Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.

terça-feira, 30 de junho de 2015

Prazo de validade vencido

 
Atordoados com o cheiro de enxofre que emana dos inquéritos da Lava Jato, deputados e senadores do PT reuniram-se com L--- na noite passada. Buscavam orientação. Encontraram um líder desorientado. Para evitar grampos companheiros, recolheram-se os celulares. A providência se revelaria premonitória. Evitou-se o registro em áudio de um L--- com o receituário vencido.
 
Na economia, L---aconselhou o petismo a virar a página. Avalia que, vencida a etapa do ajuste fiscal, deve-se trombetear a agenda do crescimento econômico. Disse isso horas depois de a Petrobras anunciar que decidiu lipoaspirar seus investimentos em 37% e vender US$ 42,6 bilhões do seu patrimônio para fazer caixa.
 
Na política, o morubixaba da tribo petista aconselhou a infantaria partidária a erguer a cabeça e partir para cima da oposição. Mais cedo, o doutor Sérgio Moro, juiz da Lava Jato, avalizara um acordo de colaboração do lobista Milton Pascowitch. Apontado PF como operador de propinas da Construtora Engevix para o PT e para petistas como José Dirceu, Pascowitch é o 18º delator das petrorroubalheiras.
 
De resto, L--- disse que o governo Dilma vive momentos dramáticos e precisa ser defendido pelo PT. Dias atrás, reunido com religiosos, o mesmo L--- soara como líder da oposição. Dissera que o prestígio de Dilma está “no volume morto”. E o do PT, “abaixo do volume morto”.
 
Não bastasse cavalgar uma agenda vazia, L--- ainda ofende a inteligência alheia. No seu enredo, todos são culpados pela encrenca em que o petismo se meteu, menos ele. Esse comportamento é inútil, desonesto e paralisante.
 
É inútil porque já não há quem ignore que a engrenagem que assaltou a Petrobras foi estruturada na sua gestão. É desonesto porque desconsidera que o fiasco econômico foi produzido por uma criação sua: o mito da gerente impecável. É paralisante porque o PT não sairá do lugar enquanto L--- não enxergar no espelho a imagem de um cúmplice da conversão do partido numa máquina coletora 100% financiada pelo déficit público.
 
L--- manda sua tropa à guerra sem fornecer a munição. Não deu uma mísera explicação, por exemplo, sobre os pacotes de dinheiro que o empreiteiro-delator Ricardo Pessoa disse ter levado ao seu comitê de campanha em 2006. Nenhuma palavra também sobre as palestras que ninguém viu e que fizeram dele uma espécie de sócio-atleta do clube das empreiteiras.
Antes de falar aos congressistas do PT, L--- reunira-se com o marqueteiro João Santana, aquele que vendeu Dilma por lebre na campanha presidencial do ano passado. Nesta terça-feira, antes de deixar Brasília, o grande líder (ex-líder) terá um encontro reservado com o velho e bom aliado Renan Calheiros. Nesse ritmo, L---  acaba alcançando o objetivo de virar a página. Para trás.
 
 
OBS.:  o principal erro de L--- foi não deixar que surgisse ou preparar alguém para sucedê-lo, porque sua vaidade nunca permitiu.   Agora, é tarde e o PT já está indo para o PT que o pariu!   Ele também!
 
 
 
 
 

Lava-Jato e meliantes




 
"A presença de L---- em Brasília  não agradou ao Palácio do Planalto. A avaliação é que a MOVIMENTAÇÃO DO EX-P´RESIDENTE NA CAPITAL FEDERAL AGRAVA A CRISE ... "


Enquanto a presidente Dilma Rousseff cumpre agenda oficial nos Estados Unidos, o ex-presidente ....................... chegou nesta segunda-feira a Brasília para uma série de reuniões com dirigentes e parlamentares do PT, com a cúpula do PMDB e com o marqueteiro João Santana. Ele também telefonou para o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil), citado na delação premiada de Ricardo Pessoa, dono das construtoras UTC e Constran, investigado na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, que investiga esquema de corrupção na Petrobras. A campanha de l---- em 2006 também foi citada na delação de Ricardo Pessoa como tendo recebido R$ 2,4 milhões da UTC.    ´

Em quase quatro horas de reunião, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse a deputados e senadores do PT, na noite desta segunda-feira, que é preciso fazer o enfrentamento político da operação Lava-Jato, segundo relato de participantes.   
 



