Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 14 de março de 2016

FORA PT


Ontem, em várias cidades do país, muitos brasileiros foram às ruas mostrar seu descontentamento.
 
 
Eram diversos cartazes.  Uns apresentavam um 'FORA DILMA', outros apoiavam a Operação Lava Jato, e havia outros também pedindo a prisão do mentiroso e tapeador  ex-presidente que antecedeu Dilma e pediu que votassem nela, pois seria, segundo ele, a melhor presidente que o Brasil já teve.  Enquanto isso, sua máscara foi caindo e ela se mostrou a pior presidente que já o Brasil já teve.  Enquanto deixava aparecer as trapaças armadas (muito bem armadas!) de seu antecessor.
 
 
O PT  está se aproveitando da diversidade de pedidos que foram apresentados para provar, mentirosamente, como sempre, que a nossa indignação é apenas com a economia do país.
 
 
NÃO!  ERRADO!  Estamos indignados com a economia do país, sim, mas não é apenas isso.  O que pode ser visto nos vários pedidos que estavam sendo feitos é que todos estavam fartos de um PT fazendo um papel que nunca deveria ter sido dado a ele, que nasceu apenas para criticar e nunca administrar.
 
 
Quem é um verdadeiro coxinha (com X, Falcão! *) pensa além do seu bolso ... vazio,  oriundo da atual INCOMPETÊNCIA PETISTA e deseja mais que o simples  afastamento de nossa PresidentA.  DESEJAMOS O AFASTAMENTO DO PT.
 
 
* Falcão seria um pássaro que nasceu apenas para voar e caçar, mas nunca escrever corretamente.
 


 
FORA PT
 
Largue o osso,
porque seu tempo
a - ca - bou
(e não têm mais o que sugar)