Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 10 de abril de 2015

“Dia da Abdicação"


  Recebido por email

Política & Cia.

 

Dilma abdica -


 
7 de abril é conhecido no calendário histórico brasileiro como o “Dia da Abdicação”.
 
Com efeito, neste dia, em 1831, D. Pedro I, depois de enfrentar vários meses de angustiantes protestos, como a famosa “noite das garrafadas”, decide abdicar o trono em favor de seu primogênito, Pedro de Alcântara, depois D. Pedro II.
 
No mesmo dia 7, o ex-imperador embarcou no navio inglês Warspite, deixando para sempre o Brasil. Ontem, também num 7 de abril, a presidente Dilma repetiu o gesto abdicatório, entregando o comando político do governo ao vice-presidente da República. Ao que se tem notícia, diferentemente de D. Pedro, não embarcou para lugar algum. Continua, pois, em solo pátrio´

*****
 
 



Vamos lá, dona PresidentA. É sua hora de alterar o dia da abdicação,  uma grande alteração que só seu partido de trapaceiros teria capacidade de fazer. Que tal abdicar no  dia 13, depois que todos saírem às ruas no domingo dia 12 de abril para demonstrarem o desagrado por seus desmandos e de seu partido ?