Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos, porque a história de nossos políticos pode causar deficiência moral irreversível.
Este espaço se resume
, principalmente, à vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem
punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que
engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida
pública.


OPINIÕES PESSOAIS

domingo, 18 de outubro de 2015

Despencamos mas não freamos


 






 
 

FORA POPULISMO !

 
 
As próximas eleições presidenciais brasileiras serão apenas em 2018,  Mas esse é o ano em que dois países da América do Sul elegerão seu presidente.   Embora não sejam os países em que vivemos, são países igualmente populistas. Vamos torcer para que que as  eleições não sejam fraudadas e o populismo seja defenestrado da América do Sul .




ELEIÇÕES NA ARGENTINA - 25 de outubro


ELEIÇÕES NA VENEZUELA - 6 de dezembro

 

Duas grandes diferença entre os que se dizem falsamente favoráveis aos desvalidos e aos que não usam a  hipocrisia para ganhar simpatizantes:  
 

1 - os falsos têm uma única forma de pensar e já descobriram que é preciso serem unidos para  serem fortes.  Os não hipócritas (como os populistas) se dividem em diversos grupos, por terem maneiras diferentes de pensar, o que os leva a se espalharem e, consequentemente, a espalhar também sua união e sua força .
 
2 - Os 'esquedopatas' sabem usar a insistência, não desistem nunca, e sabem  esperar.  Isso já não é tão comum entre os outros, que 'jogam a  toalha' logo que se deparam com alguma dificuldade.   "Despencamos mas não freamos.", é o lema dos esquerdopatas.