Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.

segunda-feira, 31 de março de 2014

Presunção de culpa - DORA KRAMER

 
Método petista de agir
Mentiras e contradições
 
 
 
Artigo no Jornal O Estado de S.Paulo 
de 26/03/2014
 
 
Na tentativa de afrouxar o nó em que se enroscou ao dizer que, quando ministra da Casa Civil, aprovara um negócio milionário na Petrobrás com base em relatório incompleto, a presidente Dilma Rousseff complica a cada dia a narrativa do Palácio do Planalto.

É a tal história dos equívocos em série cometidos para tentar corrigir o erro de origem. A explicação dada por Dilma na semana passada se contrapôs à versão oferecida anteriormente pela presidente e pelo ex-presidente da Petrobrás para a compra da refinaria de Pasadena. Os dois disseram que o negócio foi feito porque na época pareceu bom.

Depois, a presidente resolveu pedir o afastamento de Nestor Cerveró da diretoria da BR Distribuidora. Não ficou claro o motivo. Ele foi o responsável pelo aludido relatório, cujas falhas a presidente disse ter tomado conhecimento em 2008. Levou seis anos para ser punido antes de ter sido promovido.

Ainda assim, fica a dúvida: foi demitido por que, se o negócio era bom segundo Graça Foster, Sérgio Gabrielli e vários integrantes do Conselho de Administração que aprovaram a compra e já se pronunciaram? Ficou parecendo que o Palácio do Planalto precisava arrumar um culpado e uma demissão para dar verossimilhança à sua versão.

Agora, a fim de evitar a criação de uma CPI para investigar a Petrobrás e desestimular a convocação de Graça, Gabrielli, Cerveró e mais o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, acusado e preso por suspeita de corrupção, o governo tenta criar uma atmosfera de intimidação geral disseminando versões segundo as quais congressistas teriam muito a perder se insistirem em mexer nesse vespeiro.

A manobra obedece à dinâmica de sempre: circulam histórias de que alguém ouviu dos ex-diretores que estão prestes a explodir ao molde de homens-bomba, dispostos a contar o que sabem e, com isso, envolver e constranger boa parte da República. Será verdade?

Em relação a Paulo Roberto Costa não há como conferir, pois ele está em poder da Polícia Federal. Corre na capital que seu poder e trânsito eram "gigantes" entre parlamentares de partidos governistas. Um tanto vago, mas o
suficiente para amedrontar quem tem a temer.Quanto a Nestor Cerveró, sua volta ao Brasil (está em férias na Europa) é aguardada para a semana que vem. Segundo um amigo parlamentar que conversou com ele, está absolutamente tranquilo, não dá o menor sinal de que pretenda explodir. Afastado da diretoria da BR, continua funcionário de carreira da Petrobrás e nessa condição voltará, conversará na empresa para tomar pé da situação e, se convocado pelo Congresso, irá prestar esclarecimentos.

Para repetir o que já disseram Sérgio Gabrielli e Graça Foster: que a compra da refinaria foi baseada em estudos técnicos bem fundamentados. Ou seja, vai desmentir a presidente da República, já devidamente desmentida pelo silêncio da atual e pelo pronunciamento do ex-presidente da Petrobrás.

A tentativa de impedir a criação da CPI pela via da intimidação não parece ser a estratégia mais inteligente para ninguém. Joga tanto o Legislativo quanto o Executivo na vala comum da suspeição geral. Parte do pressuposto de que todos são culpados até prova em contrário.
O governo, porque usa desse instrumento de chantagem para impedir a abertura de uma investigação no Parlamento. E o Congresso, pela ideia de que esse tipo de ameaça seja eficaz mesmo quando dirigida a deputados e senadores da oposição.

Pode dar certo, mas pode dar muito errado. Vai depender da disposição do Legislativo de aceitar ou não a regra do jogo em que é posto, a princípio, na condição de devedor com a faca no pescoço e convidado a compartilhar da lei da Omertá.

O governo tem maioria para impedir a CPI, com suavidade. Mas, pode acabar em minoria se insistir em atuar com brutalidade.
 
