Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

EU NEGO, um chavão




EU NEGO  
se tornou um  chavão no meio político, 
já muito desgastado. 


Chavão significa uma ideia, uma frase ou pensamento que já está desgastado, que foi muito utilizado e que é considerado "lugar-comum". 


É um  clichê, uma  frase repetitiva e sem originalidade; expressão conhecida por muitas pessoas cujo conteúdo é banal; lugar-comum.

No meio de fatos e fotos que comprovam o inegável, os advogados  de defesa dos parlamentares sempre acham uma brecha nas leis, feitas para isso mesmo, que exigem  uma comprovação inexistente, deixando os culpados isentos de punição.  Mal sabem eles que a verdadeira punição pode ocorrer nas urnas.  



Ontem foram apreendidas diversas malas e caixas cheias de dinheiro num apartamento cedido (emprestado) ao ex Ministro Gedel Vieira Lima (PMDB-BA) para guardar SEUS (?) PERTENCES.  Gedel Vieira Lima, que já está sem prisão domiciliar, foi Ministro da Integração Nacional no governo Lula. 


Os eleitores são tratados como os otários 

que existem apenas para 

sustentar quem não merece sobreviver.



OBS,: Vamos aguardar para saber o que dirá a defesa de Gedel.