Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

quarta-feira, 25 de março de 2015

LEGADO

 Lula sobe o tom e cobra de Dilma mudanças no governo
 
 
 


Parece que o relacionamento entre o ex-presidente e a atual presidentA está passando por uma fase um tanto desgastada. Segundo uma pesquisa, o Partido de Trapaceiros teria perdido sua credibilidade, o que, provavelmente, ficará ainda pior depois que os 'trabalhadô' ficarem cada vez mais sem dinheiro e sem as supostas vantagens.

"Segundo a coluna de Raymundo Costa, do jornal Valor Econômico, enquanto estavam a sós, L--- teria elevado a voz para Dilma mais de uma vez - e as pessoas que aguardavam para a reunião que ocorreria logo em seguida teriam ouvido tudo."     
   
                   "L--- teria falado também sobre a necessidade de mudanças na equipe política,
incluindo substituir Aloizio Mercadante na Casa Civil por Jaques Wagner, atual ministro da Defesa. O ex-presidente também teria cobrado a designação de um papel especial para
o vice-presidente Michel Temer, do PMDB." 
(Raymundo Costa)
 

A atual presidentA,  indicada e escolhida pelo ex-presidente  LI vê , com otimismo, a imbecilidade do eleitor nacional, facilmente tapeado com mais pão. 
 

O ex-presidente estaria preocupado com  a possibilidade de tradicionais aliados do Partido de Trapaceiros debandarem para outros lados, caso não  haja uma mudança significativa no 'projeto' petista.  Embora, na verdade, ele esteja preocupado é com sua imagem.  

 
                          VOTEM NA FOME, OU NO
Partido das Trapaças.