Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

sábado, 10 de janeiro de 2015

Votem num fantasma para presidente!

 
" ... Não podemos aceitar aumento de impostos. O PT está passando para nós o custo do roubo, da incompetência, do assistencialismo, dos cargos comissionados para pagarmos. "

Lula fez tratamento sigiloso e controlou novo câncer em 2014, disse um colunista 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria combatido no último ano um novo câncer e conseguiu controlá-lo, segundo informações de fontes ligadas ao petista para o colunista do UOL, o jornalista Leandro Mazzini.
Segundo Mazzini, Lula, que está curado de um câncer na laringe, foi acometido por outro câncer no pâncreas, descoberto no início de 2014.
A partir de então, Lula passou a visitar esporadicamente o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, sempre durante a madrugada, entrando de carro pela garagem privativa do corpo clínico para evitar boatos, além de tomar um forte medicamento para evitar a quimioterapia. Ainda segundo informações passadas para Mazzini, o ex-presidente não faz tratamento intensivo, devido a um medicamento sob o princípio do Bevacizumab, uma versão mais recente e potente do Avastin, que ameniza o quadro clínico e a dor, e evita a quimioterapia. O custo do medicamento, ainda não comercializado no Brasil, é de cerca de R$ 30 mil por mês.

O quadro de saúde de Lula teria impedido uma participação mais intensa na campanha da presidente Dilma Rousseff, apesar de ter visitado a algumas capitais, sempre sob cuidados médicos. A assessoria do Instituto Lula negou veementemente a nova doença. Já a assessoria do Hospital Sírio Libanês não quis se pronunciar sobre o tema.
 
 
E o pior de tudo, é que, cedo ou tarde, quando esse malandro morrer, seus cínicos partidários, visando unicamente a continuidade no poder, vão alardear o “seu heroísmo, sua abnegação, coragem cívica, etc...” doando até a última gota do seu sangue, até o último suspiro, à causa dos pobres, dos descamisados, dos desamparados. E aí, vão começar uma campanha pela sua canonização, etc...O Papa que se cuide. Vocês duvidam?
Do seu túmulo em Buenos Aires, Juan Domingo e Evita Peron, sacolejam seus ossos, reconhecendo como foram principiantes na arte do engodo e da desfaçatez. Dr. Goebbels e o Adolf, também concordariam.
Só Santa Edwirges, a santa das causas impossíveis poderia nos ajudar. Proponho pois começarmos a nossa novena.  
 
 
Que tal trocarmos o Monumento aos Pracinhas,
aqui no Choro de Janeiro,
por um Monumento ao ex-presidente?