Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

DESCASO, DEBOCHE e IRRESPONSABILIDADE



UM MINISTÉRIO INÚTIL

Sob o  título "Obras paradas, esperança desperdiçada", o jornal O Globo estampou a foto ao lado (sem as palavras, é claro) logo na primeira página.
 
Em seguida, está o seguinte:    "Em Petrópolis, onde há 12 mil pessoas em áreas de risco, a obra de um conjunto do Minha Casa Minha Vida para vítimas das enchentes de 2011 foi abandonada há um ano. No local, restam apenas as fundações, relata CARINA BACELAR. A empreiteira desistiu do serviço, e o Ministério das Cidades busca solução. Outros dois projetos aprovados não saíram do papel. Os três conjuntos custariam R$ 134,8 milhões. (Pág. 6)  (*)"

Não podemos exigir que o Governo Federal tome conta do Brasisl inteiro, até porque caberia aos governadores e aos prefeitos de cada cidade tomar conta do seu espaço.  Principalmente num lugar onde sabemos que as pessoas constroem sua casa sem a preocupação de se precaverem de um desastre futuro que poderia ali acontecer,  porque vêem o governo como sua babá.  Depois que o desastre acontece, seja qual for a área de risco (como aqueles que fazem suas casas na beira de morros, por exemplo),  é que eles  começam a choramingar "pelo que perderam", e passam a exigir do governo (estadual ou federal) que tomem providências para resolver sua irresponsabilidade.

No entanto, o projeto Minha Casa Minha Vida tem sido cansativamente usado pelo Governo Federal como sendo seu.  Uma forma de tapear os mais inocentes e açambar os votos dos mais irresponsáveis .  Se o projeto dessa Minha Casa  Minha Vida se tornou só o começo (SÓ O COMEÇO!) de uma obra abandonada, está provado que nem a prefeitura da cidade nem o  tal Ministério das Cidades acompanhou coisa alguma.

 IRRESPONSABILIDADE
 
 
 
 
 
Sabe, no meio de tantos Ministérios, quem é o ministro das Cidades ?
Veja  aqui
 

(*) OBS>:  Dizem os incautos que "os três projetos não saíram do papel". Resta saber se o NOSSO dinheiro, que deveria ser usado para terminar os tais projetos, também não teriam saído...  dos cofres .