Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

domingo, 11 de junho de 2017

Direitos Humanos, sim. Abusos, não!

 
Direitos humanos são os direitos básicos de  TODOS  os  seres humanos. São direitos civis e políticos (exemplos: direitos à vida, à propriedade privada, liberdade de pensamento, de expressão, de crença, igualdade formal, ou seja, de todos perante a lei, direitos à nacionalidade, de participar do governo do seu Estado, podendo votar e ser votado, entre outros, fundamentados no valor liberdade); direitos econômicos, sociais e culturais (exemplos: direitos ao trabalho, à educação, à saúde, à previdência social, à moradia, à distribuição de renda (1), entre outros, fundamentados no valor igualdade de oportunidades - (2)); direitos difusos e coletivos (exemplos: direito à paz (3), direito ao progresso (4), autodeterminação dos povos, direito ambiental (5), direitos do consumidor, inclusão digital, entre outros, fundamentados no valor fraternidade  (6) ).  

 
 
"TODOS os seres humanos nascem livres e iguais
em dignidade e em direitos.
Dotados de razão e de consciência ,
devem agir uns para com os outros
em espírito de fraternidade." 
 
Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas
 
 
(1) Sem contar com a inexistência dos direitos ao trabalho, à educação, à saúde,  a distribuição de renda deveria acontecer aumentando a renda de quem ganha menos, e não diminuindo a renda de quem ganha mais, como foi feito no intuito ERRADO   de igualar os rendimentos.  Ou seja: o governo não aumentou a renda de quem se tornou seu dependente,  o que  aumentou foi a quantidade de POBRES. O POBRE continuou a ser POBRE e o rico ficou POBRE também. 
 
 


(2) -
igualdade de oportunidades:  
as universidades públicas  deverão dar  20% (vinte por cento) APENAS aos estudantes  das redes públicas de ensino e aos negros (agora chamados de afrodescendentes, como se  tal  palavra  fosse denominação típica à classificação racial que já vem sendo usada há anos e nunca foi vista como preconceituosa).  
 
(3) - Se os Direitos Humanos exigem e pregam o  'direito à paz', as arruaças provocadas por vândalos, ao "EXIGIR" seus direitos, não deveriam existir.
 
 
(4) - direito ao progresso: o progresso seria direito de todos, não o regresso.
 
 
(5) - Direito ambiental?  Que significado teria isso com a Amazônia sendo reduzida a cada dia que passa?  Seria direito de jogar papel e outras coisas pelo chão, sujar as ruas da cidade ?
 
 
(6) Os direitos humanos falam em fraternidade, mas os brasileiros vêm esse direito  como se isso fosse  proporcionado apenas   aos mais dependentes 'trabalhadores', como se a classe média não se esforçasse para chegar onde chegou. Para quem o governo fez questão de passar a ideia de serem vistos como eternos inimigos dos trabalhadores, não se exige que a fraternidade  exista.
 
 
OBJETIVO PETISTA: Dividir a sociedade, colocando uns contra os outros, convencer os "pobres coitados" de serem assim por culpa de quem tem maior poder aquisitivo, tornando a sociedade cada vez mais frágil e mais fácil de direcionar. 
 
 
Detalhe hilário: Quem é da  classe média é vista como sendo A ELITE, mesmo não  sendo.  Parlamentares e ex-presidentes, políticos em geral, é que são a verdadeira elite, por contarem com altíssimos salários e diversas  vantagens, sem precisar ter o mínimo de estudo.  Uma das 'grandes vantagens' dadas a os políticos é poder roubar sem punição.
 
 
Quanto mais frágil uma sociedade,
mais fácil é levá-la para onde for necessário. 
Necessário aos interesses da verdadeira elite,
não do povo.
 

Sou contra o tipo de direito humano imposto no Brasil, pois deixou todos nós nas mãos de bandidos que se 'penduram' em direitos que nem deveriam ter, crescendo  cada vez mais e tomando conta das nossas  cidades. 
 
 
 
NOTÍCIA:  Em Tocantins, bandidos queimaram carros, explodiram a caixa eletrônica de um banco e assustaram a população com um tiroteio acirrado. NINGUÉM FOI PUNIDO.
 
 
ESTAMOS VIVENDO UMA SITUAÇÃO DE
 
INVERSÃO DE VALORES