Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

DEPOIMENTO de um ex-presidente



http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/lula-presta-depoimento-sobre-mensal%C3%A3o-1.961232        

O depoimento do petista Luís Inácio foi dado em Brasília, na condição de testemunha; ex-presidente não relatou grandes novidades. - Como se ele fosse acrescentar mais alguma coisa!  Mas... faz parte do show. 

Nos bastidores, aliados de L--- reclamam de vazamentos sobre o tema, argumentando que divulgações sem autoria têm objetivo de desgastá-lo  

O ex-presidente, que se acha imbatível,   prestou grandes informações no dia 09, última terça-feira já muito passada, num depoimento à Polícia Federal,  Teria sido um inquérito complementar do mensalão. Ele teria ido na condição de mera testemunha, embora mais uma vez, alegasse não saber de nada.

Como sempre muito solícito (qualidade inerente aos políticos), o ex-presidente da Nação  teria aproveitado uns compromissos em Brasília para ATENDER um pedido da PF.  Copiando um estilo petista de ser, não sabemos porque motivo  tal depoimento não teria sido divulgado pela assessoria dele.  Talvez porque a qualidade de depoente fosse um tanto humilhante para a arrogância. 

 

Em setembro deste ano, o jornal "Folha de S.Paulo" mostrou que a Polícia Federal tentava, desde fevereiro deste ano, colher declarações do ex-presidente. 

 

Palavras do ex-presidente sobre o fato:  

"Não sei como vocês ficam sabendo de uma notificação que eu não recebi. Não sei se é o editor, o redator, sinceramente não sei", afirmou ele à época, prontificando-se a ajudar caso fosse chamado. " 
 

Em outras palavras, tão chulas quanto ele usa: 

"Ele peidou, mas não sabe quem foi."