Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 5 de dezembro de 2015

Impeachment e seu resultado

  
Por que a presidente  merece um processo  de impeachment ?    Por  sua completa incapacidade de administrar um país como o nosso e por sua capacidade grandiosa de afundar uma empresa do porte da nossa Petrobrás.

MAS ...  

O que acontecerá no futuro ?


1 - Caso a presidentA sofra um processo de impeachment -  mais do que merecido! - veremos seu criador,  ela própria e todos os petistas de plantão saírem para uma "guerra" em defesa da pobre vítima de um golpePonto para o PT e para seu criador que sairá das cinzas para o papel de candidato em 2018.  Ele sairá da sua tumba e se tornará o grande salvador da pátria.   O povão, como sempre, acreditará em tudo o que ele diz!  Depois pode até se arrepender da besteira feita nas urnas, mas, depois da besteira feita, não adianta reclamar de novo.   PONTO PARA O PARTIDO DOS TRAPACEIROS.  Petistas se juntarão num Presídio para comemorar, até porque quase toda a quadrilha petista já está presa, aguardando anciosamente pelo Chefão prestes a chegar.
 
 
2 - Caso o  processo de impeachment não dê em nada, por não haver mais em quem confiar, também será PONTO PARA O PARTIDO DOS TRAPACEIROS, cujos representantes poderão comemorar seu fortalecimento. 
 
 
 
NÃO SE DEVE MEXER EM MERDA PARA EVITAR QUE SEU CHEIRO SE ESPALHE. 
Em outras palavras:
seria melhor deixar que o impeachment  ficasse em nossas gargantas
até os dias finais do mandato de Dilma,
para que ela terminasse de destruir também seu partido.
 

“Com um vasto escândalo de corrupção em ação, uma economia em queda livre, finanças públicas em frangalhos – e uma classe política que só pensa em si e não tem interesse em resolver nada disso – o país agora foi servido de uma crise constitucional'', diz a revista. - The Economist



SAIBA INVESTIR :
MONTE UMA QUADRILHA