Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Apertem o cinto e fechem a boca.

 
O cerco vai apertando.  As denúncias estão cada vez mais próximas .  Até que enfim começaram a falar verdades óbvias e comentar as mentiras de um ex-presidente que tudo fazia, sem a menor responsabilidade, para afanar seus eleitores (atrás de votos) e afagar sua  egolatria doente. 
 
É cada vez maior o número de jornalistas que falam o que já sabemos.  Contradizem o mentiroso  ex-presidente, que todos acatavam como se ele dissesse apenas verdades.  Mesmo sabendo que estava mentindo, todos se calavam. 
 
Agora, mesmo com o partido 'dele' no poder, no formato de uma substituta também escolhida irresponsavelmente, todos começaram finalmente a dizer o que pensam. 
 

O artigo de Carlos Alberto Sardenberg (Custo Petrobrás), que está em  http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/feira-livre/custo-lula-por-caros-alberto-sardenberg/ ,  saiu no  jornal O Globo de hoje e serve como exemplo dentre muitos outros.


Não se sabe se o problema era a falta de coragem de escrever o que não se atreveriam a assinar, ou se o problema era ignorância.   Fico com a primeira opção, embora possa estar enganada.

 

Abaixo estão trechos coletados do artigo, dentre vários outros, que estão incriminando quem deveriam ter incriminado há muito tempo, antes que chegássemos ao ponto que chegamos, embora diversos técnicos tenham avisado que estavam fazendo muitas asneiras.  Agora, 'senhores' jornalistas, a vaca já tossui. 

 
"Há menos de seis  anos, em 17 de setembro de 2009, o então presidente Lula apresentou-se triunfante em uma entrevista ao jornal Valor Econômico. Entre outras coisas, contou, sem meias palavras, que a Petrobrás não queria construir refinarias e ainda apresentara um plano pífio de investimentos em 2008. “Convoquei o conselho” da empresa, contou Lula. Resultado: não uma, mas quatro refinarias no plano de investimentos, além de previsões fantásticas para a produção de óleo."
 
"... Todas as metas de produção foram reduzidas. As anteriores eras “irrealistas”, disse a presidente da companhia, Graça Foster, acrescentando que faria uma revisão de processos e métodos. Entre outros equívocos, revelou que equipamentos eram comprados antes dos projetos estarem prontos e aprovados.  Nada se disse ainda sobre os custos disso tudo para a Petrobrás. "
 

"Quando anunciada por L---, a refinaria custaria US$ 4 bilhões e ficaria pronta antes de 2010. Como uma empresa como a Petrobrás pode cometer um erro de planejamento desse tamanho? A resposta é simples: a estatal não tinha projeto algum para isso, Lula decidiu, mandou fazer e a diretoria da estatal improvisou umas plantas. Anunciaram e os presidentes fizeram várias inaugurações."

"O nome disso é populismo. E custo Lula. Sim, porque o resultado é um prejuízo para os acionistas da Petrobrás, do governo e do setor privado, de responsabilidade do ex-presidente e da diretoria que topou a montagem"
  
"Quantos outros projetos e metas do governo Lula são equivocados? As obras de transposição do rio São Francisco estão igualmente atrasadas e muito mais caras. O projeto do trem bala começou custando R$ 10 bilhões e já passa dos 35 bi."
 
 "" ...  há um outro ponto, político. A presidente Dilma estava no governo Lula, em posições de mando na área da Petrobrás. Graça Foster era diretoria da estatal. Não é possível imaginar que Graça Foster tenha feito essa incrível autocrítica sem autorização de Dilma.
 
 " ... será que as duas só tomaram consciência dos problemas agora? Ou sabiam perfeitamente dos erros então cometidos, mas tiveram que calar diante da força e do autoritarismo de Lula? De todo modo, o custo Lula está aparecendo mais cedo do que se imaginava.
 
 
 
Apertem seu bolso, didatas  jornalistas e
paguem a orgia financeira que foi feita,
tão caladinhos quanto ficavam antes.
 
 

 
 
 
 
.