Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

segunda-feira, 16 de maio de 2016

TEMER E CANDIDATURA (ELEIÇÕES 2018).


 Em entrevista, MICHEL TEMER (PMDB), disse que NÃO SERÁ CANDIDATO  em 2018. Embora tenha dito que a pergunta era "complicada", no final negou sua candidatura. Segundo ele, não ser candidato à reeleição estará permitindo que ele não pratique gestos e atos focados em uma nova eleição. 
 
Palavras de Temer, nosso presidente interino:  "Não é a minha intenção (ser candidato). Aliás, não é a minha intenção, e é a minha negativa. Eu estou negando a possibilidade de uma eventual reeleição, até porque isso me dá maior tranquilidade, eu não preciso praticar gestos ou atos conducentes a uma eventual reeleição. Eu posso ser até - digamos assim - impopular, mas desde que produza benefícios para o país, para mim é suficiente", declarou o peemedebista.  A IMPOPULARIDADE NÃO SE DEVE APENAS A ELE, MAS A TODO O SEU PARTIDO, O PMDBosta.
 
A entrevista foi acompanhada de PANELAÇOS EM VÁRIAS CAPITAIS.
 
Temer admitiu sua impopularidade, mas ressaltou que tem "legitimidade constitucional" para estar no cargo,
além de longa trajetória política.
"Fui eleito com ela [Dilma]. Os votos que Dilma recebeu, recebi também", disse o presidente interino,
 referindo-se à sua colega de chapa na reeleição de 2014.
"O PMDB também trouxe muitos votos a Dilma."  (VAMOS DEIXAR QUE ELE A CREDITE NISSO!)
 
 
 
"Reconheço que não tenho inserção popular. Só terei se produzir efeitos benéficos para o país", disse ele.
 
 
 
Questionado sobre a situação de Romero Jucá, investigado na Lava Jato, Temer afirmou que seu ministro do Planejamento não é réu, e é uma pessoa com "competência administrativa extraordinária" com capacidade de articulação política e que o está ajudando na tarefa de governar o país. "Não temos que pensar que o investigado vive uma espécie de morte civil". Temer disse somente que vai examinar o afastamento de Jucá se ele se tornar réu, o que ainda depende do STF (Supremo Tribunal Federal).  QUE SE SAIBA O MINISTRO É UM TREMENDO "PAPAGAIO DE PIRATA", ALÉM DISSO, QUALQUER PESSOA QUE ESTEJA SENDO INVESTIGADA NÃO DEVERIA SER CONVIDADA PARA NENHUM CARGO (MINISTÉRIO SERIA UM GRANDE EXEMPLO).  

Quanto aos comentários e críticas pela falta de escolha de mulheres, negros ou 'etc.' para o 1º escalão do governo, isso não passa de babaquice. Ao invés de criticar, ninguém até agora citou um nome feminino como exemplo. Sem contar que a chefe de gabinete de Temer é um mulher. E NÃO ESQUEÇAM  QUE DILMA É MULHER.

 Artigo completo: