Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Governo não é babá


O teto para o congelamento dos gastos governamentais
ameaçam saúde e educação?
 

Uma das principais críticas à aprovação de uma PEC mais do que necessária para travar um pouco a gantança polÍtica' é que, ao congelar os gastos, o texto paralisa também os valores repassados às áreas de saúde e educação, além do aplicado em políticas sociais. “ ...a regra começa a valer em 2018, usando o parâmetro de 2017.  

Dizem os críticos, que não aceitam teto nos gastos governamentais, que “tais restrições prejudicariam a qualidade e o alcance da educação e da saúde no país. “ Até parece que está sendo feita alguma coisa pela saúde e pela educação do brasileiro. Quanta hipocrisia!  Sugestão aos parlamentares contrários ao teto: doem à educação e à saúde parte de seus ganhos (salários mais outras 'coisitas' mais)

Caso o país não tivesse chegado ao ponto que chegou
essa restrição nem seria cogitada!


nNão entendo do assunto tanto quanto o professor de economia da Unicamp Pedro Rossi, que acha que essas mudanças afetam sobretudo os mais pobres.  Mas não soube de nenhum comentário feito por ele  na época em que o dinheiro da União era escandalosamente desviado. Torno a repetir, se o Brasil não tivesse chegado ao fundo do poço, como chegou graças ao petismo, essa PEC que limita os gastos públicos não  existiria.
 
"A população pobre, que depende mais da seguridade social, da saúde, da educação, vai ser prejudicada. A PEC é o plano de desmonte do gasto social. Vamos ter que reduzir brutalmente os serviços sociais, o que vai jogar o Brasil numa permanente desigualdade." 
 
Também disse a professora da PUC-SP Cristina Helena de Mello   "é inadequado colocar um teto para os gastos com saúde, porque não dá para prever como os atendimentos vão crescer. 

 
INADEQUEADO É TER FILHO SEM TER RESPONSABILIDADE. A FALTA DE RESPONSABILIDADE  LEVA O INDIVÍDUO A NEM PERCEBER SUA FALTA DE CONDIÇÕES PARA MANTER SUA PROLE DIGNAMENTE (?)  SE NÃO HOUVESSE IRRESPONSABILIDADE, A MISÉRIA NÃO ESTARIA SE ALASTRANDO TANTO.

UÉ! O PRESIDENTE POPULISTA NÃO GARANTIU QUE ACABARIA COM A MISÉRIA?
 

Ela  disse ainda> "Você pode ter movimentos migratórios intensos, aumento da violência e das emergências, aumento dos nascimentos. Vai ter hospital superlotado, com dificuldade para atender." E disse mais: com a PEC, o acesso das próximas gerações a esses serviços públicos fica comprometido: "estamos prejudicando vidas inteiras" Até parece  que o PT  não teria tido tempo suficiente (e teve tempo mais do que suficiente) para resolver um problema que vem aumentando dia a dia. SEM CONTAR QUE  L. DISSE QUE ACABARIA COM A MISÉRIA. SÓ SE FOR A DE SEUS FILHOS E APANIGUADOS.        
 
 
Isso sem levar em conta os comentários feitos por outros professores. Pelo jeito eles são todos contrários à PEC, mas são favoráveis aos desvios que se instituiram no país. 
 

O Planalto respondeu dizendo que
o limite será igual para todos os poderes.
Pois passe a comprar a barriga dos parlamentares
com sandíches e não com lautos jantares  ou almoços,

PORQUE SOMOs NÓS QUE PAGAMOS.

E  ainda seremos obrigados a fazer economia depois.     


O que vem acontecendo é o que só acontece no nosso Brasil tão varonil: GOVERNO POSA DE BABÁ. MAS SÓ POSA!  Bolsas e mais bolsas iriam para os mais necessitados, vários sistemas que supostamemte defendiam e iludiam os mais pobres.  Mas sua saúde e sua educação, sempre estiveram em segundo plano.  Será que os mais necessitados não perceberam isso,  já que nem mesmo professores perceberam ?
 
E LEMBREM-SE:
GOVERNO NÃO É BABÁ DE NINGUÉM
 
CHEGA DE TER FILHOS ÀS CUSTAS DOS OUTROS !