Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

terça-feira, 20 de outubro de 2015

A tapeação: CRIADOR contra CRIATURA


RECEBIDO POR EMAIL


O CRIADOR PRETENDE DERRUBAR SUA CRIAÇÃO?


 
 
AGORA HÁ POUCA DÚVIDA DE QUE O CRIADOR 
QUER MESMO DERRUBAR DILMA!
 

1.Dizem que o mais conveniente para o criador seria Dilma, sua criaturapedir licença por doença. Temer assumiria a presidência e, em seguida, L--- e o PT partiriam para a oposição. Dilma não perderia seus direitos. E haveria tempo suficiente para organizar a campanha de L--- em 2018 como defensor dos pobres contra as medidas neoliberais que estariam sendo introduzidas.
 

2. Mas Dilma e seu entorno não teriam aderido a ideia, mesmo que para ser aplicada em médio prazo. Dilma se abraçou com seu mandato (ou com as mordomias presidenciais) e se tornou agressiva, cada vez mais, dia a dia.
 
 
3. A experiência política ensina que nunca se deve nomear um ministro que não se pode demitir. É o caso de Joaquim Levy. Não que Dilma enfrente qualquer resistência política relevante para tomar essa decisão.
 

4. O problema é que a demissão, renúncia, ou mesmo a saída de Joaquim Levy por qualquer motivo que seja, como se especulou no final da semana passada, produziria um total descontrole da economia por refluxo dos atores econômicos: as medidas de ajuste fiscal não teriam mais como serem aprovadas, explodiria o dólar, cresceria a inflação, aumentaria o déficit público, os juros teriam que acompanhar, Brasil perderia o grau de investimentos pelas agências que faltam, aumentaria a relação Dívida/PIB, a recessão se tornaria mais rígida ainda, etc.
 

5. Todos os dias, L--- e seu entorno na CUT e no PT repetem em coro que a política fiscal é antipovo e que Levy é o responsável e que deve sair urgente, etc.
 
   
6. Ora, se a saída de Levy desintegra de vez a economia e o governo Dilma, todos os que trabalham para a derrubada de Levy, o que de fato querem é derrubar Dilma.
   
 
7. E quem é o maestro da banda do fora Levy? L---, que não pode ser acusado de ingênuo. Ou seja, toda essa coreografia de L--- a favor de Dilma é evidente construção de álibi para não ser cobrado como traidor depois. L--- trabalha todos os dias para derrubar Levy, ou seja, derrubar DILMA.