MELIANTES E O MEDO

- LÍDER DO PT NO SENADO NÃO VÊ PROBLEMA EM COBRAR CARDOZO - Para Humbero Costa, houve 'ABUSO' em algumas ações da PF na Operação Lava-Jato. 

- Candidato à reeleição no MP, Janot se refere à Lava-Jato como 'descomunal' caso de corrupção.




O TEMPO ACABOU E ELE NÃO SOUBE,
ATÉ PORQUE NUNCA SOUBE DE NADA!
 

L--- PENSA QUE AINDA É "PRESIDENTE" E APROVEITA A VIAGEM DE DILMA,

PARA SE REUNIR COM O PT EM BRASÍLIA, PARA COBRAR "REAÇÃO! 

O ex-presidente .... aproveitará o vácuo político deixado pela presidente Dilma Rousseff, em viagem oficial aos Estados Unidos, e negociará com líderes do Congresso saídas para a crise política agravada pela delação do empresário Ricardo Pessoa, da UTC.    Em Brasília nesta segunda-feira, 29, L--- terá uma conversa reservada com parlamentares do PT.    Aliados do ex-presidente esperam uma nova rodada de críticas a Dilma no encontro.   L---  considera o governo "letárgico" e "apático" diante das recentes denúncias de irregularidades e que o partido não pode ter a mesma postura.   "Ele tem se queixado que não há um petista que suba à tribuna para defender o partido. Não há ninguém criticando os excessos da Lava Jato", afirma uma fonte do partido.     A estratégia de L--- (*), no entanto, enfrenta resistências, uma vez que aliados não querem se desgastar perante a opinião pública, já refratária ao partidoOutro ponto que tem incomodado o ex-presidente e que azeda ainda mais a relação com sua sucessora é o fato de Dilma ter limitado a influência dos ministros Jaques Wagner (Defesa) e Ricardo Berzoini (Comunicações) no núcleo duro de tomada de decisões do Palácio do Planalto.  Em outra frente, L--- deve cobrar uma nova agenda do PT no Legislativo.    Segundo interlocutores, ele considera que a sigla precisa pensar no "pós-ajuste fiscal" e defender avanços alcançados durante os governos petistas.   Um dos alvos é o Plano Nacional de Educação (PNE) que, segundo L--- tem dito a petistas, precisa ganhar amplo destaque na pauta do partido no Congresso. 
 
 
 
 
 
 

Respeito à mandioca, que nunca traiu ninguém




Trocamos um presidente que sempre usou seu falatório para fingir que era o que nunca foi (convencendo os eleitores)  por uma PresidentA que  só abre a boca para dizer asneiras. E, pior ainda, para se enrolar ainda mais do que já está enrolada.  Não só ela, como também seu criador, o ex-presidente falastrão que vê o cículo à sua volta se fechar cada vez mais.

 
Depois de ter elogiado a mandioca, antes de ir para os EUA, vimos nossa PresidentA dizer que não tem respeito por delatores e comparar Ricardo Pessoa (UTC) com Joaquim Silvério dos Reis,  traidor na época da Inconfidência Mineira, como nos ensinaram nossos professores.
 
