Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 13 de março de 2015

Inversão


Deputados tentam pôr Janot no alvo da CPI 
 
"Numa tentativa de proteger o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ),
e outros políticos acusados de corrupção,
parlamentares da CPI da Petrobras
tentam agora botar o Ministério Público Federal no centro das apurações.
O grupo quer desqualificar o procurador-geral da República,
Rodrigo Janot, e inverter os papéis."

Artigo completo:
 
 
Até parece que todos são muito solidários.  Mas não são.  A verdadeira intenção, na tentativa de  inverter - ESCANDALOSAMENTE ! - os papéis,  é salvar a própria pele.

 
No desespero, agora vemos um Congresso (o puteiro nacional) voltar-se contra o pouco confiável Procurador-geral da  República das bananas, Rodrigo Janot.
 
 
Vamos 'tirar as bananas de um lugar que nunca foi seu'?
 
 

Artigo de MERVAL PEREIRA sobre o assunto escabroso :
 
Congresso contra Executivo
"As ameaças que os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, estão fazendo ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, são repetições da estratégia que já foi adotada pelo senador Fernando Collor, que também está na lista de investigados, contra o antecessor de Janot, Roberto Gurgel.
 
Desqualificar o procurador é uma DEFESA  BARATA,
 e ameaçar boicotar sua eventual candidatura à recondução ao cargo  e até mesmo
usar os poderes do Senado para destituí-lo  são um abuso de poder
em causa parópria que não pode ter o a poio da sociedade."