discursos e copiosa população de apoio, era o impedimento da anta que nos desgoverna, embora, repito, as razões da indignação eram incontáveis, tal o número de patifarias e maracutaias que dominam o nosso cenário político e econômico.
 
Toda a Esplanada estava literalmente cercada pelo aparato policial. Em todos os cantos tínhamos policiais militares e civis, que vigiavam os manifestantes.
 
Felizmente, os indignados portavam - se de modo correto, sem qualquer provocação, a não ser eventuais palavrões enunciados pelos oradores, quando se referiam às “brilhantes” autoridades que dominam a nossa vida pública.
 
O TERNUMA, através de seu Presidente, foi mais uma entre tantas entidades que assinaram o Pedido de Impeachment.
 
Congratulamos - nos com a nossa ONG, que publicamente externa a insatisfação da população contra o descalabro em que vivemos graças ao petismo e toda a sua estratégia de desmoralizar econômica e moralmente o povo brasileiro.
 
Quanto ao Impeachment, estamos certos de que não sairá de sua origem; não imaginamos que o Pedido ultrapasse as gavetas da sexta - seção, que é a lata de lixo.
 
Quando verificamos os passos que o Pedido deverá ultrapassar, praticamente concluímos, que apesar de sua importância e validade, o seu destino será negro.
 
Infelizmente, ao contrário do que muitos pensam, o petismo através da farta distribuição de bolsas, das dicotomias que criou e alimentou no seio de nossa sociedade, além de muitas medidas eleitoreiras, foi extremamente benéfico para os demais partidos políticos.
 
O mensalão, por manusear verbas, escandalosamente, transformou - se num ônus para o PT, porém, basta verificarmos o festival de distribuição de cargos, a concessão e distribuição de verbas para os parlamentares, para comprovarmos que o PT no exercício do desgoverno foi pródigo em benesses, tanto para a politicagem, como para o judiciário (aumento de mais de 60%).
 
Todos sabem que a Nação esta endividada em todas as áreas, até na política externa, e as nossas relações internacionais em palpos de aranha com a criação desenfreada de várias embaixadas sem eira nem beira, devemos para a ONU e para a OEA; no entanto, pasmem, a nossa indigesta e intragável gestora, aumentou a verba com que o Tesouro Nacional premia os partidos políticos em 170%.
 
Foi um aumento imbecil diriam muitos, mas como afirmei antes, o petismo sabe agradar o nosso fedorento cenário político.
 
Por isso, viva o corajoso Pedido de Impeachment, mas pobre Pedido que será descaradamente derrotado, isto se chegar a qualquer plenário, o que duvidamos.
 
Pobre Brasil
 Brasília, DF, 27 de maio de 2015.
Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira
 
 
N.B.:  O pedido de Impeachment serve mais para demonstrar  nossa repulsa pelo atual governo e pelo Partido da Trapaça que já trouxe ao nosso meio tudo o que há de pior nesse Brasil não mais varonil.   Porém, por mais repulsivo que seja o comportamento de nossa presidentA, garanto que  ninguém mais do que ela será capaz de destruir, como já vem fazendo, esse Partido de Trapaceiros.  Por isso, não gostaria que DilmA fosse afastada do cargo. Que ela termine seu mandato junto com o término do partido a que pertence e o fim de um mito que já está definhando talvez sem perceber.
 
 

 
 
 
 
 
 

Sonhos viraram pesadelos, graças ao PT

 
 
"É angustiante. Às vezes, não consigo dormir pensando no que construí nos últimos quinze anos - e em como tudo isso desmoronou em questão de meses", conta Anderson de Souza, pequeno empresário da periferia de Salvador que acaba de fechar seu negócio na área de distribuição de bebidas.  (Palavras de Anderson de Souza que precisou fechar seu negócio)

 
 

Segundo dados do IBGE, o desemprego ficou em 5,3% em janeiro, contra 4,3% em dezembro e 4,8% no mesmo período de 2014. A taxa ainda está em patamares historicamente baixos, mas essa alta de 1 ponto percentual significa que o número de pessoas desocupadas aumentou 22,5% no mês passado.
 