 

 

 
 

Vivas ao contra-golpe

31 DE MARÇO DE 2014
50 ANOS  DA CONTRARREVOLUÇÃO DE 31/03/1964 
 
Por Aluísio Madruga de Moura e Souza
Estão redondamente enganados aqueles que imaginam que os terroristas e guerrilheiros – os do Araguaia -  se limitaram a assassinar apenas aqueles aos quais  eles se opuseram. Muitos dos seus companheiros de viagem – urbanos ou que atuavam na área rural também foram por eles justiçados, depois de terem sido julgados  e condenados pelo “crime de não terem cometido nenhum crime”. É isto mesmo! Na maioria das vezes a acusação era totalmente empírica a saber: “fraqueza ideológica o que era considerado como crime capital, um perigo em potencial para seus pares. Então todo aquele que por algum motivo abandonasse a organização, ou expressasse em voz alta tal intenção ou ainda tiveram a audácia de discordarem do que determinava o colegiado e decidiram pensar com suas próprias cabeças passavam a ser  considerados “perigosos” e, na maioria das vezes, pagaram com a própria vida, porque poderiam mais à frente colaborarem com os “burgueses”.
O emprego do “justiçamento” de companheiros no Brasil não teve origem com os comunistas do período mais recente. Já antes mesmo de eclodir a Intentona Comunista de 1935,  O Partido Comunista Brasileiro(PCB) justiçou alguns de seus militantes, entre eles Elvira Cupelo  Colônio, Elvira Fernandes, ou simplesmente Garota, amante do Secretário-Geral do Partido. Elvira foi julgada por um Tribunal Vermelho, sob a infundada suspeita de estar colaborando com a polícia, depois de ter sido liberada da prisão por ser menor de idade. Foi assassinada fria e premeditadamente, com a interferência direta de Luis Carlos Prestes, ante o que considerou “falta de resolução ou vacilação” dos companheiros, que tinham dúvidas se a traição tinha sido da Garota ou do seu amásio. Quem bem descreve  este e outros crimes do Partido é o General Agnaldo Del Nero em seu livro “A Grande Mentira” às páginas 51 a 54. Muitos outros homicídios foram perpetrados nessa época, como os de Bernardino Pinto Almeida, Afonso José dos Santos, Maria Silveira ou Neli e Domingos Antunes Azevedo, todos, naturalmente, após condenados pelo “Tribunal Vermelho”. Na região de Trombas e Formoso, a época Norte de Goiás, hoje Estado do Tocantins o PCB chegou a criar um área liberada antes de 1964 e ali também muitos crimes  foram perpetrados e que após 1964 foram esclarecidos em Inquérito Policial Militar(IPM). No entanto , dos  crimes do PCB, o que mais chama a atenção pela sordidez foi o cometido contra o jovem de 17 anos Tobias Warchavtski, aluno da Escola de Belas Artes no Rio de Janeiro. Em meu livro “Documentário – Desfazendo Mitos da Luta Armada, com início a pagina 296 descrevo em detalhes como ocorreu este assassinato tão cruel.
Com certeza a relação de crimes de “justiçamentos” de seus companheiros de viagem pelos comunistas é mais extensa do que se conhece. A seguir relação de alguns “justiçamentos” realizados após 1964: Antonio Nogueira da Silva Filho, da (Var-Palmares). Condenado ao “Justiçamento” em 1969, sendo que a sentença não foi executada porque o  “condenado” fugiu para o exterior; Geraldo Ferreira Damasceno, militante da Dissidência da Var-Palmares(DVP) – “Justiçado” em 29 de maio de 1970 no Rio de Janeiro; Ari Rocha Miranda, militante da Ação Libertadora Nacional(ALN) – “justiçado” em 11 de junho de 1970 por seu companheiro Eduardo Leite , codinome “Bacuri”, durante uma “ação” em São Paulo; Antônio Lourenço, militante da Ação Popular (AP), “justiçado” em fevereiro de 1971, no Maranhão; Márcio Leite Toledo da (ALN) “justiçado” em 23 de março  de 1971; Amaro Luiz de Carvalho, codinome “Capivara”, militante do Partido Comunista Revolucionário Brasileiro(PCBR) e posteriormente do Partido Comunista Revolucionário(PCR) , “justiçado” em 22 de agosto de 1971, em Recife, dentro do presídio onde cumpria pena; Carlos Alberto Maciel Cardoso, da (ALN), “justiçado” em 13 de novembro de 1971, no Rio de Janeiro; Francisco Jacques Moreira de Alvarenga, da Resistência Armada Nacionalista(RAN) “justiçado em 28 de junho de 1973, dentro da Escola onde era professor; Salatiel Teixeira Rolins, do PCBR, “justiçado” em 22dejulho de 1973.
Durante a Guerrilha do Araguaia(1972/1974) foram justiçados pelo Partido Comunista do Brasil ( PC do B) o guerrilheiro Rosalino Cruz Souza, codinome “Mundico”; Osmar de tal; Pedro Mineiro e José Pereira, os três últimos moradores da região e por estarem sob suspeita de colaborarem com as Forças Legais.
Finalmente é importante citar que muitos desses “justiceiros”, por força da Lei de Anistia que no atual Governo só está valendo para eles estão exercendo funções públicas e sendo indenizados. Amanhã dia 26/032014 , para encerrar esta parte na qual foi mostrada a violência das ações dos comunistas na época tais como atentados , sequestros e “justiçamentos” abordaremos os casos Levino dos Santos e do marinheiro inglês David A. Cuthberg. Até lá.
 
