Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 20 de setembro de 2016

A estrela já não brilha mais - Ricardo Noblat

PT abandona o vermelho

e esconde a estrela

 
                                    
 

Bons tempos para o PT (que chegou como o Partido dos Trabalhadores e acabou como o Partido da Trapaça) aqueles onde o partido, movido a orgulho e empáfia, exibia sem medo o vermelho como sua cor oficial e plantava estrelas por toda parte – até mesmo nos jardins do Palácio da Alvorada tão logo L--- passou a ocupá-lo por oito anos a partir de janeiro de 2003.

A estrela vermelha decorou até roupa de banho da primeira dama, dona Marisa, que hoje prefere fazer as unhas no seu apartamento de São Bernardo do Campo, em São Paulo, para não correr o risco de ser destratada por aí. Pela mesma razão, L--- só discursa para plateias amigas e só viaja em jatinhos alugados por correligionários.

Há candidatos do PT a prefeito nas próximas eleições que trocaram o vermelho pelo azul, empenhados em disfarçar sua filiação partidária. E há outros que, além de abandonarem o vermelho, diminuíram o tamanho da estrela do PT no seu material de propaganda.

Sob o anódino slogan “É mais São Paulo. É diferente”, Fernando Haddad, o prefeito de São Paulo, candidato à reeleição, reduziu a um tamanho insignificante a estrela do PT, escondendo-a dentro do número 13 em seus cartazes de campanha. Foi obrigado pela direção do partido a refazer os cartazes e a dar mais espaço à estrela.

Maus tempos para o PT são esses onde o partido envergonhado tenta se disfarçar para conseguir eleger seus candidatos. Ou para não perder de muito.


Pelo jeito, o 13 deu azar até para o partido !