 
 
“A questão é que a alta do custo de vida está reduzindo seu acesso a alguns bens de consumo. Pode ser que o fato da luz estar mais cara faz com que não sobre para o mercado. Ou que os carrinhos estejam mais vazios porque os preços dos produtos subiram.”  Dito por  Renato Meirelles, diretor do instituto Data Popular, que concluiu que  47% dos brasileiros da classe C dizem estar comprando menos produtos no mercado hoje do que há seis meses

 
"Temos estudos mostrando que, desde 2013, já houve uma piora na questão da mobilidade social - as pessoas não só pararam de melhorar como começaram a piorar. E esse processo deve acelerar com um aumento do desemprego."
 
 


SONHOS QUE VIRARAM PESADELO  
 
"Consegui melhorar muito a vida da minha família porque meu negócio prosperou. A demanda só crescia. Há pouco mais de um ano, porém, isso começou a mudar." 

 
A queda drástica das vendas, combinada com dois assaltos, levaram o comerciante a fechar a distribuidora. Ele também se endividou para tentar salvar seu negócio – e sua situação financeira se complicou ainda mais.
 
 
"A Copa foi uma grande decepção: achava que ia salvar minhas vendas, mas se alguém ganhou dinheiro com os jogos, não foi aqui na periferia", diz ele.

 
 
"Além disso, há alguns anos, meu filho foi contaminado por uma superbactéria e, não fosse a rapidez com que foi atendido e diagnosticado em um hospital privado, provavelmente estaria morto hoje."

 
  
Eurivan Sales trabalhava no complexo petroquímico do Comperj, polêmica obra da Petrobras em Itaboraí, no Rio de Janeiro. Hoje, é um dos 2.500 funcionários da empresa Alumini Engenharia sem salário há três meses. Outros 469 já foram demitidos, mas receberam apenas parte de suas verbas rescisórias.
 
"Há muito desemprego, os comércios não vendem e alguns estão fechando. As perspectivas de conseguir trabalho por lá são nulas", conta. Eurivan diz que desde o ano passado "sua vida virou de cabeça para baixo".

 
 
"Estou morado na casa de um amigo, porque não tinha como pagar o aluguel. E não vou poder mais ajudar a financiar os estudos de minha filha mais nova - ela estava fazendo cursinho para entrar na faculdade, além de curso de inglês", conta.
 
NÃO SE DEIXE ENGANAR!
Um dia você vai descobrir que foi ludibriado e não sabia!
 
 
 
 
 
 
 

RABUDA FINANCEIRA

 
Saiu no jornal O GLOBO de hoje uma notícia que conhecemos há muito tempo, sobre os gastos imorais :   ECONOMIA DO GOVERNO CENTRAL CAI À METADE - "Despesas crescem mais que receitas, e Tesouro, Previdência e BC têm o menor superávit primásrio em 14 anos.
 
 
 
"Diante de uma arrecadação enfraquecida (?) e de despesas elevadas
que a equipe econômica ainda não conseguiu conter, ... "
 
(?)  A culpa é da arrecadação que está enfraquecida ou é dos gastos assombrosos que somos obrigados a pagar?
 
 
 
 
Opinião - O GLOBO 29.05 2015 Gordura (corte de gastos da União)
 
PODE DAR em nada, como em muito anúncio governamental. Mas a decisão do Planalto de fixar metas para o corte de gastos em custeio na máquina pública desperta eseranças.
 
AFINAL, QUANTO mais se cortar nesse campo, menos necessidade haver´-a de elevação de impostos numa economia já com altíssima carga tributária.
 
E É impossível não haver excessos num universo de 39 ministérios e 22 mil cargos de 'confiança'.  (sic)
 
 
"... o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, comemorou o resultado.  Segundo ele, apesar de ter ficado  abaixo do registrado em 2014, o número mostra que a área fiscal está 'caminhando bem'  (sic)
 
 
 
 
OBS.: Esse excesso de  (sic)  é porque certos trechos ou palavras aparecem entre aspas (pejorativamente) no próprio jornal .
 