 
Dilma ainda não compreendeu que ela não precisa respeitar delatores, nem tudo o que vem fazendo a Operação Lava-Jato.  Ela apenas deve se submeter aos trâmites legais, o que dificilmente acontecerá, caso o PT se mantenha no poder.  Além disso qual seria o significado de trair alguém?     Seria uma falta de lealdade, quebra de fidelidade e confiança?  Seria enganar por traição; atraiçoar?   Ou seria denunciar alguém em ato de traição ou imprudência? 

Pois é , pelo jeito nossa PresidentA está cada vez pior.  Ela, a criatura, SEMPRE COM  'ELE', o seu criador
 
 
ENQUANTO ISSO,  ELA SÓ AJUDA O CÍRCULO  A SE FECHAR.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

ADMIRAÇÃO DE LULA POR DITADORES MILITARES BRASILEIROS


  JOSÉ NÊUMANE PINTO




“Nesse período de exaltação nacionalista, reforçada pela bonança econômica e pelo tricampeonato mundial de futebol no México, o operário Luz Inácio Lula da Silva foi – e nunca negou isso depois – francamente favorável ao regime.”    (Presidente da época: Emílio Garrastazu Médici) 
... 

“O quarto governo de um general na presidência, Ernesto Geisel,  sempre  foi elogiado por Lula, não tanto pela abertura política, patrocinada pelo condestável Golbery do Couto  e Silva, mas pela situação privilegiada em  que passou a viver o operariado com  qualificação em especial a categoria dos metalúrgicos das montadoras do ABC.” 
- pág.123 -
 
 
Depois de tudo isso, alguns petistas, provavelmente  ignaros, falam mal do regime militar. 
 que eles falariam, então, do ex-presidente?




 

GAIATO NO NAVIO - Dora Kramer



Se há uma característica que o ex-presidente Luiz Inácio da Silva mantém inabalável – ao menos em público – é a autoconfiança.

Impressionante. O mundo está desabando ao seu redor e ele ali, impávido, dando lição de moral como se nada tivesse a ver com o desmonte em questão.

É um especialista no tema. Um esperto, sobretudo, no que tange ao ofício da enganação. Encontra paradeiro em Paulo Maluf, mas vai além, pois sabe como capturar simpatias, despertar sensações respeitáveis, aliviar e fazer pesar consciências. Tudo na medida de suas conveniências.

Assim se mantém em evidência. Como personagem, um fascínio na capacidade de se repetir e, ainda assim, surpreender pela desonestidade de ação e pensamento.

Como político, um vivaldino que dá sinais de esgotamento. L--- parece estar em grande dificuldade para achar a saída do labirinto em que se encontra. Ele, seu partido e o governo da presidente cuja qualificação e excelência L--- afiançou ao País.

Em duas ocasiões recentes, reunido com correligionários, o ex-presidente fez observações extremamente depreciativas em relação ao PT e a Dilma Rousseff. Chamou o partido de velho, fisiológico, interesseiro e oportunista. A presidente acusou de mentirosa, por dizer uma coisa na campanha eleitoral e fazer outra, e ainda chamou o gabinete de trabalho da companheira de “desgraça”, uma usina de más notícias.

Evidentemente L--- sabia tanto do efeito de tais declarações como estava ciente de que elas seriam devidamente divulgadas. Não quisesse ver nada disso publicado teria mantido a boca fechada, como de resto faz quando lhe interessa. Se fala, tem um propósito. Ao dizer, por exemplo, que é o “próximo alvo” da Operação Lava Jato depois que os investigadores chegaram ao topo do núcleo empresarial, o ex-presidente procura criar um clima de suspeição – como se estivesse sendo vítima de perseguição –, aplicar uma espécie de vacina para o fato de que é mesmo alvo da desconfiança de que teria o domínio de todos os fatos ocorridos sob a sua presidência.
 
