Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Política e politicagem


Comentário feito pelo blog O Antagonista  - http://www.oantagonista.com/posts/pt-x-pt?utm_medium=email&utm_campaign=BD-Antagonista-2016-08-12&utm_content=BD-Antagonista-2016-08-12+CID_094c115d02f22a88143e22ae1da82307&utm_source=Email%20Antagonista&utm_term=leia%20na%20ntegra

 

PT X PT    

Olhem só que curioso: dentro do PT, Rui Falcão é considerado de "direita", por querer conviver com Michel Temer...
 
Os que são considerados esquerdistas, como Tarso Genro, mesmo querem que o partido seja mais "ousado". Traduzindo: que passe a infernizar o governo de todas as formas.
 
A discussão é bizantina: o PT vai ser reduzido à insignificância nas eleições municipais e, em seguida, extinto pelo TSE, se tudo der certo.


Alguns petistas parecem ignorar a verdadeira imagem dos políticos que se engalfinham apenas na frente da população, para fingirem que são o que nunca foram.  Fora isso, ser contra um governo não faz o país melhorar.  A união de todos (esquerda,  direita e seja lá o que for) pode ajudar, desde que essa união não seja apenas uma falsidade criada  apenas visando os próprios interesses escusos, mas a melhora do nosso país .

A falsidade é percebida na hora em que essa politicalha escolhe todas as mordomias que lhes são oferecidas (por eles mesmos) e vivem num mundo inteiramente à parte, discriminando as pessoas que lhes dão votos.

Sem contar que vão à sua cidade, "visitar" seus eleitores e falsamente saber quais suas necessidades apenas na hora que precisam de votos.  Não foi à toa que passei a detestar a palavra voto, não dando o meu a ninguém, a não ser quando preciso dá-lo para ir contra algum deles.


Culpado de tudo o que acontece é quem vota.