Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 16 de março de 2015

A LUTA CONTINUA 2


 
Vamos continuar nossa luta
     pois ela ainda não acabou 
 
 
Embora o povo brasileiro mereça os parabéns pelo sucesso que teve ontem, na manifestação que uniu muitos no Brasil inteiro, e até mesmo no exterior, a nossa luta mal começou.  
 
Vale lembrar que Dilma Rousseff foi indicada como uma grande presidentA por seu antecessor, o maior mentiroso de todos os tempos, em quem  o povo sempre acreditou e, hoje, já percebeu o erro que cometeu ao acreditar em quem não devia e votar errado.  O povo, hoje, já sabe que foi apenas uma marionete usada para  os fins lucrativos de  um manipulador de multidões.
 
 Ao lotarmos as ruas para pedirmos a saída de Dilma Rousseff da Presidência, não estamos apenas pedindo sua saída.  Estamos, também, mostrando a insatisfação de um povo ludibriado e pedindo o afastamento ad infinitum de um partido enganador, o PT-Partido de Trambiqueiros que se 'aprochegou' como se fosse um partido de trabalhadores, o que nunca foi.  
 
 
A indisposição não se restringe apenas à presidentA Dilma.  Se indispõe contra as mentiras, contra a falsidade, contra a corrupção que o Partido de Trampolineiros institucionalizou desde que LI assumiu o cargo em 2002. 
 
O brasileiro quer ver afastado
o partido das trapaças.
 
 
 
Com medo do que pode acontecer futuramente, os dois petistas da foto acima, se calaram e nada disseram sobre a manifestação que levou tanta  gente às ruas brasileiras, contrários ao partido deles.  O despespero se tornou tão retirante quanto o ex-presidente que o representa, crente que a memória do brasileiro sofrerá de um Mal de  Alzeimer quando a eles, falsamente, se dirigir.