Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 8 de outubro de 2016

Como comecei a abominar o ex-presidente:



Nem me interessava por política até nosso 'pimpolho' me dar de presente um livro com as entrevistas e discursos do metalúrgico que se tornou presidente da República.  
 
Coloquei, na íntegra, o referido livro, no blog que chamei de LULA AO AVESSO (http://lula-ao-avesso.blogspot.com.br/)
 
NOTA: Nosso 'pimpolho' saiu do PT (há muito tempo) e foi para o PSOL, da mesma maneira que saiu do Brasil e foi para a Alemanha. Atualmente está com 31 anos sem nunca ter trabalhado, embora seja um grande defensor dos trabalhadores.  É como se, para ele,  trabalhar fosse elogiável ... mas só serviria para os outros (para nós, inclusive, que o sustentamos até hoje).   Parece que trabalhar seria apenas um sacrifício ao invés de ser a única forma de o indivíduo se manter (com o orgulho de não depender de ninguém) até porque tem quem o mantenha (o pai, não eu) !
 
Após ler o livro, lançado quando (e porque) estava sendo lançado o PT, fiquei curiosa quanto ao comportamento e ao caráter do que se tornou nosso futuro presidente da República. Com a curiosidade, acabei lendo vários livros sobre o citado sujeito.   Detalhe: nem termino a leitura de livros tendenciosos, Prefiro saber apenas dos fatos para tirar minhas próprias conclusões.
 
Descobri, então, quem era, na verdade, o verborrágico metalúrgico. Se a intenção de nosso 'pupilo' era me ter ao lado em sua luta política, 'se ferrou', pois aconteceu exatamente o contrário, pois foi aí que passei a detestar o homem perigoso que sempre enganou o povo brasileiro, em sua capacidade de fazer todos acreditarem que verde e amarelo é vermelho.
 
 
OBS.: Estava começando o Colégio Pedro II, quando surgiu minha primeira curiosidade política. Via as pessoas da minha família admirando o mesmo Getúlio que era tão detestado e criticado por outros. Também com a ajuda de diversos livros, pude formar minha opinião.  Hoje vejo Getúlio de uma forma que ele nunca foi visto por minha família.