Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Ex-presidente desmascarado mundialmente ...


... pelos EUA e enquadrado como chefe do maior roubo da história



Colocado em   "Therealatalk"
por  Francisco Ferreira Dias
 
 


PERPLEXIDADE MUNDIAL:



SEGUNDO A REVISTA ‘ISTOÉ’: R$ 50 MILHÕES PARA DILMA; R$ 100 MILHÕES PARA PT. L---  AUTORIZOU ESQUEMA, SEGUNDO DELAÇÃO ÀS AUTORIDADES NORTE-AMERICANAS.

Documentos do Departamento de Justiça dos Estados Unidos revelados na última quarta-feira 21, e que integram a papelada sobre o acordo de delação premiada da Odebrecht, causaram perplexidade mundial pela grandeza dos números. Segundo a papelada, o grupo Odebrecht pagou mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,3 bilhões) em propinas a governantes e políticos de 12 países desde 2003. A maior parte desses subornos – US$ 599 milhões ou quase R$ 2 bilhões – foi repassada a autoridades brasileiras. O que mais chama a atenção, no entanto, é que entre os principais beneficiários estão a ex-presidente Dilma Rousseff. Apesar da fartura de evidências, a mais importante delas as próprias delações dos executivos da empreiteira que já apontavam a sua participação direta nas negociações de propina e caixa dois, a petista insistia em vender uma imagem de política pura e imaculada. A investigação dos EUA ajuda a desmontar esse discurso. De acordo com a documentação em poder das autoridades norte-americanas, a campanha de Dilma em 2010 foi irrigada com R$ 50 milhões em propinas.
 
 
L--- e seus cupinchas já se dizem vítimas e perseguidos dos cruéis capitalistas Norte-americanos, após a publicidade das investigações sobre o propinoduto, lá nos EUA.
 
 
O que os procuradores federais dos EUA divulgam é o que todo mundo já sabe: que L---  e o quadrilhão cometeram o maior roubo da história do Planeta.
 
L--- é o número 1, o chefe.
 
 



 


 *****

Documentos dos EUA detalham como Odebrecht atuou para pagar propina - Empresa fechou acordo de leniência com EUA, Suíça e Brasil; construtora admitiu, segundo departamento americano, R$ 788 milhões em propina em 12 países.