Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Sinceridade e loucura

"DE GENIO E LOUCO TODO MUNDO TEM UM POUCO."
 
Uns conseguem usar sua genialidade,
enquanto outros têm medo ou vergonha de parecerem loucos.
 
 

 Letra da música Maluco  Beleza, de Raul Seixas, colocada ao lado.

Enquanto você se esforça prá ser
um sujeito normal / e fazer tudo igual

Eu do meu lado, aprendendo a ser louco
Um maluco total / na loucura real

Controlando a minha maluquez
misturada com minha lucidez

Vou ficar / ficar com certeza / maluco beleza


Este caminho que eu mesmo escolhi
É tão fácil seguir / por não ter onde ir

Controlando a minha maluquez
misturada com minha lucidez

Vou ficar / ficar com certeza / maluco beleza
Eu vou ficar.....



Ontem houve, na TV, que não costumo ver, um edital sobre Raul Seixas.  O fato me levou a lembrança diversos fatos que aconteceram.   Há um tempo atrás, por exemplo, em um de meus 'surtos' (que foram vários) consegui afastar minhas 'amigas' que viraram inimigas.  Todo mês havia uma reunião aqui em casa onde todas elas vinham  almoçar.  Sempre insisti para que  a ""empregada"" (*)  que trabalhava aqui em casa sempre se sentasse na mesa com todas nós.   Até o  dia em que uma delas comentou "Acho muito estranho que a L..... se sente na mesa com a gente".  Como sempre ocorre, depois que uma falou, todas as outras 'foram atrás' e se  dispuseram a dizer o mesmo.
Podem até alegar que tal fato se deve à ignorância de pessoas que desconhecem vários assuntos, embora muitas que ali estavam encobriam seus parcos conhecimentos com uma aparência de gente fina. Como quem fala o quer corre sempre o risco de ouvir uma resposta que não gostaria de ter que engolir, ouviu de volta :  "Estranho é vocês se sentarem uma vez por mes aqui nessa mesa, porque ela se senta comigo todos os dias."  Às   vezes o óbvio pode ser um tanto constrangedor, porque nem todos gostam de ver a verdade à sua frente.

(*)  Não gosto da palavra  ''empregada'', por ser um jeito de diminuir quem nos ajuda tanto.  Da mesma forma que chamar quem nos ajuda nos serviços domésticos de secretária é uma forma de diminuir  um trabalho bem mais importante que o de uma simples secretária, mas vista por todos como sendo mais elegante. 
 
(**) Ela pode não trabalhar mais aqui, mas minha ideia sobre o assunto continua a mesma.

 
 
"Quem fala o que quer, ouve o que não quer."

 

Algumas pessoas gostam muito de falar o que querem, mas não admitem que você fale o que pensa. Portanto, é aconselhável ter cuidado, pois pode haver uma língua solta no meio do caminho.