Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A PEC 241 e os brasileiros


VAMOS CORTAR A INDECÊNCIA!



 José Marcio Camargo / André Gamerman
 
A Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno a proposta de emenda constitucional (PEC) 241. Esta é, possivelmente, a legislação mais importante, do ponto de vista econômico, desde o Plano Real. É a primeira vez que haverá um limite para o crescimento dos gastos do governo federal. 
A PEC tem dois objetivos: estabelecer um teto para o crescimento dos gastos primários do governo federal e alterar o indexador dos gastos mínimos com saúde e educação.
... 
A PEC não congela os gastos reais com saúde e educação. Ela estipula que, para aumentá-los, será necessário diminuir os gastos reais em outros itens do Orçamento. Este mecanismo evita que os aumentos de gastos do governo sejam financiados ou via aumento de impostos, ou via aumento de dívida pública ou via aceleração da taxa de inflação.
...
O teto está definido.  Resta escolher como gastar.
 
A PEC não está errada.  Se tem qualquer erro, ele foi criado por quem criou a péssima situação em que os brasileiros se encontram.
Pior ainda é termos que pagar pelo que não fizemos ou não consumimos.  É pagar pelos erros e pelas falcatruas dos outros, como daqueles representantes políticos que me são impostos pela ignorância.
Vamos economizar?  Então vamos também cortar todas as mordomias políticas que existem em nosso brasil dito varonil.  Vamos cortar os salários extremamente altos dessa politicalha que só 'trabalha' em causa própria, suas  exorbitantes mordomias.
 
Talvez o brasileiro não saiba bem o que é melhor para ele.
E nem saiba exatamente quem fez o pior.