Quanto à diatribe direcionada ao PT, L--- comporta-se como o comandante responsável pela manobra desastrosa e que na hora do naufrágio salta na frente dos outros no bote salva-vidas. Prega uma “revolução” no partido quando acabou de orientar o PT a adotar uma posição conformista em seu 5.º Congresso, onde toda crítica e autocrítica foi devidamente interditada em nome da preservação do governo da “companheira Dilma” e da sobrevivência eleitoral da nação petista.

Esta a prática. O discurso (na direção oposta) pelo visto tem a finalidade de construir uma realidade paralela em que ele aparece como o grande indutor da renovação, crítico severo da banda podre, guia genial dos novos tempos.

Como se vê pelas pesquisas que apontam a perda acentuada de densidade de L--- junto à população, o problema é que já não há tanta gente disposta a cair nessa conversa. Se o PT perdeu a utopia, como ele diz, foi L--- quem exigiu do partido o mergulho na era do pragmatismo.  Ditou o rumo nos últimos anos, elogiou os meios e modos do partido, desqualificou os que se tornaram dissidentes por discordarem do caminho imposto por ele e várias vezes ignorou todos os alertas.

Preferiu dobrar apostas, agredir, alimentar a cizânia, disseminar a ideia de que o exercício da oposição era sinônimo de golpismo.

O ESTOQUE DE TRUQUES SE ESGOTOU. PERDIDO, L--- distribui acusações a respeito das quais é o maior responsável e de cujos resultados ele foi, e ainda é, o mais alto beneficiário.




 

Antigamente


 

Antigamente, a maioria dos filmes eram apresentados com legendas para serem lidas; hoje, como ler se tornou algo cansativo e só alcançado pela 'zelite branca',  quase todos os filmes são dublados. Ora bolas, filmes legendados é coisa de antigamente.
 

As aves foram  substituídas por balas perdidas.  Aves voando sobre nossas cabeças se tornou algo muito fora de moda.  É coisa de antigamente
 

 
 
Livro prá que quero - Se antigamente os livros faziam parte das nossas vidas, hoje existem diversos outros interesses  à nossa volta.   Ler livro também se tornou coisa de antigamente.  
 
 
 
 
 
 
 
 
O chapéu foi trocado por boné.  Só não se deve esquecer  de colocar a aba para o lado ou para trás, ignorando que a aba foi criada para que o sol não atrapalhasse a visão, um pensamento bem antigo! Provavelmente as pessoas de agora estarão protegendo o pescoço.  Embora chapéu esteja voltando à moda, por enquanto ele ainda é coisa de ... antigamente. 
 
 
 
 
E a tatuagem, que só os estivadores usavam?  Hoje todos usam, por ser muito  "in"  .  Às vezes a tatuagem é tão importante  que pode até substituir uma blusa!  Se você tiver coragem para se mostrar à sociedade sem tatuagem nenhuma provará que você vive no passado ou já está velho demais.   Não são apenas as tatuagens, os piercinges, agora, ficam pendurados em todos os lugares do corpo.   



Até a gema agora é coisa de antigamente, pois passou a ser condiderada como um alimento mortal, quando há um tempo atrás nossas avós faziam gemadas.  Como a gema é maliciosa principalmente os   jovens sarados tiraram definitivamente a gema e tudo o que pode fazer mal à saúde de suas vidas.   Quanto aos deliciosos doces feitos com gema, provavelmente foram abolidos.
 
 
Estamos vivendo uma época em que a mentira ou a falsidade nos impede de agredir os outros. Agora é proibido até mesmo dizer para um gordo que ele é gordo, pois há o risco de a pessoa ser indiciada criminalmente !  
 
Se houve uma época em que  era vergonhoso ser ... gay, agora é apenas uma variedade sexual.  Só  não entendi porque "deus criou o edem com Adão e Eva e não com Adão e Ivo.  Vai ver que até ele era preconceitoso!
 
 
Tudo o que faz mal ou é visto como agressivo é coisa de antigamente?
Até ser heterossexual!
 
 
 
 
 
 
 






 
 
 


domingo, 28 de junho de 2015

A mesma coisa de sempre!

