Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Prejuízos e prejudicados

 
 
 
Li, ontem, uma reportagem que falava sobre as contas "do Governo"  (AS NOSSAS CONTAS!) que insistem em não fechar. 
 
 
O título da reportagem é  "CORRENDO ATRÁS DO PREZUÍZO" , com o subtítulo 'Com rombo de R$18 bi previsto para este ano, FAT vai cobrar empréstimos cedidos ao BNDES' . 
 
 
Vários artigos comentam a NOSSA crise de maneira aleatória, como se isso fosse responsabilidade de TODOS nós.   Realmente, a responsabilidade é do brasileiro, mas daquele que votou nos mafiosos que tomaram conta do país, sem ter competência e sem ter caráter,  mas me tirem desse bolo 'bolorento', porque nunca votaria num meliante, desconhecendo as consequências futuras da minha estupidez.
 
 
Afinal, quem é que está correndo atrás do prejuízo,
como disse o artigo em seu título.
Os que prejudicaram ou os prejudicados? 
 
 
Uns prejudicam porque sabem que existe quem corra atrás do prejuízo que eles promovem e sofra por sua deslealdade e imoralidade.  Sabem que podem roubar à vontade porque sempre haverá quem pague por sua falta de vergonha  na cara.  E, pior ainda,  votarão neles de novo.  Ô povinho que merece a crise que está enfrentando... pena que obrigam todos a enfrentar a crise de que são coniventes, inclusive quem não é tão otário  quanto eles .
 
 
 
 
NOTA: Se comenta a atual situação caótica do país como se fosse alguma coisa nova e inesperada, quando na época em que o mais incompetente larápio que o país já conheceu  ficavam todos de boca fechada e não avisavam os menos esclarecidos.  Talvez por medo de ter que enfrentar a opinião da maioria dos brasileiros que viviam uma realidade inexistente.