Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 20 de abril de 2015

"Eu não sei de nada", pois sou incompetente.


Eu não sei de nada se tornou uma frase repetiva no PT- um Partido de Trapaceiros.  Em diversos artigos esse Eu não sei de nada  tornou-se motivo de achincalhe.


De tão repetitivo, esse  "eu não sei de nada"  deixou de ser uma forma de auto-defesa muito usada por nosso mentiroso e trapaceiro ex-presidente da república  ao ponto de se transformar num verdadeiro slogan partidário. 


Foi uma justificativa, bamba é verdade,  que se espalhou por Brasília, até que diversos políticos passaram a usar, na tentativa de passar aos ignóbeis eleitores que toda safadeza podia ocorrer logo abaixo de seus olhos, pois eles jamais enxergariam qualquer tramóia. 
 

Isso me lembra o caso contado pelo meu oculista: Ele havia feito uma cirurgia para tirar a catarata de uma senhora.  Ao enxergar, como não enxergava antes, ela levou um grande susto e disse para seu marido:  "Como você está velho!"    Ou seja, ele envelheceu, criou rugas e ela não via nada do que acontecia.   Imaginem qual terá sido a reação dela ao se olhar no espelho!


Para os eleitores de um modo geral o  "eu não sei de nada"  pode demonstrar uma tremenda honestidade.  Mas, para outros, isso não passará de uma enorme INCOMPETÊNCIA.