Não se trata de ser favorável a qualquer tipo de ditadura, mas entre uma ditadura militar e a ditadura dos proletários, será preferível a primeira por ser mais instruída.  Se alguém tiver que mandar, que mande quem sabe das coisas, não os ignaros que nunca sabem de nada .
QUE A IGNORÂNCIA JAMAIS MANDE EM NOSSO PAÍS.  
 

domingo, 30 de março de 2014

ONDE ESTÁ O WALLY ?

  
 
 


ONDE ESTÁ ... ?

Já perceberam que, quando a batata ameaça esquentar na mão do ex-presidente L..., ele some do mapa? Aconteceu isso no rumoroso caso do mensalão: além dos intermináveis "eu não sabia", apenas um suposto suborno ao ministro... do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes foi ventilado. No caso da secretária Rose, ficou cem dias camuflado no exterior. Agora, na esteira do caso da compra da Refinaria de Pasadena (EUA), em que os cofres da Petrobrás foram arrombados em quase US$ 1,2 bilhão, vem à tona o caso da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Construção orçada inicialmente em US$ 2,5 bilhões e acertada entre Lula e seu "muy amigo" Hugo Chávez, da Venezuela, previa participação da PDVSA com 40% do custo da obra. Hoje a obra está beirando US$ 20 bilhões e nem um tostão foi injetado pelos dirigentes venezuelanos, configurando-se em mais um calote bilionário. Diretamente ligado a esse mico, onde está o ex-presidente? Ninguém sabe, ninguém viu. Falhas contratuais à parte, a verdade é que a atual mandatária brasileira e seu criador e guru, ...., devem ser responsabilizados pelos prejuízos à Petrobrás, que está literalmente afundando num lamaçal de águas fétidas. Que tal se, em vez de um coelho, dois fossem caçados com só uma cajadada?
 
Escrito no 'Feicibuqui' por Bruno Toscano
 

***

Dizem que  "em boca fechada não entra mosca".  O ex-presidente prefere fechar sua bocarra que encheu nossos ouvidos de tanto EU NÃO SEI DE NADA toda vez que estourava algum escândalo em seu governo.  Agora, ao ser obrigado a ficar no ostracismo e agir só por trás dos panos, o que não deve ser muito prazeroso para seu ego, apenas verá - CALADO -  explodir tudo o que fez de errado, embora tenha parecido certo.   Culpados sempre  serão os outros, até porque ele nunca soube de nada, a não ser na hora de incriminar quem não deveria.

Quanto ao povo, que não sabe de nada mesmo, continuará sem saber quando aos seus ouvidos as notícias não chegarem. SERÁ POR ISSO QUE SE ELE SE ESCONDE OU FICA CALADO?




 

sábado, 29 de março de 2014

CADÊ O DEDINHO QUE DEVIA ESTAR AQUI?


FALHA IMPERDOÁVEL
(foto que me foi enviada por email por Wanderlan Gama)

Em mais de uma de suas malícias, petistas jogaram sua maldade contra si próprios ao se esquecerem de  trocar também a mão na foto acima.  Colocaram a imagem de um FHC no lugar do ex-presidente, mas esqueceram que ele tem todos os dedos da mão esquerda!

 
Da mesma forma, usaram a foto de uma atriz que participava de uma antiquíssima manifestação de rua, como se ela fosse a Dilma Rousseff, até que se descobriu mais essa mentira petistamente vergonhosa .

Os petistas que atrapalham mais do que  ajudam deveriam ter mais cuidado. Em casos como esses deveriam observar tanto o perigo existente quanto os detalhes das fotos que alteram da mesma forma que são alterados alguns dossiês, como afirmou Tuma Jr. em seu livro.  

