Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 9 de junho de 2015

CONTRADIÇÕES - Mirian Leitão ...

... com Alvaro Gribel (SP)
09.06.2015
O governo Dilma é um poço de contradição, e o PT é outro. Ela está defendendo Joaquim Levy, que tem sido atacado como “Judas” pelo seu partido, por estar conduzindo uma política econômica que se tornou necessária para salvar o governo dos seus próprios erros. O que a presidente deveria fazer é explicar por que negou tanto que o ajuste fosse necessário e agora o faz.
Carlos Araújo, ex-marido da presidente, disse que ela se deu conta da necessidade de ajuste fiscal durante a campanha. Ora, não parecia. Ela usou todas as entrevistas para negar a existência do problema e acusar os outros candidatos de prepararem medidas amargas, que seriam, como garantiu, desnecessárias.
Não há um argumento da presidente que fique em pé. Ela deveria nos poupar, ao menos, da tese de que o desequilíbrio fiscal é resultado da crise internacional. Dilma repetiu isso na entrevista que concedeu ao “Estado de S. Paulo”. O descontrole das contas públicas foi provocado pela política econômica que ela aprovou, defendeu, e que, além de quebrar os cofres públicos, não deu sequer o resultado de manter o crescimento.
Dilma defende Levy contra os ataques do PT.  ...
 
 
Artigo completo em
 
 
 
VOTEM NA BOLSA
E  SE ARREPENDAM DEPOIS ...
AO DESCOBRIREM QUE FORAM TAPEADOS.