Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

NUNCA HOUVE PETROLÃO, ...

 
... da mesma forma nunca houve um mensalão,
nem  "O Zé nunca foi dinheirista', como afirmou seu advogado.

O que significaria ser dinheirista?
Presumo que seja o mesmo que ser direitista, pois quem tem esse enorme defeito gosta é de dinheiro.
 
 


Para não haver maiores 'enganos', ser direitista significa ter uma 'posição político-ideológica de direita'. 
 
No caso do esquerdista  José Dirceu, ou outros esquerdistas como aquele ex-metalúrgico que se tornou presidente da república, ou de uma antiga terrorista(?), que, derrepentemente, se tornou a nossa PresidentA,   ser de esquerda é pensar como se fosse de esquerda, embora todos eles vivam como se fossem de direita, mas apenas por um grande sacfificio, causado pelos cargos que ocuparam.

Talvez para compensar tanto sacrifício, os esquerdistas que foram obrigados a levar uma vida direitista deixaram a pobreza prá lá, embora sempre fizessem de conta que tirar o pobre da pobreza sempre fosse seus únicos objetivos.
 
Ser de esquerda, significa  ouvir o clamor popular, mesmo vivendo nababescamente?
É fácil ou torturante ser de esquerda,
vivendo como de direita?


 
NADA MELHOR DO QUE SER FALSO OU HIPÓCRITA
E DIZER APENAS O QUE O POVO DESEJA OUVIR...
enquanto ele  aceitar ser tapeado.
 
 
Para aceitar a desprezível opinião de uma direitista, basta comparar
as fotos acima.
  
 

 
CONSIDERAÇÕES QUE NÃO INTERESAM A  NINGUÉM: sou uma  direitista que nunca se interessou por dinheiro!  Será que sou de esquerda e não sabia?   E será que nunca dei importância ao dinheiro porque ele nunca faltou e  a sorte ajudou?  Foi sorte ou capacidade?  Devo dar   importância à sorte ou à capacidade?