 
 
 
AGRADECEMOS PENHORADAMENTE AOS DIVERSOS TIPOS DE PETISTASPOR ESSE ERRO TÃO FEIO ,
POIS É A MELHOR MANEIRA DE  MOSTRAREM QUEM SÃO
PARA QUEM AINDA TEM ALGUMA DÚVIDA.
 
 
 

A DANÇA DAS CADEIRAS - O RETORNO

Partido dadivoso (e de trambiqueiros)

 
AS MESMAS CARAS DE SEMPRE
DANÇAM A MESMA DANÇA DAS CADEIRAS DE SEMPRE
 
 
 
NESSE TROCA-TROCA
 
 
Ricardo Berzoini já foi deputado federal e vai para o lugar de Ideli Salvati. Ou seja, irá para a Secretaria de Direitos Institucionais.  Numa país onde até a criminalidade já foi institucionalizada deve ser grande coisa.
 
Ideli Salvati, uma política que já foi ministra da Pesca e Agricultura, largará a Secretaria de Relações Institucionais e irá para a Secretaria de Direitos Humanos.
 
Maria do Rosário deixará a Secretaria dos Direitos Humanos para Idelli e, como por enquanto não vai ganhar cargo algum, tentará sua reeleição para a Câmara Federal .
 
Sem contar com outros dançarinos!
 
 
 
E CONTINUA
A DANÇA DAS CADEIRAS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NÚCLEO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS INTEGRIDADE NACIONAL BRASIL - GRAMSCI

Associação   dos     Diplomados     da     Escola     Superior     de    Guerra
Delegacia  do   Estado   de   Mato   Grosso   do   Sul
COR UNUN ET ANIMA UNA PRO BRASILIA
UM SÓ CORAÇÃO E UMA SÓ ALMA PELO BRASIL 
 
 

NÚCLEO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS INTEGRIDADE NACIONAL BRASIL
ONDE ESTÁ GRAMSCI ?
AGRADECIMENTO
A todos que participaram dos estudos que culminaram no presente trabalho com a finalidade de “conhecer o Brasil para melhor servi-lo”.
PROPOSTA
                Estimular o debate, reunindo e unindo todos em torno do Bem-comum, colocado acima de interesses pessoais e de qualquer espécie de grupo, para a criação de um Projeto de Nação fundamentado no processo histórico – cultural brasileiro. 
METODOLOGIA
            Identificar ideias, atitudes, comportamentos e ações que estão em harmonia com o marxismo-gramscismo para, através da “via pacífica”, transformar o Brasil em uma República Socialista.
Antonio Gramsci (1891-1937)
                Intelectual italiano e um dos fundadores do Partido Comunista Italiano (PCI) em 1921, percebeu que a implantação do comunismo nos países do Ocidente não deveria seguir o modelo russo (LENIN) do uso da violência para conquistar ou tomar o Estado, mas, sim, ao contrário, primeiro conquistar o Estado  e depois, então, a aplicação da violência para finalizar o processo.
                Nessa concepção, destaca-se o valor atribuído ao seu entendimento de Sociedade Civil como sendo o espaço social onde deve ocorrer a luta pela hegemonia , para que a classe subalterna passe a ser a Classe Dirigente.
                Um grupo social da classe dirigente, assumindo o controle da Sociedade Política  (Estado), permite que o partido da Classe Dirigente seja posicionado acima do Estado.   A manobra simples, lenta e gradual utiliza-se dos instrumentos legais e políticos da democracia para, de forma pacífica e sorrateira, minar e enfraquecer as principais trincheiras democráticas: Executivo, Legislativo, Judiciário, Forças Armadas, Religião e Família. Usando a propaganda subliminar, o populismo e a demagogia, as consciências são entorpecidas e é criada a sociedade massificada para a luta pela hegemonia.
O envolvimento estratégico também é simples e eficaz, conduzindo o processo em três fases:
- na primeira, organiza o Partido das Classes Subalternas e luta pela ampliação das franquias democráticas para facilitar a ação política, explorando as deficiências e vulnerabilidades do governo;
- na segunda, luta pela hegemonia das classes subalternas, criando as condições para a tomada do poder;
- na terceira fase, toma o poder, impondo novos valores e princípios através de uma nova ordem.
                O “socialismo pacífico” é a etapa intermediária para o “socialismo marxista”, o marxismo-leninismo, o  comunismo...
                Preso em 1926, escreveu na prisão “Cadernos do Cárcere” contendo o seu pensamento sobre a tomada do poder de forma pacífica. Foi libertado pouco antes de morrer em 1937.
                O gramscismo contagiou países da Europa e, hoje, está transbordando na América do Sul.
 