Essa situação financeira em que um puxa para um lado enquanto os outros puxam para outro, representa uma tremenda rabuda financeira!  Quem sabe qual a verdadeira situação, ou rabuda, é o Ministro Joaquim Levy.
 
 
 
 

A MISÉRIA ACABOU ?



Estudantes da Uerj apoiam moradores contra desocupação de favela no Rio
 
 
 
 
Enquanto isso....
 
Moradores de rua se abrigam em hospital
 
 
 

"Machado de Assis, ambientou diversos de seus personagens no Engenho Velho, Andaraí e Tijuca,
que eram arrabaldes ideais para passear, andar a cavalo, visitar chácaras ou "fugir dos homens".
Podia: se passar o domingo com amigos na Andaraí e a lua de mel na Tijuca, como Bentinho e Capitu;
se refugiar por alguns dias da luta diária, como Brás Cubas ou passear a cavalo nas estradas da
Tijuca como Estácio.
"
 
 

Opinião da geógrafa Ana Luiza Coelho Neto, coordenadora do Laboratório de Geo-Hidroecologia da UFRJ e super especialista nas montanhas da Tijuca: '' a ocupação desordenada daquela encosta é uma bomba-relógio."

 
 
Fico sempre imaginando o dia em que os moradores das favelas que circundam o Bairro da Tijuca 'descerem ' e invadirem (o que se tornou natural e é bastante aceitável!) as residências, dizendo:   'Saiam porque isso agora é meu.'  Claro que isso não passsa de imaginação!
 
 
 
Erasmo Carlos - "Pega na Mentira" (1981) - https://www.youtube.com/watch?v=y523fFuiG3Q
 
 
Letra
 
Zico tá no Vasco, com Pelé
Minas importou do Rio, a maré
Beijei o beijoqueiro na televisão
Acabou-se a inflação
Barato é o marido da barata
Amazônia preza a sua mata
Tá Tá Tá...

Pega na mentira
Pega na mentira
Corta o rabo dela
Pisa em cima
Bate nela
Pega na mentira...

Já gravei um disco voador
Disse a Castro Alves seu valor
Em Copacabana não tem argentino
Sou mais moço que um menino
Vi Papai Noel numa favela
O Brasil não gosta de novela...

Pega na mentira
Pega na mentira
Corta o rabo dela
Pisa em cima
Bate nela
Pega na mentira...

Sônia Braga é feia, não é boa
Já não morre peixe, na Lagoa
Passa todo mundo no vestibular
O amor vai se acabar
Carnaval agora é um dia só
Sem censura e guaraná em pó
Pó Pó Pó...

Pega na mentira
Pega na mentira
Corta o rabo dela
Pisa em cima
Bate nela
Pega na mentira...(5x)


 
 

quinta-feira, 28 de maio de 2015

A caixa-preta do ex-presidente

STF abre caixa-preta de 8 bilhões de reais do BNDES, mas quem vai abrir a do L---?

 
Felipe Moura Brasil 
 
 
 
Número do dia: 8 bilhões.
 
 
Pela manhã, saiu a notícia de que L--- pediu a Dilma Rousseff a liberação de 8 bilhões de reais a Fernando Haddad para tentar comprar uma parte do eleitorado paulistano na campanha de 2016 do prefeito de São Paulo e, quem sabe, resgatar as duas próprias em que ele se empenha: a presidencial de 2018 e a de sua impunidade no petrolão.
 
 
No fim da tarde, a Primeira Turma do STF acompanhou por maioria o voto do relator Luiz Fux e determinou que o BNDES preste as informações pedidas pelo Tribunal de Contas da União sobre os empréstimos de mais de 8 bilhões de reais ao grupo J&F, dono da JBS, a maior doadora eleitoral do PT.
 
 
Só para o projeto à reeleição de Dilma, a empresa desembolsou quase 70 milhões de reais.
 
 
Como queríamos demonstrar: até mesmo para os padrões do Supremo petista, seria contorcionismo demais permitir a manutenção do sigilo dos empréstimos.
 
 
Quero ver agora é quem vai abrir a caixa-preta do L---. Enquanto ele estiver no poder, a cada 8 bilhões de reais que vêm à tona, outros 8 bilhões escorrem pelo ralo.