Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 15 de julho de 2016

VOCÊ SERÁ EU


TODOS OS PARLAMENTARES SABEM QUE
SEU DIA VAI CHEGAR
- embora a prisão tenha que aguardar -
 
A MISTUREBA:
"Aval para candidatura de Maia foi de  PCdoB e Lula a Aécio e Temer"
 
"A candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara dos Deputados começou a ser construída após um pacto entre PSDB e PCdoB, envolveu o ex-presidente Luiz Inácio da Silva e se tornou favorita e obteve vitória graças à atuação do senador Aécio Neves (PSDB-MG). O ponto de partida foi o temor de que o Centrão, bloco aliado ao ex-presidente da Casa Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se consolidasse como força majoritária, o que levaria ao isolamento da antiga e da nova oposição ao Planalto.
 
 VOCÊ ESTARÁ NO MEU LUGAR AMANHÃ
O primeiro capítulo da narrativa ocorreu no apartamento de Maia no Rio, poucos dias depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) afastar Cunha do comando da Câmara, em maio. Os deputados paulistas Carlos Sampaio (PSDB) e Orlando Silva (PCdoB) estavam na cidade e decidiram se encontrar com o democrata. A conversa convergiu para a formação de um "conceito":
o que dividia a Câmara
não era a esquerda nem a direita,
mas Cunha.
...
Surgiu um imprevisto. A aproximação entre Maia e o PT foi vazada pelo jornal O Estado de S. Paulo. O PT, então, aderiu à candidatura de Marcelo Castro (PMDB-PI), ex-ministro de Dilma Rousseff e contrário ao impeachment. "
 
...