A  PENETRAÇÃO  GRAMSCISTA NO BRASIL
FINALIDADE
            Criar as melhores condições para transformar o Brasil em uma República Socialista sob a inspiração de Antônio Gramsci.

OBJETIVOS
1.      Obter a hegemonia na sociedade civil.
2.      Obter a hegemonia na sociedade política ( Estado)
3.      Estabelecer o domínio do intelectual coletivo (partido classe).
4.      Silenciar os intelectuais independentes.
 
                                                MÉTODO 
Realizar a transformação intelectual e moral da sociedade pelo abandono de suas tradições, usos e costumes, mudando valores culturais de forma progressiva e contínua, introduzindo novos conceitos que, absorvidos pelas pessoas, criam o “senso comum modificado”, gerando uma consciência homogênea construída com sutileza e sem aparente conteúdo ideológico, buscando a identificação com os anseios e necessidades não atendidas pelo poder público.
      Assim é estabelecido o desejo de mudança em direção a um mundo novo, com a sociedade controlada através dos mecanismos de uma “democracia popular”, onde os pensadores livres,  temendo o rótulo  de retrógrados  ou alienados, se submetem a uma prisão sem grades calando a voz de divergência existente dentro de si e se deixam, assim, vencer pelo “senso comum modificado”. Este prossegue  intoxicando a sociedade, sob a  égide do Estado, usado para reduzir e suprimir a capacidade de reação individual e coletiva.
      Nesse momento, está construída a base para a “tomada do poder” e consequente implantação do Estado Socialista. 
AÇÕES QUE ENFRAQUECEM TRINCHEIRAS DA DEMOCRACIA
                        I. PARTIDOS POLÍTICOS 
·         Estimular o número elevado de partidos para enfraquecer a oposição e facilitar a tática de “ aliança”, favorecendo o “partido classe”.
·         Manter a regionalização dos partidos; o controle por caciques ou oligarquias regionais afeta a unidade nacional, favorecendo o enfraquecimento dos partidos políticos de oposição e favorecendo o “partido classe”, que possui “unidade de comando”.
·         Admitir a pluralidade de esquerda para ser bem explorada pelo “partido classe” por tempo determinado.
·         Esvaziar as poucas lideranças da oposição através de patrulhamento e ataque (dossiê) direto ou indireto (parentes).
·         Criar fatos novos para o esquecimento das mazelas de militantes do “partido classe” e aliados.
·         Afastar ou mudar de cargo o militante com erro focado pela mídia de oposição, para a sua proteção e do “partido classe”.
·         Usar a “mídia da situação” para silenciar as mazelas dos militantes do “partido classe”.
·         Infiltrar militantes nos outros partidos para obter o seu controle e esvaziar os líderes de oposição, os neutros e os que não são adeptos do “partido classe”.
II.EXECUTIVO
·        Criar aparelhos governamentais de coerção.
·        Distribuir cargos em  órgãos e empresas públicas para militantes do partido-classe e  seus aliados, em todos os níveis da administração (federal, estadual e municipal),  (aparelhar o Estado).
·        Criar uma estrutura policial que possa ser transformada em Guarda Nacional ou Guarda Pessoal ou em Polícia Política ( Polícia Federal,  Força Nacional) para emprego imediato, quando chegar o momento oportuno.
·        Ampliar o “curral eleitoral” usando o assistencialismo como fim e não como meio, mantendo o benefício por tempo indeterminado.
·        Manter o “curral eleitoral” através de um sistema de ensino, controlando o baixo nível de aprendizagem e desenvolvimento da inteligência.
·        Silenciar a imprensa através de emprego da verba pública destinada à propaganda, mantendo a população  sem informação correta.
·        Neutralizar políticos de oposição e aliados através de distribuição de dinheiro, cargo público ou qualquer outro tipo de benefício pessoal ou familiar.
·        Criar ou fortalecer um organismo sulamericano para diminuir a importância da OEA     (EUA).
·        Participar de um bloco  sulamericano  de  repúblicas  socialistas  democráticas.
·        Facilitar a penetração cultural e a projeção dos intelectuais orgânicos.
·        Denegrir heróis nacionais.
·        Enaltecer militantes da ideologia marxista.
·        Desmerecer fatos e vultos marcantes da História Nacional.
·        Impedir a tomada da Consciência Nacional.
·        Entorpecer a Vontade Nacional.
·        Eliminar valores do processo histórico-cultural nacional.
·        Mudar usos e costumes.
·        Enfraquecer o moral nacional.
·        Mudar  traços  da identidade nacional.
·        Mudar valores e princípios ético-morais.
·        Enfraquecer a família.
·        Enfraquecer a coesão-nacional.
·        Lançar a discórdia no seio da população.
·        Desviar o foco dos debates em torno de questões relevantes em áreas estratégicas (saúde, educação, segurança, defesa, etc), isentando o Governo de responsabilidade pelas deficiências e vulnerabilidades.
·        Estabelecer um poder paralelo ao do Estado (Conselho de Política Externa, Comissão de Direitos Humanos, etc).
·        Alimentar as ONGs com o dinheiro público e estimular outras para atuarem na sociedade civil, apoiando direta ou indiretamente a luta pela sua hegemonia.
 
