Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

quinta-feira, 9 de julho de 2015

DESEMPREGO e BURRICE



Planalto apaga post que relacionava medida trabalhista a ‘Tempos Modernos’
 

Estrelado por Charles Chaplin, longa de 1936 faz uma dura crítica à exploração da mão de obra;

post causou revolta na internet - Artigo de Natália Cacioli

 
As redes sociais podem ser importantes aliadas para mostrar informalidade e se aproximar do público, mas é preciso cuidado redobrado com a mensagem que se deseja passar. O Palácio do Planalto caiu nessa armadilha na noite desta terça-feira, 7, ao colocar uma foto de Charles Chaplin em “Tempos Modernos” para ilustrar uma explicação sobre o Plano de Proteção ao Emprego. (O GOVERNO PETISTA ESTÁ PROTEGENDO É O DESEMPREGO, DEPOIS DE TANTO DESVIAR O DINHEIRO DO TRABALHADOR!)

Um letreiro sobre a foto celebrava a redução da jornada de trabalho e a manutenção do emprego . Mas o tiro  acabou saindo pela culatra. Marco na história do cinema, “Tempos Modernos” faz uma dura crítica às péssimas condições de trabalho e aos meios de produção. No longa de 1936, Carlitos chega a ter um colapso nervoso por trabalhar excessivamente.

O gênero cômico do filme, portanto, não torna a situação engraçada. E, por isso, o “meme” com a foto de Chaplin transmitiu a mensagem oposta à intenção do Planalto.

O Plano de Proteção ao Emprego, anunciado na segunda-feira, é uma tentativa do governo de frear as demissões no País. A taxa de desemprego subiu para 6,7% em maio (em dezembro, estava em 4,3%), e alguns economistas esperam que o nível de desocupação chegue a 10% em 2016. 

A Medida Provisória (MP) 680 permite a redução da jornada de trabalho e dos salários em até 30%. Para o funcionário, contudo, o salário será cortado em até 15%, já que haverá complementação do valor com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Em troca do benefício, a empresa deve oferecer estabilidade ao empregado durante a contratação do plano.


 
Mas os internautas não perdoaram a falha de comunicação do Palácio do Planalto e o post no Facebook foi inundado por comentários sobre a escolha infeliz. Percebido o erro, a publicação foi apagada e substituída por outra – mais genérica, mais séria e sem foto. Apenas com um infográfico.



*****
 
 
 TODOS SABEM QUE O GOVERNO REDUZIU A JORNADA DE TRABALHO PARA EVITAR MAIOR DESEMPREGO DO QUE JÁ VEM ACONTECENDO NUM GOVERNO SUPOSTAMENTE DESTINADO AOS TRABALHADORERES.  Quanto à defesa inexistente, não adianta querer melhorar a vida dos trabalhadores, se seus empregadores estão cada vez piores, como está provado no número cada vez maior de lojas e fábricas fechadas.   Burrice ou inconsequência?
 
 Não adianta o PT querer enganar as pessoas com fotos ou ditos populosos, porque o estrago já está feito e é conhecido por toda a população. Principalmente pelos desempregados e pelos mais pobres. Da mesma forma não adianta o Partido da Trapaça querer atacar a si próprio, tentando se dividir e  criar uma ala com críticas ao que vem acontecendo.  O PT chegou para destruir ... e se fartar.