Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 2 de março de 2015

Trechos do artigo 'De esperança à ameça', de Ricardo Noblat

 
Trechos do artigo De esperança à ameça
escrito por Ricardo  Noblat
 
''L--- é tão grosseiro quanto ela  (Dilma).  Tão arrogante quanto.
Em caso de dúvida ver o livro imperdível Viagens com o Presidente,
escrito pelos dois fotógrafos que acompanhavam o ex-metalúrgico em seus passeios pelo mundo
 
 
''L--- não pode fingir que não tem nada com isso.
Foi ele (o ex-presidente) que inventou ela (Dilma).''
 
 
 
''L---- não perdoa Dilma por ela não ter lhe cedido a vez como candidato no ano passado.
Mas não é por isso que opera para enfraquecê-la s3empre que pode. Procede assim por defeito de caráter. Com Dilma e com qualquer um que possa causar-lhe embaraço. 
Se precisar, L--- deixa os 'amigos' pelo  meio do caminho. ''
 
 
 
''Disputou  cinco eleições presidenciais e ganhou duas vezes... "
Quando ele sai supostamente em defesa de alguém, não pensem os otários que está defendendo o outro como parece.  Está, na verdade, defendendo a si mesmo e o futuro de um megalômano.  
 
 
Embora o  ex-presidente e ex-metalúrgico tenha ajudado a eleger desconhecidos não quer  dizer que ele tenha, como dizem, grande carisma.   Quem  tem carisma não perde tantas eleições.  E quando votaram em pessoas indicadas por ele, o povo estaria votando nos privilégios adquiridos que não gostariam de perder.

 
 
Palavras de Washington Quaquá, baseadas no palavrório infeliz de L---:
 
"Contra o facismo, a porrada.  Não podemos engolir esses facistas burguesinhos de merda. Está na hora de responder a esses filhos da puta que roubam e querem  achincalhar o partido  que melhorou a vida de milhões de brasileiros.  Agrediu, damos porrada."
 
 
 
 
 
Quer votar num ladrãozinho,
dê seu voto ao Fernandinho.