Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 28 de janeiro de 2017

A DESTRUIDORA SAMARCO...

PIMENTA NO DOS OUTROS É REFRESCO!
 

 
 
ESSA É NOSSA INJUSTA JUSTIÇA


 
Após prorrogar 3 vezes, Justiça suspende prazo para Samarco depositar R$ 1,2 bi  
Rayder Bragon - Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte
 

A Justiça Federal suspendeu por tempo indeterminado a obrigatoriedade de a Samarco e suas controladoras depositarem R$ 1,2 bilhão como medida reparatória dos danos causados pelo estouro da barragem de Fundão, em Mariana (MG), em novembro de 2015.
Na ocasião, morreram 19 pessoas [um corpo ainda não foi localizado], e um mar de lama jorrou pela bacia do rio Doce. A tragédia foi considerada o maior desastre ambiental do país. A Samarco é controlada pela Vale e pela anglo-australiana BHP.
A decisão do juiz Mário de Paula Franco Júnior levou em conta "a demonstração de atitudes concretas e a postura cooperativa (e elogiável(?) – frise-se) das partes, do MPF (Ministério Público Federal) e das instituições envolvidas em buscarem a solução da presente lide".  
 
O magistrado se referiu, dessa maneira, ao TAC (Termo de Ajustamento Preliminar) recentemente assinado entre o MPF e as empresas mineradoras e encaminhado à Justiça.
 
Conforme ele, a obrigatoriedade do depósito bilionário fica suspensa até decisão posterior da Justiça Federal.
 
"Tudo com vistas à possível celebração de um acordo definitivo (TACF) que coloque fim às lides envolvendo o rompimento da barragem de Fundão que tramitam perante esse juízo federal".
 
O juiz federal deu cinco dias para que a União e os Estados [Minas Gerais e Espírito Santo] se manifestem sobre a decisão.  O CASO, EVIDENTE, ESTÁ ROLANDO ATÉ HOJE?  HAJA PACIÊNCIA DE QUEM  SOFREU AS CONSEQUÊNCIAS DE TANTA IRRESPONSABILIDADE !
 
Previsto para ser efetuado em novembro do ano passado, o pagamento bilionário foi prorrogado por três vezes até essa decisão atual. A última data determinada pela Justiça tinha sido o dia 19 deste mês.
 
A determinação do depósito de R$ 1,2 bilhão havia atendido a uma ação civil pública movida logo após a tragédia pela União, pelos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo e por diversos órgãos ambientais.
 
Inicialmente, um acordo entre as partes chegou a um valor estimado de R$ 20 bilhões para recuperação integral dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão. No entanto, como o acordo não foi homologado, a Justiça determinou um depósito de R$ 1,2 bilhão.
 
Procurada, a Samarco respondeu, por meio de sua assessoria, que não iria se manifestar sobre o assunto no momento   A BOCA PODE FICAR FECHADA, MAS O SOFRIMENTO DOS  OUTROS É TERRÍVEL, EMBORA SEJA SÓ O DOS OUTROS E NÃO REPRESENTEM NADA PARA QUEM NASCEU PARA SE APROVEITAR DE UMA SITUAÇÃO.

 
 
 
 A DESTRUIÇÃO PROVOCADA PELA BARRAGEM DA SAMARCO:
ALÉM DE ACABAR COM VIDAS,
CASAS, SONHOS E ILUSÕES FORAM PERDIDOS
 
 
* O Juiz só considerou elogiáveis as posturas em questão
porque não foram atingidas a cidade dele nem a casa dele.
 
 
 IRRESPONSABBILIDADE TEM UM NOME:
S A M A R C O