Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Profecias de um sambista

Malandro Moderno

 

Bezerra da Silva (1927-2005) compôs a música  " Malandro Moderno" em 1995.  Além de  compositor , ele era também cantor.  A referida música é a terceira faixa de um  CD com o título "Contra O Verdadeiro Canalha".  
  

 
 
Malandro moderno, colarinho branco, só usa bons ternos, não liga p'ro azar.
 
Dólar na Suíça, mansão beira-mar , seu nome é corrupção, p'ra quê trabalhar?
 
Quem te viu, quem te vê, malandragem, não consegue acreditar, não consegue acreditar.

 
 
Sindicalista de outrora,
 
desfruta belas senhoras uma em cada lugar.
 
Mas tenho certeza que você é bem feliz
 
porque conseguiu na vida tudo aquilo que sonhou, que sonhou.
 
Roubou o dinheiro do povo e vive na tranqüilidade

sua sorte é que você vive no País da impunidade.

 
 
Quem te viu, quem te vê,
 
malandragem não consegue acreditar, não consegue acreditar.
 
Sindicalista de outrora desfruta belas senhoras uma em cada lugar.