Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 6 de junho de 2015

Voto - direito ou obrigação



O voto facultativo em debate - por Ilimar Franco - http://blogs.oglobo.globo.com/panorama-politico/post/o-voto-facultativo-em-debate.html

"Mesmo que não seja aprovado na retomada da votação da reforma política na Câmara, haverá um debate sobre a adoção do voto facultativo. O relator, Rodrigo Maia (DEM), vai defendê-lo. Sua intenção é tornar o voto um direito, como nos Estados Unidos e na Europa, e não uma obrigação. As estatísticas indicam que a mudança afeta pobres, jovens e desempregados."

 
 
 
 
 
Esse 'mesmo que não seja aprovado' do texto poderia ser substituído por 'mesmo sabendo que o voto  facultativo não será aprovado'.  As palavras do texto apenas demonstram a falta de credibilidade existente no fato,  pois todos nós sabemos que o voto não será uma escolha dos eleitores, pois é da sua obrigatoriedade que DEPENDEM os parlamentares.  Os 32 (TRINTA E  DOIS) partidos brasileiros existentes - fora os que estão protinhos para 'saírem do forno' -   preferem ver um povo ignorantemente submisso. 
 
Já imaginaram se todos os eleitores resolvessem não ir às urnas e pagar a multa irrisória (pouco mais de três reais) por uma 'omissão', a rigor já existente ?  Não seria melhor para um eleitor pagar uma multa ao invés de ter que encarar uma fila para anular seu voto ou votar em branco?
 
Vamos imaginar o que ocorreria se o voto fosse falcutativo: apenas as pessoas mais conscientes compareceriam às   Zonas Eleitorais.  Vocês acham que não sendo obrigatório a classe trabalhadora trocaria uma reunião com os amigos do bairro por uma perda de seu tempo para DOAR seu voto ?  O que aconteceria com esses políticos que prometem o que não pretendem cumprir?  Acham que essa gentalha seria eleita?  Certamente não ! 
 
Esse é o grande valor da obrigatoriedade do voto!