Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 8 de maio de 2015

MANIFESTANTES GRITARAM: FORA PT

Manifestantes são expulsos da Câmara e gritam ‘fora PT’


Em coro, ao serem retirados, os manifestantes também gritaram “Oh deputado, presta atenção, esse PT está roubando a nação” e também “oh deputado, presta atenção, esse PT quer pagar o petrolão”, em referência aos desvios de recursos da Petrobras 
 
Durante o processo de discussão das duas medidas provisórias [MPs 664 e 665] que mudam as regras de concessão do seguro-desemprego e dificultam o acesso à pensão por morte, que devem ser votadas nesta quarta-feira pela Câmara, dezenas de militantes da “Força Sindical” e da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) foram expulsos da galeria da Casa e protestaram gritando “fora PT”.
 
A retirada dos manifestantes foi determinada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), após eles jogarem reproduções de notas de 100 dólares, mas com as imagens da presidente Dilma Rousseff (PT), do ex-presidente L--- (o senhor BOMBINHA)  e do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, preso durante as investigações da Operação Lava Jato. (existe um vídeo sobre o protesto)
 
Em coro, ao serem retirados, os manifestantes também gritaram “oh deputado, presta atenção, esse PT está roubando a nação” e também “oh deputado, presta atenção, esse PT quer pagar o petrolão”, em referência aos desvios de recursos da Petrobras.
 
A MP 665 trata de novas regras de acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao seguro defeso. A MP 664 estabelece novas regras para acesso ao auxílio doença e à pensão por morte. O PT votará a favor do ajuste fiscal. O PMDB já indicou que pode seguir o mesmo caminho, mas não deu certezas de que votará a favor do ajuste fiscal.
 
Durante toda a tarde, parlamentares apresentaram requerimentos para tentar tirar a matéria de pauta, mas não conseguiram. O DEM pediu mais tempo para se discutir a proposta. “O PT não quer sangrar, não quer se expor diante do Brasil. Esta noite vai ser igual à medida provisória dos portos [quando a discussão foi prolongada madrugada adentro]”, disse o líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE).
 
 O PT,  que deixou de ser o Partido dos Trabalhadores
para se transformar no Partido dos Trapaceiros,
não teria se exposto diante do Brasil? 
Depois de tudo o que foi feito e desfeito por eles ?