Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 29 de março de 2016

A PresidentA e seu antecessor


De tanto desejar a manutenção do poder a todo custo,
o feitiço virou contra o feiticeiro.
Não adianta Dilma esbravejar dizendo que não renunciará.
Ela simplesmente será chutada para fora do Palácio do Planalto.
(Patrícia Carvalho / Brasília)
 

A presidenta teve a chance de escrever uma carta-renúncia e sair ‘menos’ machucada, porém optou pelo pior caminho.
 
Será lembrada para sempre como a pior presidente da história do Brasil. Estará presente nos livros de história como a governante que ‘agasalhou’ um investigado dentro do governo.
 
Em um futuro próximo, Dilma será conhecida  como a “Presidente de Mentira”; a governante que representava as vontades maniqueístas de um homem tocado e consumido pelo poder […] enquanto L. será lembrado como o primeiro presidente ‘enjaulado’ na história desse país.  (*)
 
O povo já foi manipulado com Copas, bolsa família, PAC, Olimpíadas, enfim, o gigante acordou e resolveu entrar no campo da batalha. Somente os dois não perceberam que a casa caiu, o jogo acabou, o trem chegou no fim da linha […] ou, se perceberam, estão subestimando a inteligência dos poderes públicos e acham que poderão se safar da justiça.

Se Dilma tivesse um resquício de respeito às leis e amor à pátria, estaria redigindo, neste exato momento, sua CARTA RENÚNCIA.
 

Dilma e L.  poderiam aproveitar o momento pré-impeachment e deixar o país na calada da noite, numa espécie de auto-exílio. Ambos evitariam o risco de acabar atrás das grades.

L. poderia encher as malas de quinquilharias, medalhas, garrafas de vinho, pavões, esculturas de Aleijadinho, enfim, tudo aquilo que ele levou nos containeres retirados do Planalto. Ele poderia ter a ‘casa dos sonhos’ longe daqui […] mas preferiu enfrentar a justiça.

Pobre homem! Passará o pouco tempo que lhe resta atrás das grades!

Pobre mulher! Se deixou ser manipulada pelo pobre homem! 

(*) Espero que os livros de história apontem os presidentes do PT como os piores que o Brasil já teve.  Espero também que nenhum livro esqueça de deixar bem claro que Dilma Rousseff só se tornou presidentA por causa de seu antecessor que sempre garantia aos eleitores que nem a conheciam que jamais haveria presidente melhor do que ela.  E FOI GRAÇAS À CONFIANÇA QUE O POVO TINHA EM QUEM NÃO DEVIA  QUE ELA CONSEGUIU SE ELEGER .