III.LEGISLATIVO
·        Eleger militantes do Partido-Classe.
·        Unir  temporariamente os partidos de mesma ideologia.
·        Fazer alianças com partidos de ideologia oposta.
·        Desmoralizar o Legislativo,  mantendo privilégios,  barganhas e a falta de espírito público.
·        Criar leis para dar o respaldo  às mudanças de usos, costumes e valores da nacionalidade brasileira.
·        Obter o controle do Legislativo para conquistar o domínio da sociedade política ( Estado), através do Partido-Classe.
·        Enfraquecer o Legislativo como fiscal do Executivo.
·        Submeter o Estado ao controle do Partido-Classe.
IV.JUDICIÁRIO 
·       Retardar ou impedir a modernização da estrutura do judiciário.
·       Retardar ou impedir o aperfeiçoamento do funcionamento do judiciário.
·       Estimular o corporativismo extremado na magistratura.
·       Manter o magistrado afastado do povo e das suas necessidades.
·       Difundir na sociedade civil as ideias de parcialidade, ineficiência e improbidade do judiciário.
·       Desacreditar o judiciário perante as classes subalternas, explorando a lentidão funcional e a corrupção e privilégios dos magistrados  como funcionários públicos .
·       Aparelhar o judiciário. 
V.ESCOLA 
·        Usar as universidades como refúgio ideológico.
·        Buscar a hegemonia nos meios intelectuais.
·        Construir nova massa de manobra, usando as universidades, a mídia e as editoras.
·        Criar a geração revolucionaria nas escolas do ensino médio.
·        Usar professores da nova massa de manobra no ensino básico (fundamental e médio).
·        Fortalecer o controle do sistema de ensino que não ensina a pensar, através do mec.
·        Apagar a memória do povo reescrevendo a história do Brasil para fatos e vultos nacionais relevantes.
·        Mudar valores e princípios ético-morais (professores homossexuais no ensino médio e fundamental, alterando a estrutura familiar).
·        Enfraquecer a vontade nacional.
·        Transformar a consciência nacional em consciência do partido político.
·        Controlar escolas e universidades particulares através de sindicatos e com uma reforma universitária.     
VI.FORÇAS ARMADAS 
·        Enfraquecer a união dos militares, afastando os militares da ativa dos militares inativos.
·        Enfraquecer o “espírito de corpo”, separando os oficiais generais da tropa.
·        Introduzir, a curto prazo, o uso de drogas entre os militares.
·        Disseminar, a médio prazo, o homossexualismo entre os militares.
·        Preparar, a longo prazo, as gerações de chefes militares que servirão ao governo, e não à pátria, modificando a grade curricular das escolas de formação.
·        Enfraquecer a credibilidade e a confiança da população nas forças armadas.
·        Desestimular profissionalmente os militares que servem à pátria e não ao governo.
·        Criar o ambiente em que os oficiais terão apenas a visão da expressão militar e não de todo o poder nacional.
·        Enfraquecer o “espírito combativo”, de fundamental importância no confronto bélico.
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS
            O pensamento de Gramsci está sendo aplicado de forma dissimulada e protegida pelas franquias da democracia, tornando difícil a sua identificação.
            Conhecendo o  pensamento de Gramsci, as técnicas para a sua aplicação e com uma análise paciente e detalhada da conjuntura nacional, chega a ser surpreendente a infiltração do marxismo –gramscismo na sociedade brasileira.
            Encontrando Gramsci, a decisão sobre o que e como fazer é do descobridor.
            Já é hora de deixarem de lutar por ideologias importadas, inadequadas às características do brasileiro, que atendem a interesses estrangeiros ao dificultarem o progresso do nosso país.