Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 19 de abril de 2016

Gente "xinfrim" 1

Significado de Xinfrim: 

Que não tem nenhum valor; que nada significa; pessoa que não vale nada, que provoca ou desperta o riso ou o escárnio; irrisório; de pouco valor; insignificante; pessoa ou coisa ridícula.

 

Fabiana Maranhão

O PSC vai entrar com uma representação por quebra de decoro parlamentar contra Jean Wyllys (PSOL-RJ), informou nesta segunda-feira (18) o deputado Jair Bolsonaro (RJ). Ontem, Wyllys cuspiu em direção a Bolsonaro no plenário da Câmara durante a votação do impeachment. O requerimento será entregue à Mesa Diretora da Casa, que vai encaminhar para análise do Conselho de Ética. Condenação por quebra de decoro pode levar à cassação do mandato.

No domingo,
Wyllys disse que realmente cuspiu em direção a seu colega e declarou que faria de novo. O deputado afirmou que foi xingado por Bolsonaro durante a votação do pedido de abertura de processo de impeachment contra Dilma Rousseff."Na hora que eu fui votar, esse canalha decidiu me insultar na saída e tentar agarrar meu braço; ele ou alguém que estivesse perto dele. Quando eu vi o insulto, eu devolvi com um cuspe na cara dele, que é o que ele merece", disse ontem.

Questionado hoje pela reportagem do UOL sobre a acusação feita por Wyllys, Bolsonaro disse que estava a "dois metros e meio de distância" do deputado. Segundo ele, a única coisa que falou para o deputado foi "tchau, querida", como também afirmou, de acordo com ele, a outros parlamentares que votaram contra o afastamento da presidente.

O UOL procurou Wyllys que, por meio de sua assessoria de imprensa, reafirmou que ele "reagiu a uma tentativa de agressão e a uma série de insultos". "Se ele [Bolsonaro] entrar com uma representação, terá dezenas de parlamentares que vão testemunhar no Conselho de Ética o que viram", informou a assessoria.

 

Há quem comente que  "o PT roubou, mas outros roubaram também", como se isso fosse uma grande justificativa.  A quem diz uma barbaridade como essa,  cabe a resposta:  Então, se alguém matou, você pode matar também.  Se alguém torturou você pode torturar também. Se alguém roubou, você pode roubar também.   POR CAUSA DOS ERROS ALHEIOS, VOCÊ SERÁ PERDOADO?


 
 
Os erros de uns não justificam os erros de outros.