Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

domingo, 15 de março de 2015

A LUTA CONTINUA


 

 
 
 

 
Não pensem  que tudo foi resolvido.  O sucesso da manifestação de hoje não foi a mágica que veio para nos salvar.
 
 
 
Demos  um  passo à frente.
Agora precisamos arregaçar as mangas. 
 
 
 
Motivos para considerarmos a manifestação de hoje um tremendo sucesso:
 
1 - O simulado apoio ao atual governo e ao PT serviu mais para nós do que para eles. Ao colocar seu 'exercito' na rua  nos  possibilitaram fazer as devidas comparações.  Nesse ponto nos cabe agradecer à CUT e ao MST, para nos tirar uma dúvida que persistiria caso eles não tivessem ido às ruas na sexta-feira, pois o tempo todo pensaríamos que o PT arrebanharia mais gente  do que a nossa indignação. 
 
2 -  Ficou provado, até foi dito a toda imprensa, que o PT-Partido dos Trapaceiros precisou, por meio dos 'stédiles',  COMPRAR apoio, o que se tornou um hábito, para  mostrar a força popular que teve um dia e já perdeu.  Enquanto isso, todos foram à manifestação contra o atual governo de forma espontânea, sem nada cobrar para estarem presentes.
 
3 -  Na sexta-feira as reuniões foram todas vermelhas, enquanto as de hoje (15  DE MARÇO)  tiveram as cores do nosso país: verde e amarelo. Sem contar que nas manifestaçeõs anti-Dilma/PT foram vistas diversas bandeiras nacionais, enquanto o mesmo não ocorreu na 6a.-feira.
 
4 - A manifestação de apoio ao partido e à Dilma teve um número bem menor e menos expressivo de pessoas do que as que comparecerem hoje ao manifesto de repulsa  aos abusos e mentiras do atual governo.
 
 
Agora, nos resta ver qual será a reação petista,
para decidirmos, em bloco,
qual será o próximo passo a ser dado. 
 
 
Uma coisa já está provada:
não existe medo do PT.