Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

domingo, 22 de março de 2015

Morte da Arrogância



Para analistas, L--- é movido por vaidade e apreensão

Ex-presidente teria receio

sobre como sua imagem vai passar para a história

 
 
 
Sem o ex-presidente tinha receio no caso do mensalão, que não deu em nada, como será o seu receito no caso da PETROBRÁS.  Pode ser que este último escândalo também não dê em nada, mas a figura de L--- com certeza sairá chamuscada.
 
O Globo  -

Um misto de preocupação eleitoral e vaidade é apontado por especialistas em comunicação e ciência política como o pano de fundo das mais recentes movimentações do ex-presidente L--- I----- L--- da Silva — a suposta tentativa de adiar o julgamento do mensalão e o trabalho nos bastidores para viabilizar a CPI do Cachoeira. 

Para o professor de Comunicação Política da Universidade Federal de São Carlos, Fernando Antônio Azevedo, L--- e o PT já deram demonstrações de que estão apreensivos com o risco político que representa o julgamento do processo pelo Supremo Tribunal Federal às vésperas da eleição municipal. 

— Como foi um grande escândalo político (o Petrolão é bem maior), quando o julgamento começar certamente será o foco de toda a mídia. Em ano eleitoral, ele vai reavivar na memória do eleitor todo aquele processo que teve o PT como principal envolvido há sete anos — afirmou o Azevedo.  Caso ele não tenha morrido até a campanha de 2018, talvez ele nem queira se candidatar mais, para evitar possíveis e insuportáveis frustrações. 

Na cruzada empreendida por L--- a favor da CPI, o cientista político e professor da Universidade de Brasília, David Fleischer, vê motivações pessoais, além de políticas. 

L--- tem preocupação sobre como será tratado pela história (agora já sabe!). Como será lembrado o seu primeiro governo com o escândalo do mensalão. Não tenho dúvida que há muita vaidade e zelo pela própria imagem nesse processo todo —afirmou Fleischer. 

Para Fleischer, o ex-presidente viu na CPI a possibilidade desgastar a oposição, ao expor as ligações de políticos como o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) e do governador Marconi Perillo (PSDB) com Cachoeira. Com isso, ele quer desconstruir a tese de que o PT é o único partido envolvido em escândalos e ainda acertaria as contas com Perillo. 

— O --- odeia o Perillo, porque foi o tucano, que, na época do mensalão, tornou público que havia alertado L---. Até hoje, o ex-presidente sustenta que só soube do fato pelos jornais.  

Para Azevedo, o julgamento levou L--- e o PT a estimular a CPI. 

— A impressão que dá é que, quando eles perceberam que o mensalão seria mesmo julgado neste ano, a CPI surgiu como um instrumento para dividir a atenção da mídia.

*****

Os Escandalos do PT :


