Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 4 de maio de 2015

PALINDROMO




 
 
 
 
BLOG PALINDROMANIA
PALÍNDROMO DA SEMANA
 
 
 
  
 
​​​
Quem é o rato?  Quem é otário ?
 
 
 
A operação Lava Jato segue seu intenso e eficiente trabalho para apurar as malandragens com a qual a bandidagem petralha se valia para roubar o dinheiro da Petrobrás.
 
 
Segundo os procuradores da Operação, eles usaram todos os ardis possíveis e imagináveis (aliás, em depoimento à PF, o doleiro Alberto Youssef afirma que Dilma Rousseff e o “poderoso chefão” sabiam de todo o esquema do petrolão). Eu vou mais além, penso que o segundo foi o mentor de tudo). 
 
 
Ontem fomos informados de que o prejuízo da nossa Estatal, com a politização da mesma, realizada pelo “poderoso chefão”, monta a 21.6 bilhões de reais (cálculos para baixo, considerados fajutíssimos  pelos economistas brasileiros). 
 
 
Em qualquer outro país do mundo que se preze, político como o “poderoso chefão” já estaria na cadeia há muito tempo. Só a “Lava Jato” apurou roubo estimado em de 6,2 bilhões. E os métodos que utilizavam - descaradamente?
 
 
O tesoureiro do PT escalava a cunhada Marice Lima, antiga militante do PT, para receber por ele a propina encaminhada pelo doleiro Youssef (aliás, bem a propósito, recente pesquisa informa que eleitores de baixa escolaridade, que têm sido ouvidos, acreditam que o doleiro Alberto Youssef é parente da presidente Dilma Rousseff), entregue à porta do Diretório Nacional do partido e transferi-lo para conta da sua irmã, mulher do tesoureiro.
 
 
É claro que ela (após ver entrar toda aquela grana fácil) tirava também sua rama (porque ninguém é de ferro).
 
 
Enquanto isso falta dinheiro a nossa diplomacia, no exterior, para pagar até aluguel de imóveis. Uma vergonha. Depois só Deus sabe o que acontecia com as “doações” oferecidas pelos “caridosos” proprietários de construtoras.
 
 
Deus e o Vaca (logo-logo irá pro brejo), que um dia confessará: 
 
Haja panela! Abrs. RM
 

Para ver o novo palíndromo, clique no endereço: http://palindromagia.blogspot.com.br/
 
 
 
 
 
Nota: Não consegui achar mais nem a notícia que saiu no UOL, nem o que eu coloquei no FEICIBUQUI, porém nosso ex-presidente da República entrou com um processo na Justiça contra o Juiz Moro, alegando que ele teria se aproveitado de sua influência .   Vou procurar de novo para colocar o enderço aqui.