Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 14 de novembro de 2015

Igualmente POBRES.

Desigualdade recua pelo 10º ano,
mas ciclo dá sinais de
ESGOTAMENTO
 



 O Brasil ficou menos desigual em 2014, pelo décimo  ano consecutivo. O motivo foi o aumento da renda dos mais pobres. No Sudeste, porém, a perda de dinamismo econômico da região fez crescer a distância entre ricos e pobres. GRANDE ERRO: O MOTIVO DA IMAGINÁRIA DIMINUIÇÃO DA DESIGUALDADE FOI A MENOR  RENDA DOS MAIS "RICOS". QUANDO TODOS, ABSOOUTAMENTE TODOS, SAO POBRES, SÃO IGUALMENTE POBRES!
 
Economistas consultados pela Folha dizem que esse pode ser o último retrato do ciclo de redução da desigualdade do país. O índice tende a parar de cair ou mesmo subir neste ano por causa da crise econômica, efeito já sentido no Sudeste.   NOVAMENTE LEMOS SOBRE A CRISE ECONÔMICA, SEM  NENHUM COMENTÁRIO SOBRE A ROUBALHEIRA QUE LEVOU  A PETROBRÁS  E O PAÍS AO FUNDO DO POÇO.
 
 
Principalmente na mídia, muito se fala na crise econômica, como se ela fosse natural.  MAS NÃO É , PRINCIPALMENTE  NO BRASIL.  O que mais impulsionou a  crise foi o desvio despropositado do dinheiro público.  Mas os entendidos no assunto não falam disso, como se não existissem roedores do dinheiro público em Brasília.  



Quanto à tão desejada igualdade ela jamais haverá seja no governo que for.   A desigualdade começa aqui:
 
- Políticos comem caviar e o pobre um simples frango, quando tem dinheiro para comprar frango, senão... vai qualquer coisa que possa substituí-lo;
- Políticos andam de jatinho particular ou helicóptero, enquanto os operários, que os sustentam, precisam enfrentar trens ou ônibus cheios para chegar ao trabalho.
- Operários trabalham e políticos ganham;
- Políticos, embora não mereçam, são respeitados,  operários não. 
 -Civil será preso ao roubar, político não.
Tirando as vantagens que tornam os homens desiguais,  as pessoas jamais serão iguais, porque sentem de forma diferente, atuam de forma diferente, reagem de forma diferente.
CADÊ A TÃO PROPALADA IGUALDADE?