Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Ameaças e promesssas. Contradições e mentiras.


Dilma diz a senadores que ‘não há onde cortar’ e pede CPMF
‘Se não aprovar, vamos ter que buscar outras fontes com o aumento de carga’, desespero da presidente Dilma, apelando para a volta da CPMF .

 
 "NÃO HÁ MAIS ONDE CORTAR", disse a presidentA.  

Em reunião na noite desta segunda-feira com líderes da base aliada no Senado, a presidente Dilma Rousseff fez um apelo para que os senadores ajudem a aprovar matérias que ajudem o governo fazer caixa para manter um nível mínimo de investimento em programas prioritários de infraestrutura e no campo social. Na conversa, Dilma disse que o governo precisa de novas fontes de receita, e que a CPMF, no momento, é a única alternativa.
E sem CPMF, disse, o governo terá que recorrer ao aumento de outros impostos já existentes.

  

Por causa do seu evidente desespero, Dilma tanto fez ameças quanto promessas:  além de ameaçar a criação de outras fontes para aumentar o dinheiro 'desviado' da União, nossa PresidentA prometeu aos senadores "destinar um percentual do imposto aos estados e municípios, que será de 0,18%".
  
O PT já provou ser mestre em mentiras e contradições.  Dilma, como seu antecessor, também petista, disse ser contra a CPMF, que atualmente tanto defende.