 


Bandidagem ou descida ralo abaixo:

MINISTRO VÊ CENÁRIO FISCAL ADVERSO - Em entrevista ao GLOBO, ele disse que o governo vai se manifestar sobre a trajetória da meta em julho, quando for divulgado o segundo relatório bimestral de receitas e despesas. Com a expectativa de que a meta seja reduzida, o mercado acompanha com atenção qual será o tamanho desse esforço fiscal. Barbosa criticou a decisão da Câmara de estender a regra de correção do salário mínimo para todos os benefícios do INSS. E disse que a economia deve reagir no último trimestre do ano, mas que o governo trabalha para antecipar esse   http://oglobo.globo.com/economia/cenario-fiscal-hoje-esta-mais-adverso-diz-nelson-barbosa-16580341

MERCADANTE CANCELA LVIAGEM APÓS DELAÇÃO - http://www.valor.com.br/politica/4111602/mercadante-nao-ha-e-nao-havera-base-juridica-para-impeachment


 
Fora outros comentários ou trambicabens novas
que estão nos jornais ou revistas de hoje. 

*****
 
 
Como já se sabe,  políticos e partidos são todos iguais, embora uns sejam mais iguais que outros:
 
 


 Pelo jeito, os mais jovens estão descobrindo que os partidos ou políticos merecem seu voto.











Onde está a outra ponta da corda?





Até agora não vimos quem sempre segurou a outra ponta da corda no xlindró !
 
E todos sabem quem  sempre a segurou ! 
 
Estarão recolhendo provas bem concretas?

sábado, 27 de junho de 2015

Um brinde !


Depois de um abacaxi quasse todo descascado, de uma montoeira de denúncias e inúmeras provas,
aguardamos o final da história.
 
 

Brindes a todos vocês.
Enquanto isso... vou buscar minha Coca-Cola.


A frase foi recebida por e mail.

DESTRUIR - O Verbo que decide/Zuenir Ventura

Zuenir Ventura
27/06/2015 0:00
 
O verbo que decide  
No ‘Novo Aurélio’ e no ‘Houaiss, de sinônimos e antônimos’,
os mais de 20 sentidos atribuídos ao termo
destruir têm todos
conotação destrutiva ou negativa
 
Uma das provas da Operação Lava- Jato contra Marcelo Odebrecht, preso desde o dia 19, criou uma polêmica de natureza semântica esta semana. É que um bilhete manuscrito pelo diretor-presidente da construtora, com orientação a seus advogados para um pedido de habeas corpus, foi apreendido pela Polícia Federal na segunda-feira, contendo, além de referência à colocação de sobrepreço de US$ 25 mil por dia em contratos, a seguinte recomendação: “destruir e-mail sondas”. O empresário, que estava fora da cela para se encontrar com os profissionais que o defendem, afirmou que seria para entregar a eles. A mensagem foi apreendida, fotocopiada por agentes da Polícia Federal e encaminhada ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pela condução das ações penais da operação.

A ele, Dora Cavalcanti, advogada de Marcelo Odebrecht, endereçou uma petição alegando que o bilhete versava sobre vários pontos do longo decreto de prisão e refletia o anseio de seu cliente em exercer sua autodefesa e contribuir com o trabalho da Justiça. Quanto à palavra “destruir”, fora usada no sentido de “desconstituir”, “rebater” e “infirmar”, não como ordem para destruição de provas. A interpretação da PF, segundo ela, foi equivocada e as considerações do delegado Eduardo Mauat da Silva, integrante da força-tarefa da Lava-Jato, “fazem antever a lastimável determinação de criar celeuma onde não existe”.

