Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 1 de maio de 2017

HIPOCRISIA



 
 
 
Me poupem! Não quero assistir os demagogos, lamentando a passagem deste grande cantor brasileiro, sem que NUNCA tenham tentado ver como ele vivia. 
 

 E dizer que ele 'não aceitava'..... eu não acredito! Não justifica. Já tive amigos em depressão os quais consegui que aceitassem minha presença e empenho em alegrá-los, fazendo-os retornar para a vida.



Segundo moradores da cidade onde ele vivia, Belchior mal saía de casa, sendo que desconheciam que ele morava ali. Isto não é depressão? Se é! Cadê os amigos? Vão aparecer agora? QUANTA HIPOCRISIA, num só corpo! É esta a solidariedade que dizem o brasileiro tem para dar e vender?


Estou vomitando desde já aos prováveis 'depoimentos' de Fagner, Alceu Valença, Elba Ramalho e tantos outros..... Deveriam criar vergonha na cara e continuar no silêncio, que fala mais que mil palavras....

 Acordar é preciso!



'As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam'.... aí eu complemento....(ou que dizem palavras vãs, para descartar suas culpas).' Madre Tereza de Calcutá....pense nisso!


A notícia da morte dele surpreendeu moradores de Santa Cruz do Sul (RS), que nem sabiam que o cantor vivia na cidade..... Na madrugada deste domingo, Belchior sumiu de vez.

 Mas pode ser encontrado a qualquer hora em seus versos, que como toda grande obra, retrata qualquer tempo....




Belchior disse o tempo todo que algo não ia bem
 
 
"Belchior deixou sempre muito evidente que estava sofrendo. Uma angústia representada em suas letras e em seu comportamento, mesmo quando a carreira atingia o que poderia considerar picos de sucesso. Caetano, Gil, Zé Ramalho, Fagner, Djavan, Tom Zé, Milton Nascimento, Dominguinhos. De todos os emigrantes que procuraram as 'mecas' Rio-São Paulo para serem alguém de 1960 para 1970, Belchior foi o único que sentiria um impacto emocional irreversível. A selvageria mercantilista, para ele, era um mal a ser combatido e ele, logo ele, acabaria também vendido a ela no momento em que assinasse com uma grande gravadora. ... "

AMIGO É P'RÁ ESSAS COISAS
Não adianta ter amigos só nas horas boas.
Eles se mostram verdadeiros amigos
nos momentos ruins.