Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Novas eleições - PERIGO!

O PT está contando votos para reverter o processo de impeachment no Senado.


Método, melhor dizendo estratégia petista:   novas eleições.  Dizem os sapientes  sobre o assunto que  eleições totalmente fora do prazo não seriam constitucionais, mas isso não significa ser totalmente impossível, já que nossas leis são constantemente atropeladas por interesses políticos.


  "... petistas acreditam ser fácil fazer com que alguns senadores, que votaram pela abertura do processo de impeachment, mudem de voto na fase final."


A presidentA  Dilma só poderia ser definitivamente  afastada  se houver  54 votos,  embora seu afastamento seja o desejo de grande parte dos brasileiros.  Dentro de seu otimismo,  O PT está calculando seu poder de reverter o posicionamento de alguns senadores.



Nomes favoritos de senadores petistas para o
O RETORNO DA GRANDE INIMIGA DO PAÍS:
Cristovam Buarque (PPS-DF), Antônio Reguffe (sem partido) e Hélio José (PMDB-DF).

VAMOS VER COMO VOTARÃO !

Segundo opinião de Cristovam Buarque, que também defende novas eleições, a afastada PresidentA Dilma precisaria mostrar que seria uma presidente melhor que Temer, abandonar o discurso do golpe e assumir erros.   Nada mais lógico do que abandonar esse discurso que já se tornou ridículo chamando um impeachment de golpe e assumir seus erros (CRASSOS).  Porém seria bastante absurdo mostrar que seria melhor do que qualquer outro presidente !