O problema é que nenhuma das três acepções usadas pela advogada para o verbo “destruir” consta do verbete nos principais dicionários da língua portuguesa: O “Novo Aurélio” e o “Houaiss, de sinônimos e antônimos”. Em ambos, os mais de 20 sentidos atribuídos ao termo têm todos conotação destrutiva ou negativa, tais como demolir, arruinar, aniquilar, fazer desaparecer, dar cabo de, extinguir, arrasar, devastar, destroçar, matar, exterminar, desarranjar, desorganizar, desfazer, reduzir a nada, acabar, solapar, prejudicar, eliminar, suprimir, derrubar, desmantelar, desmoronar, desbaratar, derrotar, desfazer, desolar, estragar.

 Como o bilhete está sendo considerado importante prova para incriminar Marcelo Odebrecht pela Lava-Jato (que, aliás, o certo gramaticalmente seria “Lava a jato", a maneira de lavar), é possível que o real sentido de um verbo venha a influenciar a decisão jurídica, em mais uma das muitas surpresas dessa operação. É saber se “destruir e-mail sondas” significa “rebater”, “infirmar”, “desconstituir” ou simplesmente destruir e-mail sondas.


Será que o significado da palavra será adulterado para se ''adaptar'' às necessidades dos meliantes ?

As coisas não andavam e problemas não surgiam!



O novo Planalto
 Ilimar Franco 


 
Petistas moderados fazem avaliação positiva da coordenação do vice Michel Temer. Para eles, o principal conselheiro da presidente Dilma, Aloizio Mercadante, não é um articulador.Ele não é aberto ao diálogo, não sabe ceder para ganhar ali na frente”, resume um lulista. E complementa que, “quando era só a gente ali, não apareciam os problemas nem porque as coisas não andavam”. 
     
 
Por experiências passadas, não é nada bom ficar nas mãos de quem está sempre aberto ao diálogo!
Ainda mais quando os diálogos visam principalmente as vantagens pessoais.




Articulador será sempre um articulador.
Mesmo que para isso ele precise
'' pular no seu pescoço''.



sexta-feira, 26 de junho de 2015

Onde estava a midia?


A calúnia como arma de destruição
No editorial da nova edição de ISTOÉ:
o massacre de reputações promovido pelo PT é algo sem precedentes na história do Brasil

 Carlos José Marques

EDITORIAL
REVISTA ISTO É

Foram dias de massacre de reputações sem precedentes. Para se manter no poder, os articuladores da candidata Dilma Rousseff adotaram o que chamaram de estratégia de desconstrução do adversário cuja essência era um bombardeio de mentiras e calúnias, transformando essa na mais torpe eleição dos últimos tempos.
 
Nas peças de campanha e nas palavras dos principais arautos petistas, liderados pelo ex-presidente L---, o oponente de Dilma, Aécio Neves, foi classificado de nazista, que agride mulheres, não gosta de trabalhar, tem problemas com bebida e, para completar, iria desempregar os brasileiros e acabar com o programa “Bolsa Família”.
 
Qualquer um que avaliasse mais detidamente a tática oficial, que despejou milhões em campanha, poderia perceber a inconsistência de tamanha artilharia de insultos e ilações – e o intuito por trás dela. Nada ficaria de pé nesse carnaval de difamações. Mas o seu martelar incessante nas propagandas de TV, nas mídias digitais e nos palanques Brasil afora foi inebriando massas, tentando convencê-las de uma falsa luta do bem contra o mal, de “nós contra eles”. Faltou lucidez e a esperança de parte da população foi embalada por quem controla a máquina numa caixa de promessas vazias. Nas ruas a militância partidária, incessante no seu afã de caluniar, distribuía panfletos apócrifos com teores terroristas, falando da ameaça que viria de uma vitória da oposição. 
Era o apogeu de um plano covarde que se repetia depois da destruição implacável imposta à ambientalista Marina Silva, chamada até de homofóbica e acusada de assassinato de um manifestante gay por parte de seus seguranças, segundo ela mesma informou em entrevista ao jornal britânico Financial Times. Indignada com o jogo sujo, Marina fez uma declaração de apoio aberto a Aécio e às mudanças propostas por ele que estão no bojo de um amplo anseio da Nação.
 
