Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

domingo, 23 de agosto de 2015

DE NOVO NAS RUAS, PARA FRAGILIZAR QUEM DEVE ...


... FICAR CADA VEZ MAIS  FRAGILIZADO !

 
Atualidade e inversão de valores:
 
- Os que eram considerados proletários, por terem condições materiais mais fracas, passaram a mandar em nosso país;
 
- Hoje vemos imagens e elogios hipócritas quando um  policial mata um traficante, mas não vemos o mesmo cho-ro-rô, nem  a mídia se mostra comovida,  quando é um traficante que assassina um policial. Os traficantes passaram a ser vistos como 'pobres coitados',  levados ao crime por causa de uma sociedade... "preconceituosa". Tadinhos dos traficantes !
 
- Todos os crimes cometidos atualmente não são culpa dos criminosos mas  da "zelite"  que serve apenas para 'deteriorar' a sociedade, embora muitos tenham trabalhado e se esforçado para chegar onde chegaram, como é meu caso e de muita gente que conheço, como é o caso de um cardiologista que além  de negro, é filho de um casal sem grandes recursos, cuja mãe lavava e passava roupas para sobreviver;
 
- Um professor não pode mais mostrar suas normas a seus alunos, que passaram a mandar na escola.  As   normas, agora, os alunos é que fazem.
 
 
Na primeira página de um jornal de hoje:
 
- Novela:  Mais uma favela no horário nobre
 
- Aquarius: A Festa dos Ritmos:  Ontem, ao comemorar mais um aniversário de um jornal e TV, tivemos a mistura de música clássica com samba da Mangueira, quando o funk  serviu para embalar a platéia que se deixou contaminar.  Contaminar porquê: mesmo os que foram lá apenas para ouvir música clássica  se deixaram empolgar pelo momento e aderiram ao funk, embora não seja seu ritmo favorito.
 
 
Dizem que algumas favelas se transformaram em verdadeiras cidades.  Nelas há supermercados ou mercadinhos, caixas-eletrônicas, academias e outros que tais.  Parece que nas favelas só não existe educação e hospitais decentes ou médicos para cuidarem da saúde de seus habitantes, principalmente da saúde mental de quem  ainda escolhe nas urnas os seus candidatos calhordas
 
Embora, como disse antes, considere a Intervenção Militar a única maneira de nos livrarmos dessa vergonhosa corja que se  instalou em Brasília, sugiro que mesmo não sendo a favor de uma intervenção militar, que vá às ruas ao menos pelo objetivo  de fragilizar ainda mais um partido que já está partido há muito tempo.  Quanto a interveção tão esperada por alguns, infelizmente não acredito que ela possa ocorrer. 
 
 

PORTANTO, VAMOS ÀS RUAS NO DIA 07 DE SETEMBRO.