* Caso Pinheiro Landim; * Caso Celso Daniel; * Caso Toninho do PT; * Escândalo dos Grampos Contra Políticos da Bahia; * Escândalo do Propinoduto (também conhecido como Caso Rodrigo Silveirinha);* CPI do Banestado; * Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MST]; * Escândalo da Suposta Ligação do PT com a FARC; * Escândalo dos Gastos Públicos dos Ministros; * Irregularidades do Fome Zero; * Escândalo do DNIT (envolvendo os ministros Anderson Adauto e Sérgio Pimentel); * Escândalo do Ministério do Trabalho* Licitação Para a Compra de Gêneros Básicos; * Caso Agnelo Queiroz (O ministro recebeu diárias do COB para os Jogos Panamericanos); * Escândalo do Ministério dos Esportes (Uso da estrutura do ministério para organizar a festa de aniversário do ministro Agnelo Queizoz); * Operação Anaconda* Escândalo dos Gafanhotos (ou Máfia dos Gafanhotos); * Caso José Eduardo Dutra* Escândalo dos Frangos (em Roraima); * Várias Aberturas de Licitações da Presidência da República Para a Compra de Artigos de Luxo; * Escândalo da Norospar (Associação Beneficente de Saúde do Noroeste do Paraná); * Expulsão dos Políticos do PT; * Escândalo dos Bingos (Primeira grave crise política do governo Lula) (ou Caso Waldomiro Diniz); * Lei de Responsabilidade Fiscal (Recuos do governo federal da LRF); * Escândalo da ONG Ágora; * Escândalo dos Corpos (Licitação do Governo Federal para a compra de 750 copos de cristal para vinho, champagne, licor e whisky); * Caso Henrique Meirelles; * Caso Luiz Augusto Candiota (Diretor de Política Monetária do BC, é acusado de movimentar as contas no exterior e demitido por não explicar a movimentação); * Caso Cássio Caseb* Caso Kroll* Conselho Federal de Jornalismo; * Escândalo dos Vampiros* Escândalo das Fotos de Herzog; * Uso dos Ministros dos Assessores em Campanha Eleitoral de 2004; * Abuso de Medidas Provisórias no Governo Lula entre 2003 e 2004 (mais de 300); * Escândalo dos Correios (Segunda grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Maurício Marinho); * Escândalo do IRB* Escândalo da Novadata; * Escândalo da Usina de Itaipu* Escândalo das Furnas; * Escândalo do Mensalão (Terceira grave crise política do governo. Também conhecido como Mensalão); * Escândalo do Leão & Leão (República de Ribeirão Preto ou Máfia do Lixo ou Caso Leão & Leão)* Escândalo da Secom; * Esquema de Corrupção no Diretório Nacional do PT; * Escândalo do Valerioduto; * Escândalo do Brasil Telecom (também conhecido como Escândalo do Portugal Telecom ou Escândalo da Itália Telecom); * Escândalo da CPEM; * Escândalo da SEBRAE (ou Caso Paulo Okamotto); * Caso Marka/FonteCindam; * Escândalo dos Dólares na Cueca; * Escândalo do Banco Santos; * Escândalo Daniel Dantas – Grupo Opportunity (ou Caso Daniel Dantas); * Escândalo da Interbrazil; * Caso Toninho da Barcelona; * Escândalo da Gamecorp-Telemar (ou Caso Lulinha); * Caso dos Dólares de Cuba; * Doação de Roupas da Lu Alckmin (esposa do Geraldo Alckimin); * Doação de Terninhos da Marísa da Silva (esposa do presidente L---); * Escândalo da Nossa Caixa; * Escândalo da Quebra do Sigilo Bancário do Caseiro Francenildo (Quarta grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Francenildo Santos Costa); * Escândalo das Cartilhas do PT; * Escândalo do Banco BMG (Empréstimos para aposentados); * Escândalo do Proer; * Escândalo dos Fundos de Pensão; * Escândalo dos Grampos na Abin; * Escândalo do Foro de São Paulo; * Esquema do Plano Safra Legal (Máfia dos Cupins); * Escândalo do Mensalinho; * Escândalo das Vendas de Madeira da Amazônia (ou Escândalo Ministério do Meio Ambiente); * 69 CPIs Abafadas pelo Geraldo Alckmin (em São Paulo); * Escândalo de Corrupção dos Ministros no Governo L--- ; * Crise da Varig; * Escândalo das Sanguessugas (Quinta grave crise política do governo Lula. Inicialmente conhecida como Operação Sanguessuga e Escândalo das Ambulâncias); * Escândalo dos Gastos de Combustíveis dos Deputados; * CPI da Imigração Ilegal* CPI do Tráfico de Armas; * Escândalo da Suposta Ligação do PT com o PCC; * Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MLST; * Operação Confraria; * Operação Dominó; * Operação Saúva; * Escândalo do Vazamento de Informações da Operação Mão-de-Obra; * Escândalo dos Funcionários Federais Empregados que não Trabalhavam; * Mensalinho nas Prefeituras do Estado de São Paulo; * Escândalo dos Grampos no TSE; * Escândalo do Dossiê (Sexta grave crise política do governo Lula)* ONG Unitrabalho* Escândalo dos Fiscais do IBAMA do Rio de Janeiro; * Escândalo da Renascer em Cristo; * Crise no Setor Aéreo Brasileiro; * CPI das ONGs; * Operação Testamento; * CPI do Apagão Aéreo (Câmara dos Deputados); * CPI da Crise Aérea (Senado Federal e Câmara dos Deputados); * Operação Hurricane (também conhecida Operação Furacão); * Operação Navalha; * Operação Xeque-Mate; * Operação Moeda Verde; * Caso Renan Calheiros; * Operação Sétimo Céu; * Operação Hurricane II (também conhecida Operação Furacão II); * Caso Joaquim Roriz (ou Operação Aquarela); * Operação Hurricane III (também conhecida Operação Furacão III); * Operação Águas Profundas (também conhecida como Caso Petrobras); * Escândalo do Corinthians (ou caso MSI)

QUANTO AO PETROLÃO ... dizem os mais entendidos que o caso do Mensalão foi brincadeirinha de criança perto do caso da Petrobrás.