*****
 
Os comentários acima me lembram quando fui assaltada, por volta de l9 horas, por um grupo de rapazes e reagi;  as pessoas que passavam mudavam de calçada, como se nada estivessem vendo. É  a mesma coisa.  Há um trecho que diz tudo: martelar incessante nas propagandas de TV, nas mídias digitais e nos palanques Brasil afora foi inebriando massas, tentando convencê-las.  Por que motivo só agora as revistas e os jornais passaram a 'atropelar' a presidentA, o Partido de Trapaceiros e o altamente nocivo ex-presidente da República, criador da falsa imagem da Dilma e do seu partido?   Por que não falavam nada antes ou o faziam de  maneira um tanto velada ?   Não percebiam o que estava acontecendo, deviam alguma coisa aos ladrões de casaca ou  tinham medo da reação popular caso eles fizessem o que deveriam fazer?
 
 
AGORA É UM TANTO TARDE !  Até parece que só resolvemos trancar a porta depois que nossa casa foi invadida por  ladrões!  Pena ter tantas coisas interessantes para ler, do contrário não leria nem revistinhas como Veja,  Isto É ou a Revista Época.  Será que  o melhor seria cancelar a assisnatura de uma delas e de um jornalzinho  que só me traz notícias já conhecidas ? 
 
 
 Será que só depois que apareceu o Juiz Sérgio Moro
é que as revistas e jornais se encheram de uma coragem que nunca tiveram ?
 
 
 
 
 
 
 

CUIDADO - habeas corpus



Um habeas corpus preventivo impetrado na Justiça Federal no Paraná, nesta quarta-feira (24), pede que o ex-presidente Luiz Inácio L. da Silva não seja preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, caso o juiz federal Sergio Moro tome uma decisão nesse sentido.
 
O pedido foi feito às 16h20 de quarta e refere-se a um possível pedido de prisão preventiva. A assessoria de imprensa do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) confirmou.
 
O Instituto L--- disse que NEGA que o ex-presidente tenha entrado com o pedido. Segundo o instituto, qualquer cidadão poderia fazer esse pedido.  (DEVO TER SIDO EU!)
 
Entre os assuntos relacionados na solicitação — feito em uma ação que envolve o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró— constam "'lavagem' ou ocultação de bens, direitos ou valores oriundos de corrupção" e "prisão preventiva".
 
L--- tem dito a aliados que a prisão dos presidentes da Odebrecht e da Andrade Guiterrez é uma demonstração de que ele será o próximo alvo  da operação que investiga um esquema de corrupção na Petrobras.
 
Nas conversas, ele se mostra preocupado pelo fato de não ter foro privilegiado, podendo ser chamado a depor a qualquer momento. Por isso, expressa insatisfação que o caso ainda esteja sob condução do juiz Sérgio Moro.
 
Apesar do argumento de que outros partidos podem ser afetados pelos desdobramentos da investigação, a tensão é maior entre petistas. Desde o fim de 2014, a informação, que circulava no meio empresarial e político, era de que Marcelo Odebrecht não "cairia sozinho" caso fosse preso.
 
A empresa sempre NEGOU ameaças. Entre executivos e políticos, contudo, as supostas ameaças eram vistas como um recado ao PT dada a proximidade entre a Odebrecht e L--- a empresa patrocinou viagens do ex-presidente ao exterior, para tentar fomentar negócios na África e América Latina.




SIGNIFICADO:
Sinônimo de preservativo: preventivo
 


 

Fazendo de conta que a crise não existe!


Recebido por email


 

“O governo do PT tenta ‘virar a página’ da crise, mas a sucessão de más notícias se mostra mais forte. A espiral negativa na qual o país embicou não é só conjuntural, é estrutural”, analisa a Carta de Formulação e Mobilização Política desta quinta-feira (25).
 
