Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 29 de abril de 2017

Ignorância nos meios de comunicação

 

Carcaças de ônibus queimados durante protesto(?) permanecem na rua, na Lapa

Faixas de acesso ao Aterro estão fechadas para a limpeza, e pedestres aproveitam para tirar fotos

 

 
 
Onde já se viu chamar terrorismo ou vandalismo de protesto? As pessoas até poderiam expor sua ignorância, mas é imperdoável que isso seja feito por um meio de comunicação. É imperdoável que sejam  divulgadas noções erradas.
 
 
Também existe no artigo um crítica velada pelas carcaças largadas pelas OTORIDADES, inexistentes e ausentes, é verdade.   Mas não existe uma crítica a quem provocou tanto acinte, sem contar que, na reportagem,  os vândalos são chamados,  erroneamente,  de manifestantes. 
 
 
São notícias que visam quebrar nossos valores e fazer sua inversão?  Ou se trata da ignorância colocada em jornais?
 
 
 
Para consertar a ignorância dos jornais, vejamos o que significa cada uma dessas coisas:
 

Protesto:

Um protesto é caracterizado pelo ato de protestar, ou seja, fazer uma reclamação em relação a algo; uma ação ou resultado de reclamar sobre alguma coisa. Exemplo: "A família protestou contra o atendimento do restaurante". 
 
Os protestos podem ter inúmeros motivos, sejam de interesses pessoais ou coletivos, envolvendo um ou vários grupos sociais. Também podem se manifestar de diversos modos: buzinaços, palenaços, caminhadas e marchas pelas ruas das cidades com cartazes, por exemplo. 

 Vandalismo:
É a devastação própria dos ataques prepetrados pelos antigos vândalos; ato que procura deliberadamente destruir ou danificar a propriedade alheia, pública ou privada;  destruição  de patrimônio que a sociedade valoriza pela sua importância cultural, histórica, etc.  
Poderia também ser chamado de SELVAGERIA.