O documento editado pelo Instituto Teotonio Vilela cita, por exemplo, indicadores econômicos que mostram a grave crise que se abate sobre o país, como a previsão do Banco Central de queda de mais de 1% do PIB e inflação de 9% em 2015.







 
 
 
 

PT-Partido da Trapaça

 
 'ELES'  vão tomar... nas urnas
 
 

 
Fernandò Pimentel, um petista que atualmente é o governador de Minas Gerais, se  tornou suspeito de corrupção.  Nem é mais surpreendente saber que outro petista está envolvido em atos criminosos, porque esse tipo  de notícia já faz parte de nosso dia a dia.  Existem petistas que alegam que a corrupção é de todos,  entretanto temos diante de nossos olhos um partido que se tornou o escolhido pelo povo porque se dizia contra a sacanagem que  havia, e ele, por incrível que pareça, vem se mostrando o mais corrupto de todos.
 
 
A importância não está no fato - um fato corriqueiro, afinal ser petista vai se tornando cada vez mais vergonhoso - mas em mais um caso de canalhice, que se tornou quase uma característica do PT, que chegou como se fosse Partido dos  Trabalhadores e se tornou o Partido da Trapaça. http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2015/06/governador-de-minas-e-suspeito-em-investigacao-de-lavagem-de-dinheiro.html
 
 






 

COMIDA AMAZONENSE

Para quem não vive no Amazonas, nada meljhor do que uma comida local. 
Além  de diferente,  muito gostosa!












quinta-feira, 25 de junho de 2015

MANDIOQUEI ou ME RIDICULARIZEI ...

... ainda mais !

 
Com a palavra A PRESIDENTE:
Se Dilma pensou que iria recolher a simpatia do povo brasileiro depois de fazer loas à mandioca, apenas saiu de um discurso, mais ridicularizada ainda, depois de um exíguo tempo de 20 minutos.
 
 
após ‘saudação à mandioca’ e à ‘mulher sapiens’.
 
VEJA O VIDEO
 
 
 
 
 

Frases inesquecíveis

Retiradas de  Diário do Poder
http://www.diariodopoder.com.br/artigo.php?i=27269251266
Pedro Luiz Rodrigues - Da mandioca e outras pérolas presidenciais


 
 “Hoje eu estou saudando a mandioca, uma das maiores conquistas do Brasil!” - Presidente Dilma Rousseff   

“O meio ambiente é uma ameaça para o desenvolvimento sustentável.” - Presidente Dilma Rousseff

  “Acho que nós, brasileiros, ainda não entendemos que a política externa é interna.” - Presidente Fernando Henrique Cardoso

 “Um povo que não sabe nem escovar os dentes não está preparado para votar.” - Presidente João Baptista Figueiredo

 “É muita pretensão do homem inventar que Deus o criou à sua imagem e semelhança. Será possível que Deus seja tão ruim assim?” Presidente Erneste Geisel

“Não troco um só trabalhador brasileiro por cem desses grã-finos arrumadinhos.” Presidente João Goulart

“Bebo-o porque é líquido, se fosse sólido comê-lo-ia.” - Presidente Jânio Quadros

“O otimista pode até errar, mas o pessimista já começa errando...” - Presidente Juscelino Kubitschek

“No ministério tem gente capaz, o problema é que a maioria é capaz de qualquer coisa!” - Presidente Getúlio Vargas



 
“São privilegiados aqueles que podem pagar Imposto de Renda, porque ganham um pouco  mais.” -  o ex-presidente da República petista
 
 

“Por mais que você não goste de sua aparência, afirme-se bonito.”  - Frase do mesmo petista acima,  muito esperto e acostumado a enganar os outros.
 
Esperteza, quando é muita, come o dono.” - Presidente Tancredo Neves, quando Governador de Minas